The Traitors - Capítulo 24

| | |

Capítulo vinte e quatro - A melhor noite da sua vida / Parte 02

SeuNome White P.O.V's
 Ao chegarmos na casa dos Payne entramos tentando fazer o mínimo de barulho possível para não acordar os pais de Liam, fomos direto pra cozinha beber água e pegar algumas coisas de comer pra levarmos pro quarto, nossos planos eram assistir algum filme e ficar comendo bobagens até o sol nascer. Enquanto Liam pegava as coisas meu celular vibrou em meu bolso, era uma mensagem do meu pai, abri imediatamente.

"Estava vendo a minha agenda e amanhã é o dia do encontro com os caras que você alugou o telão. Eles já confirmaram que vão estar lá, vou te mandar o endereço depois. Espero que esteja bem, não gosto que vá dormir na casa do Liam, tenho ciúmes... ah, use proteção hahaha. Mentira! Durma no quarto de hospedes, estou de olho! Até amanhã, te amo.xx"

 Sorri. Eu e meu pai estávamos mais próximos agora, mas eu não esqueci do que ele fazia com a minha mãe e isso não poderia esquecer, nem perdoar.
Liam: O que foi? Quem era?... Matt seu melhor amigo?- ele disse em um tom de brincadeira- Ou será Louis te convidando pro baile na cara de pau.- disse fingindo estar falando sério-
Eu: Nenhum, era só meu pai. Amanhã tenho um encontro com uns caras e você vai comigo.- eu disse guardando o celular no bolso da calça e Liam jogou as coisas em cima do balcão-
Liam: Como assim "caras".- disse fazendo aspas no caras- Você não vai se encontrar com cara nenhum porque eu não vou deixar.- ele estava com uma expressão de quem estava bravo-
Eu: Calma, são só os caras do telão da festa de casamento dos meus pais e não tem porque estar assim, afinal, você vai comigo.- eu disse pegando algumas coisas do balcão enquanto Liam estava com cara de tonto-
Liam: Vou?
Eu: É lógico que você vai né, agora pega logo essas coisas e vamos subir antes que sua mãe acorde.

 Ele pegou as coisas que restaram e subimos as escadas devagar, passamos em frente ao quarto dos pais dele na pontinha dos pés e adentramos ao quarto dele em seguida.
Liam: Chegamos em segurança e o melhor, sem acordar meus pais.- ele disse acendendo a luz-
Shirley: Onde estavam?- gritamos de susto ao vermos a mãe dele sentada em uma poltrona perto da cama-
Liam: Mãe? O que está fazendo aqui, a gente quase morre, sabia?- ele disse jogando as coisas em cima da cama e eu fiz o mesmo-
Shirley: Me desculpa, não sabia que a SeuNome também viria.- ela disse forçando um sorriso, parecia que tinha chorado-
Liam: Mãe, o que houve?
Eu: Vou esperar lá embaixo.- disse não querendo atrapalhar-
Shirley: Fique.- ela disse e eu a olhei- Eu já estava saindo, só queria ver se você ia chegar bem, mas pelo jeito estão muito bem...- sorriu pra mim-
Liam: Cadê meu pai?
Shirley: Saiu, até pensei que você tinha ido junto com ele mas pelo jeito não. Eu ligo e ele não me atende.
Liam: Quer que eu tente?- ele pareceu preocupado-
Shirley: Não.- forçou o sorriso mais uma vez- Já vou indo deitar, qualquer coisa podem me chamar.- beijou a testa de Liam e em seguida a minha e logo saiu do quarto fechando a porta-
Eu: Nossa, ela parece abalada, será que eles brigaram?- eu disse me sentando na cama enquanto Liam passava a mão no queixo preocupado-
Liam: Não sei, meu pai vem agindo assim a dias.
Eu: Será que ele descobriu alguma coisa?- perguntei preocupada também-
Liam: Não, acho que não. Não tem nada aqui que possa fazê-lo descobrir, só na sua casa.
Eu: E as provas estão muito bem escondidas.
Liam: De qualquer forma, não vamos estragar a noite com esse problema, depois resolvemos.- ele se jogou na cama ao meu lado, tirei as botas e as meias e suspirei olhando pra Liam sorrindo-
Eu: Que filme vamos ver?
Liam: Sério isso? Meus planos eram fazer um amor gostoso antes.- ele disse de um jeito safado-
Eu: Falando desse jeito nem parece que faz amor.- sorri me ajeitando ao lado dele-
Liam: Eu não faço amor... eu fodo com força.- ele disse mordendo os lábios e me olhando-
Eu: Nossa senhor Gray, me amarra, me chama de puta.- eu disse rindo e ele me acompanhou-
Liam: Que tal assistirmos cinquenta tons de cinza?
Eu: Ah não, não gosto muito desse filme, a Anastácia é uma idiota e me irrita.- retruquei pegando um saco de salgadinho e o abrindo, Liam o pegou da minha mão antes mesmo que eu pudesse comer um-
Liam: Vem cá.- ele disse me puxando pra cima dele e me sentei em cima do seu quadril com meu melhor sorriso safado-
Eu: Que tal me dizer qual é a sua, hein?- eu disse me ajeitando em seu colo me esfregando um pouco nele-
Liam: Não querendo ser um completo pervertido, mas comprei algo pra você e... todas as vezes que transamos eu queria que fosse especial... mas hoje vai ser muito mais.- ele disse ofegante-
Eu: E onde esta esse... posso dizer presente?
Liam: Pode, pode.- ele estava fora de si- Está no banheiro, no gabinete.
Eu: Okay, vou ver o que é e quando voltar quero que esteja de cueca.- eu disse me levantando e o olhei sorrindo, ele retribui- Ou pelado.
Liam: Sim senhora.- ele disse fazendo um gesto militar-

