The Traitors - Capítulo 27

| | |

Capítulo vinte e sete - A fotografia

Judy Clark P.O.V's
 A olhava esperando alguma resposta mas Abby pareceu ter travado, sai da casa e fechei a porta atrás de mim, coloquei as mãos dentro dos bolsos da calça tentando esconder o nervosismo de vê-la ali, meu coração não queria se aquietar por mais que eu tentasse parecer calma.
Abby: Saudades? Eu estava.- disse abrindo os braços e eu a abracei forte, o cheiro de morango no cabelo dela me fez fechar os olhos e apenas sorrir. É, eu estava com saudades.-
Eu: Por onde você se meteu?- disse quando saímos do abraço-
Abby: É uma longa história. O que acha de ser minha guia por essa noite?- sorriu de lado-
Eu: Ótimo...- sorri- Vou pegar um casaco e meu celular, já volto.- a olhei e voltei de costas pra dentro de casa, não parecia verdade. Eu estava tão feliz de ver Abby ali, depois de tanto tempo eu finalmente ia poder tirar minha dúvida. Passei feito um furacão pela sala e subi as escadas no mesmo ritmo, entrei em meu quarto e calcei um tênis, coloquei um casaco e peguei minha bolsa colocando uma câmera, minha carteira e meu celular dentro dela. Saí dali apressada e quando passei pela sala minha mãe ainda assistia.
Eu: Vou dar uma volta, ok?
SrªClark: Ok, só não demora.- ela sorriu de lado e eu sai de casa-
Abby: Pronta?- me olhou da cabeça aos pés-
Eu: Sim, estou pronta.

 Caminhamos por um tempo até chegarmos a um parque ao ar livre. Era mais pra crianças e eu sempre levava meu irmão ali pra brincar então não fazia muita diferença levar Abby também.
Abby: Então... como passou esse tempo todo sem mim?
Eu: No fundo do poço. Nunca imaginei que ficaria assim por alguém e você?
Abby: Não muito diferente, não parava de pensar em você.
Eu:- sorri olhando pra baixo e paramos de andar- Você foi bem filha da puta.- levantei meu olhar-
Abby: Eu sei e me pergunto se sou certa pra você.
Eu: Também me pergunto isso, mas ai eu lembro que sou certa pra todo mundo.- brinquei e ela sorriu-
Abby: Você é tão amarga,
Eu: Quem é mais única e amarga que eu?
Abby: Com certeza ninguém e isso é uma das coisas que eu mais gosto em você, sabia? 
Eu: Então porque fugiu?- me aproximei dela agora séria e Abby não recuou-
Abby: Foi preciso, eu estava ficando confusa Judy... você não entenderia.
Eu: Porque não? Você bagunçou toda a minha vida, sabia? Eu fiquei como uma louca procurando sua prima na escola e não achava ninguém que soubesse de você, eu me sentia enlouquecendo sem saber qual o paradeiro da garota que me fez ficar com dúvida da minha sexualidade.
Abby: Aposto que não perguntou pro Matt, não é?
Eu: O que? Você conhece o Matt?- não sabia se queria me socar ou socar ela-
Abby: Ele é meu primo, sou uma Rogers também.
Eu: Mas ele é adotado.
Abby: Considero ele da família e ele herdou o nome então...
Eu: Como sou idiota.
Abby: Não, você não é.- ela colocou uma mecha do meu cabelo atrás da orelha e eu sorri abaixando a cabeça mas ela levantou com o polegar em meu queixo e se aproximou de mim me beijando. O beijo foi lento como se quiséssemos matar a saudade de todo o tempo que ficamos longe e com certeza queríamos, eu tinha certeza agora de que Abby era o que eu realmente queria.
Eu: Como eu sentia falta disso.- sorri quando partimos o beijo-
Abby: Foi só o começo.- sorriu e continuamos a andar por entre alguns arbustos, peguei minha câmera dentro da minha bolsa e comecei a tirar algumas fotos de Abby e outras da paisagem que estava linda a noite-
Abby: É fotografa?- perguntou sorrindo enquanto eu tirava mais fotos-
Eu: Sou fotografa do jornal da escola, edito algumas coisas também mas nada muito sério.
Abby: Posso ver?- disse apontando pra câmera-
Eu: Claro que pode.- entreguei a câmera a ela que apertou alguns botões até ir pra galeria, viu algumas fotos e sorriu- São muito boas, você tem talento.- voltou pro modo câmera e então começou a tirar fotos, resolvi deixar a câmera com ela enquanto andávamos pelo parque que não estava muito lotado. Nos sentamos em um banco com uma mesa de cimento e nos olhamos-
Abby: Não está brava comigo?
Eu: Porque eu estaria?
Abby: Porque eu fugi de você.
Eu: Não diria bem que você fugiu, diria que quis um tempo pra você.
Abby: Ah é?- ela disse com cara de safada e eu sorri- Duvido que você é mulher pra me beijar aqui e agora.
Eu: Eu sou muito mulher!
Abby: Então prova.- sorriu- 

