The Traitors - Capítulo 23

| | |

Capítulo vinte e três - A melhor noite da sua vida / Parte 01

SeuNome White P.O.V's
 Liam saiu me puxando feito um louco pelo meio das pessoas, ele ria animado enquanto eu tentava entender o que ele iria fazer. Liam era estranho, difícil de decifrar e eu sempre me perguntava o que estava acontecendo ou o que ele iria fazer quando estávamos juntos. Era tão estranho o tamanho do meu amor por Liam em tão pouco tempo e mais estranho ainda pensar que ele poderia me amar mais do que eu a ele. Não acreditava e nunca acreditei que o amor viria um dia pra mim depois do que Matt me fez e olha onde estou hoje; passando vergonha com meu namorado em um parque de diversões lotado.
Eu: Liam!- chamei a atenção dele em meio aos risos e ele parou de correr e me puxar-
Liam: O que houve? Não está se divertindo?- ele virou para me olhar, estava ofegante-
Eu: Digamos que não sou muito fã de ficar correndo.- suspirei tomando fôlego-
Liam: Ok, quer um algodão doce?- eu o encarei estranho-
Eu: Você quer me matar hoje? Eu estou quase morrendo de tanto correr e você vem me oferecer um algodão doce.- eu disse colocando a mão em cima do meu coração-
Liam: Me desculpa, espera aqui vou te comprar uma água.- ele disse fazendo um gesto para que eu esperasse e foi até uma barraca, voltou alguns minutos depois já que a mesma não estava muito lotada- Pronto...- disse me entregando a garrafa de água- Em que brinquedo quer ir primeiro?
Eu:- abri a garrafa- Eu não sei.- eu disse bebendo um gole generoso de água- Podemos ir seguindo e qual a gente achar legal a gente vai.- sequei meus lábios e dei a garrafa a ele que bebeu o resto da água-
Liam: Como você quiser.- ele piscou-

 Jogamos a garrafa em uma lata de lixo e seguimos abraçados até os brinquedos, eram tantos que eu não sabia em qual ir primeiro, Liam estava me perguntando toda hora em qual eu queria ir e eu parecia aquelas crianças que querem tudo de uma vez. Continuei observando as barracas e então vi uma de tiro ao alvo e alguns ursos de pelúcia pendurados, eles eram os prêmios. Fiquei imaginando Liam carregar um urso enorme daquele e então eu resolvi fazê-lo passar vergonha também.
Eu: Quero ir no tiro ao alvo.
Liam: Porque não deixa nele por último?
Eu: Ah... eu queria ir nele primeiro.- fiz cara de piedade e Liam suspirou-
Liam: Ok, vamos nele.- ele pegou em minha mão e andamos até a barraca, algumas pessoas tentavam acertar o alvo, outras desistiam e ficavam nervosas-
- Boa noite casal, querem uma ficha?
Liam: Duas por favor.- ele disse pegando sua carteira e dando uma nota ao cara da barraca-
- Cada ficha tem direito a quatro chances, basta derrubar pelo menos três das cinco garrafas e você escolhe o prêmio.- ele disse pegando o dinheiro e nos dando as fichas e duas armas de brinquedo-
Eu: Pode começar.- disse pra Liam -
Liam: Eu sou bom nisso.- ele disse apontando a arma para as garrafas e atirou uma vez derrubando uma garrafa e me olhou convencido, revirei os olhos e ele deu o segundo tiro acertando outra garrafa-
Eu: Não é possível que você vai ganhar.- eu disse realmente não acreditando-
Liam: Pensou que eu era ruim, é?- ele se gabou e deu o terceiro tiro errando a garrafa- Você me desconcentrou! - ele disse indignado-
- São quatro tiros moço.- o homem da barraca disse e Liam apontou a arma pra quarta garrafa e apertou o gatilho da arma errando o tiro, eu comecei a rir-
Liam: Do que você está rindo?- ele me olhou sério deixando a arma em cima do balcão-
Você: Eu tinha razão, você é muito ruim nisso.- ele veio pra cima de mim e lambeu meu rosto, fiz minha pior cara de nojo- Liam para.- eu disse rindo enquanto ele lambia o outro lado- Liam que nojo.- eu disse limpando o rosto quando ele se afastou-
Liam: Isso é por rir de mim.
- Vocês vão usar a outra ficha agora?- o cara disse com expressão de tédio-
Eu: Vamos usar agora.- eu disse pegando a arma em cima do balcão e mirando nas garrafas- Se liga amor.- eu disse mirando nas três primeiras garrafas, apertei o gatilho três vezes seguidas e então acertei as três garrafas, Liam me olhava com os olhos arregalados e o homem da barraca com a boca aberta- Aprendeu?
Liam: C-como você fez isso?
Eu: Meu pai me ensinou, vivíamos brincando disso quando eu era pequena, acha que eu fui mal?- perguntei com sarcasmo e Liam revirou os olhos-
- Qual você vai querer, moça?- ele disse apontando pros ursos, olhei pra Liam e fiquei com pena dele por ter acertado todas as garrafas então ao invés de escolher o maior urso pra fazê-lo carregar eu escolhi um de tamanho normal e super fofo, o cara entregou o urso a Liam-
Liam: Olha que fofo, sua cara.
 Eu: Nossa, super parecido, meu filho perdido.- peguei o urso dele e demos um selinho. Nos despedimos do cara da barraca e fomos em direção ao meio do parque.