 Fui pro banheiro até um pouco assustada e receosa do que encontraria lá, de Liam Payne pode se esperar qualquer coisa... qualquer coisa mesmo. Fechei a porta assim que entrei e abri o gabinete , lá tinha uma sacola com um cartão. Sorri e peguei os dois, comecei ler o pequeno pedaço de papel.

"Te conheço muito bem, sei que deve estar se perguntando "porque hoje?" de tantas as vezes que já transamos nesses meses que estamos juntos. Hoje; porque é o dia exato em que você perdeu a virgindade, e queria que fosse mais especial. Passei um tempo tentando te fazer essa proposta e eis que aqui está. Abra o presente, me xingue, fazemos amor e depois até me bata se você quiser; mas hoje você vai ter a melhor noite da sua vida. Te amo SeuApelido xx Liam"

 Sorri lendo o bilhete e então abri o presente, era uma camisola vinho, eu ri um pouco enquanto tirava a roupa que eu estava, Liam era mesmo um louco, o melhor namorado de todos. Tirei tudo o que me vestia, literalmente, e coloquei a camisola, a ajeitei no meu corpo e então abri um pouco da porta.
Eu: Está pronto?- perguntei-
Liam: Estou, pode sair.- ele estava com ansiedade na voz-

 Sai do banheiro sorrindo envergonhada e Liam abriu a boca em sinal de surpresa e se levantou da cama imediatamente, andei até ele que estava só com uma box preta e ele pegou em minha mão sorrindo.
Liam: Você está linda.
Eu: Só porque estou com essa camisola sexy.- ele me deu um selinho-
Liam: Mas falando sério, fica ainda mais linda vestindo jeans e moletom.- sorri boba-
Eu: Eu te amo...- sussurrei sorrindo-
Liam: Eu também... preparada pro fim da melhor noite da sua vida?
Eu: Não.- ele fez uma expressão confusa- Porque não é o fim dela, é o começo.