 A puxei pelos cabelos pra perto de mim e grudei nossos lábios de forma bruta, ela sorriu parecendo ter gostado da minha brutalidade e continuamos o beijo até quase perdemos o ar. Rimos quando vimos que tinham algumas pessoas nos olhando incrédulas. Um casal lésbico não pode mais nem ser feliz.
Abby: Acho que não gostaram.
Eu: Não me importo... o mundo é uma bandeira gay.- disse e ela riu-
Abby: Quero tirar mais algumas fotos.- disse pegando a câmera em cima da mesa e a ligando, vários flashs dispararam em minha direção me fazendo rir. Me levantei e então sai correndo pelo parque com Abby na minha cola gritando para que eu parasse por um minuto, fui pro meio dos arbustos e quando olhei pra trás não vi Abby atrás de mim, suspirei e comecei a andar devagar por ali, estava escuro.
Eu: Abby?- continuei a andar a procura dela- Abby cadê você?- eu ouvi um barulho atrás de mim e então me virei assustada e quando me preparei pra correr trombei com alguém, era Abby e a vadia acabara de bater uma foto minha.-
Abby: Você está assustada?- perguntou rindo-
Eu: Eu te odeio!- gritei, eu estava realmente assustada mas ela não deu muita importância-
Abby: Adoro ver casais se beijando.- ela disse fotografando por cima dos arbustos mas eu não alcancei ver o casal- Eu estive pensando...- se virou pra mim quando já havia tirado algumas fotos do suposto casal - Sua mãe sabe?
Eu: Sobre o que?- começamos a andar naquela pouca iluminação-
Abby: Sobre a gente.
Eu: Tenho medo de contar...- fiz uma careta- Não sei como seria a reação dela.
Abby: A minha também não sabe, até alguns meses atrás eu era hétero.
Eu: Eu também, pra você ver como as coisas podem mudar de uma hora pra outra.
Abby: Você sabe que pode contar sempre comigo, não é?
Eu: Sei...- sorri-
Abby: Mesmo que eu tenha sumido eu vou estar com você, até quando a gente estiver quase transando e a sua mãe vir empatar nossa foda eu vou estar com você, desde que me recompense depois.
Eu: Você não presta!
Abby: Você também não.- me deu um selinho.

Ficamos por ali tirando fotos e nos beijando por várias horas, quando olhei no relógio já era tarde então tivemos que ir embora. Abby me deixou na porta de casa, alegou que chamaria um táxi pra ir pra casa e fiquei ali com ela até que o táxi chegasse e quando ela se foi eu entrei em casa vendo minha mãe sentada no sofá, ela estava séria.
Eu: Tudo bem mãe? Me desculpe chegar essa hora eu realmente perdi a noção.- disse fechando a porta-
SrªClark: Tudo bem...- me aproximei dela- Essa garota... ela é sua namorada? Vi vocês se beijando.- arregalei meus olhos, tinha me esquecido totalmente- Tudo bem se não quiser falar disso comigo mas não vai falar com seu pai, então... eu te apoio em tudo Judy e não vai ser sua opção sexual que vai fazer eu te amar ou te apoiar menos. Eu torço pela sua felicidade, mesmo que ela seja com uma garota.- sorriu, nos dela haviam um brilho-
Eu: Desculpa não falar disso com a senhora antes, eu não estava confiante e não sabia como seria sua reação.
SrªClark: Uma mãe sempre percebe quando algo está errado... eu te amo Judy.- ela beijou minha testa- Me apresente essa garota qualquer dia.- disse subindo as escadas e eu sorria feito idiota- Boa noite.
Eu: Boa noite.