 Ele me puxou pela cintura fazendo nossos corpos terem um impacto bom. Liam nos girou no ar e me jogou na cama subindo em cima de mim e começando um beijo intenso, passando a mão em todas as partes possíveis do meu corpo principalmente em meus seios cobertos pelo tecido fino da camisola. Eu puxava os cabelos dele durante o beijo e sentia que ele estava gostando daquilo, eu sentia que o sexo ia ser diferente dessa vez, estava sentindo que ia ser mais intenso. Ele levantou minha camisola até a altura da cintura durante o beijo e desceu os beijos para meus seios cobertos e mordeu o direito me fazendo gemer baixo e ele sorriu descendo mais, seu sorriso aumentou quando viu que eu já estava sem calcinha e então ele abriu minhas pernas e deu beijos em minha intimidade me fazendo gemer. Liam intensificou as chupadas ali e colocou com delicadeza dois dedos dentro de mim me fazendo gemer um pouco mais alto com a sensação.
Liam: Você gosta?- eu apenas soltei um gemido em resposta e ele sorriu-

 Liam continuou com o oral e eu apenas agradecia a maravilhosa sensação com gemidos e ele parecia grato por isso. Logo ele subiu os beijou e tirou por completo minha camisola me deixando totalmente nua. Ele não era o tipo machista que diz "se eu fiz você também vai fazer" mas eu até gostava de retribuir o prazer com a boca que ele me dava. Fiz com que Liam se deitasse e tirei sua cueca por completo quando ele deu uma leve levantada no quadril, quando tirei a peça olhei pro seu membro ereto logo a minha frente e o peguei começando a masturba-lo, Liam começou a gemer baixo, eu adorava ouvir ele gemendo, era música pros meus ouvidos e o salário do meu trabalho ali. Logo me inclinei colocando a cabeça de seu pênis em minha boca fazendo-o gemer mais alto agora com o impacto de minha língua ali, eu sabia que era bom. Comecei o movimento de vai e vem em seu membro com minha boca e bati na mão de Liam quando ele tentou fazer com que eu engolisse o membro dele inteiro, coisa que era praticamente impossível. Fazia do jeito que eu entendia e sabia e ele gemia, quando eu o olhava diretamente nos olhos ele apenas fechava os dele e bagunçava os cabelos como se estivesse ficando louco. Eu não era a garota mas experiente em fazer sexo oral, mas com Liam eu parecia saber perfeitamente como fazer. Em um golpe extremamente baixo, ele me fez parar o que estava fazendo e me jogou na cama e subiu novamente em cima de mim e nos beijamos, um beijo ardente e cheio de amor e prazer. Ele abriu minhas pernas e me olhou nos olhos, senti seu membro se forçar pra dentro de mim e abri um pouco a boca soltando um gemido baixo. Ele colocou sua cabeça em meu pescoço enquanto relaxava dentro de mim, resmunguei para que ele começasse a se mover logo e então ele o fez. Os movimentos eram precisos, alternavam entre rápidos e lentos, masturbava meu clitóris enquanto me penetrava e eu apertava meus próprios seios procurando um prazer que eu acreditava ser mais que aquilo mas não tinha nada melhor no momento. Liam apoiou suas mãos na cabeceira da cama e falava coisas sem sentido e safadas em meu ouvido, eu retribuía gemendo. Fiz um movimento com o quadril enquanto Liam se movimentava e ambos gememos na mesma altura e intensidade, fiz de novo e senti meu corpo formigar, Liam arfou e olhei pro seu braço, as veias saltadas mostravam a força que ele estava fazendo ao apertar a cabeceira de madeira da cama.
Liam: Faz... de novo.- ele gemeu rouco em meu ouvido-