 Subi instantes depois da minha mãe e me tranquei no meu quarto me jogando na minha cama. Peguei minha câmera dentro da bolsa pra ver as fotos que havíamos tirado e então sorri enquanto as via. Meu coração parou por um instante e meus olhos pareciam que iam sair pra fora de tão arregalados quando vi a foto do casal que Abby havia tirado fotos. Haviam no mínimo oito fotos deles, dei zoom na imagem para ter certeza de que era aquilo que eu estava vendo e eis que em uma das fotografias eles estavam olhando em direção a câmera. Eu não acreditei no que vi, eram eles.

SeuNome White P.O.V's
Beck: Se vocês se reencontraram ontem porque você não está tão feliz?- perguntou mordendo uma maça. Estávamos no refeitório lotado, Judy contava sua noite com Abby e como sua mãe havia aceitado tudo de boa-
Judy: Não quero falar disso agora.
Harry: Descobriu que seu negócio é macho? Porque não namora comigo?
Judy: Ha! É uma piada?
Harry: Se você aceitar não, se você não aceitar sim.
Judy: Então é uma piada.- voltou a ficar séria-
Eu: Você não está mesmo bem.- eu disse bebendo um gole do meu suco-
Liam: É verdade, você está com o mesmo humor frio desde o dia que Abby sumiu.
Judy: Digamos que vi umas coisas...- suspirou- Sério gente eu não quero mesmo falar disso. SeuNome como estão as coisas pra festa de amanhã?
Eu: Tudo certo, amanhã meu pai e a mãe de Liam vão ser desmascarados. Vocês vão não é?
Louis: E quem vai perder um babado desses?
Niall: Isso vai ser muito bom.
Judy: Com certeza vai, preciso ir agora pessoal.- ela se levantou- Preciso editar algumas coisas, nos vemos depois!- ela disse se afastando-
Zayn: Só eu percebi que ela não está normal? Parece atordoada e doente, aquelas olheiras me fazem questionar quantos dias ela não dorme direito.
Eu: Com certeza vocês são as piores pessoas que eu já conheci.
Louis: Disse a menina que vai revelar a traição dos pais na festa de aniversário de casamento deles.
Eu: As vezes é bom ficar com a boca fechada.- eu ri-
Louis: Então fica.- sorriu e eu mostrei o dedo do meio pra ele-

 Eu estava animada. Nunca estive tão ansiosa pra algo na minha vida. Seria amanhã que meu pai e Shirley seriam desmascarados. Seria amanhã que a traição viria a tona. Seria amanhã que eu finalmente tiraria esse peso das minhas costas.

Continua...
#suspense, amo. Quem será que Judy viu? A mão chega treme. Shsuausha. Liamzinho fazendo aniversário amanhã, coração partido 22 dois anos já </3. Enfim, espero que tenham gostado, até o próximo!

4 comentários:

  1. Sério que eu não faço a menor ideia de quem é. Mesmo assim continua

    ResponderExcluir
  2. Eram eles? assim só veio uma dúvida na minha cabeça, a Judy deve conhecer e saber como são os pais da S/n e do Liam, não é? Então será que é?!?! AI MEU DEUS, EITA QUE VAI DÁ MERDA NA FESTA, MEU DEUS, NÃO QUERO VER.

    ResponderExcluir
  3. Não sei como e pq mais eu tô mais perdida do que cego em tiroteio

    ResponderExcluir
  4. AI FINALMENTE TO COM O NOTE DE NOVO, continuaaaaaaa, pls girl

    ResponderExcluir