 Fiz novamente aquele movimento com o quadril e senti meus músculos se contraírem todos, então continuei fazendo até que meu orgasmo chegou juntamente ao de Liam que caiu ao meu lado e sorria abertamente. Nos cobrimos com o lençol e ficamos quietos por alguns minutos, tinha sido realmente incrível, o melhor e mais intenso sexo que já tivemos.
Liam: O que... o que achou?- ele finalmente resolveu dizer algo-
Eu: Fantástico...- eu sorri, me sentia realizada, é esse o efeito que um bom sexo causava nas pessoas-
Liam:Eu também iria dizer isso.- sorriu bobo e se virou pra mim, apoiando a cabeça em sua mão- Eu te amo, não me canso de dizer isso.- ele me beijou e entre o beijo sorrimos algumas vezes-
Eu: Eu sei disso.- disse me espreguiçando- Será que podemos ver o filme agora? Sério mesmo, só vim pelo filme.- eu disse e gargalhamos-
Liam: A vida é feita de enganações.- ele se levantou e pegou sua camisa e jogou pra mim, a vesti enquanto ele vestia a cueca dele e pegava as coisas de comer que trouxemos que agora estavam no chão e colocando em cima da cama- Não deveria ter pegado tantas coisas.- ele voltou pra cama e eu liguei a tv- Não vamos comer nem metade
Eu: Você é exagerado mesmo.- peguei o saco de salgadinho que havia aberto antes e comecei a finalmente comer-
Liam: Vamos ver o que?- ele disse pegando o controle de mim e colocando na Netflix-
Eu: Não estou nenhum pouco afim de assistir o filme.- disse fazendo uma careta-
Liam: Mas...- peguei o controle de volta e desliguei a tv-
Eu: Eu sei que eu queria mas agora não quero.- disse olhando pros salgadinhos dentro do saco prestes a serem devorados por mim- Vamos conversar um pouco.
Liam: Vamos falar sobre o que?- ele disse pegando um pacotinho de alcaçuz e comendo um pedaço de um-
Eu: Sobre nossos sonhos, conversamos tantas coisas e eu nunca soube o que você sonha em ser.
Liam: Ah é verdade.- ele concordou se sentando e apontando um alcaçuz pra mim enquanto falava- Eu sonho em ajudar as pessoas, quero ser bombeiro e cuidar da empresa do meu pai caso dê certo, quero doar pra instituições de caridade tudo o que eu puder. Quero poder ver o sorriso brotar no rosto de pessoas e crianças doentes, ver que estou fazendo alguém que não tem mais motivos pra querer viver querer isso.- mordeu mais um pedaço do doce- Quero apenas me sentir bem fazendo os outros bem.- ele me olhou sorrindo- E o seu sonho?
Eu: Meu sonho? Bom, meu sonho é sair pelo mundo, conhecer lugares novos, pessoas novas. Se possível até me mudar daqui. Não me interesso em cuidar dos negócios da família, meu sonho sempre foi ser advogada, defender os inocentes e ajudar quem é julgado sem misericórdia. 
Liam: Advogada?- disse rindo- Seu único argumento é mandar todo mundo calar a boca e dizer que vai dar um soco ou estrangular.- eu ri e ele me acompanhou-
Eu: Ah, cala a boca.- ele se deitou e me puxou pra deitar com a cabeça em seu peito, suspirei deixando o saco de salgadinho de lado e Liam nos cobriu com um edredom grosso-
Liam: Você acha que nossos sonhos combinam? Que daremos certo depois que o ensino médio terminar?- seu tom era preocupado, eu fechei meus olhos-
Eu: Não acho que nossos sonhos combinem, mas com jeitinho a gente encaixa tudo. O que Deus une, nada separa.- senti que ele sorriu e me abraçou um pouco mais forte- Boa noite Liam...- disse encerrando nossa conversa-
Liam: Boa noite meu amor.
Eu: Obrigada pela noite maravilhosa... eu...
Liam: Eu também te amo.- respondeu minha frase inacabada-

 E eu sorri caindo no sono.


Continua....
Oi pessoal. Como prometido tá aqui o capítulo, espero que tenham gostado tanto quanto eu gostei. Bom, é isso. Até breve. <3

4 comentários:

  1. Aaaaa acho Que "saquei" o final da fic ou a real confusão e traição 😱😱😱 mai não vou escrever q vai q eu tô certa e do spoiler ! Psé
    Bj Bj Continuaa Luiza xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. será que tem confusão?????? ai mds
      vou continuar amor.

      Excluir