 Liam nos comprou sorvete, chocolate pra mim e morango pra ele, estávamos andando de mãos dadas até ouvirmos vários gritos e olhamos para o brinquedo a nossa frente. Parecia muito legal e as pessoas dentro dele estavam apavoradas.
Liam: O que acha de irmos no Kamikaze?- ele perguntou sorrindo sapeca-
Eu: Não acho que seja uma boa ideia, tenho amor a minha vida.- eu disse olhando o brinquedo virar as cabines de ponta cabeça-
Liam: Qual é, vai ser legal amor.- ele disse com uma voz fofa- E outra, você já quis ir no tiro ao alvo e eu nem reclamei.
Eu: Isso mesmo, joga na cara.- eu disse o olhando com uma cara engraçada-
Liam: O próximo você escolhe, ai comemos alguma coisa e vamos embora terminar a noite, tudo bem?
Eu: Mas e o pessoal?
Liam: A gente manda mensagem avisando.- ele disse lambendo seu sorvete e eu suspirei com vontade de agarrá-lo-
Eu: Tudo bem pra mim então.- eu disse sorrindo e beijando a bochecha dele que me olhou sorrindo imediatamente- Só me deixa acabar meu sorvete né.
Liam: Tá bom, eu espero.- ele disse animado-

 Não demoramos muito pra acabarmos com nossos sorvetes e entramos na fila do brinquedo, eu não estava muito afim de ir, era assustador e muito radical pra mim, ainda mais ouvir os gritos das pessoas todas as vezes que as cabines ficavam penduradas de cabeça pra baixo. Logo o brinquedo foi esvaziado, alguns técnicos fizeram uma vistoria rápida pra ver se estava tudo bem com o brinquedo e logo liberaram, eu e Liam logo entramos e colocamos a trava de segurança, um cara que estava conferindo as cabines passou pela nossa e quando viu que estava tudo certo fechou a grade da cabine e depois a segunda que cobria todas as outras.- Suspirei e peguei na mão de Liam a apertando forte, as cabines ao lado foram confiscadas e logo já estavam fechadas também e então o brinquedo começou a se mexer. Senti minhas pernas bambearem e um vento frio adentrou na cabine quando começamos a ir mais rápido, soltei um grito quando uma cabine passava ao lado da outra lotada de pessoas aterrorizadas com a velocidade. Não parávamos de ir e vir em uma velocidade absurda até que paramos no topo, de cabeça pra baixo.
Eu: PUTA QUE PARIU, SOCORRO!- eu gritei apavorada- EU VOU MORRER!- disse sentindo as lágrimas descerem por meu rosto-

 Liam ria ao meu lado e apertava minha mão me passando mais segurança, e a hora que mais temia chegou, as duas cabines suspensas despencaram no ar, eu não conseguia parar de gritar e Liam também gritava agora. Depois de longos minutos naquele mesmo ritmo o brinquedo finalmente parou e as travas foram abertas. Sai dali chorando e com o coração acelerado, Liam vinha atrás de mim e parecia feliz e com nenhum pouco de medo, me apoiei nele enquanto meu coração quase saia pela boca e quando ele se acalmou eu comecei a rir, tinha sido realmente emocionante.
Eu: ISSO FOI INCRÍVEL!- eu gritei rindo e Liam me olhava rindo também-
Liam: Eu pensei que a gente ia morrer quando ficamos suspensos no ar!- ele disse animado como se morrer fosse muito divertido- Nossa...
Eu: Eu te odeio.- eu disse rindo e ele me agarrou pela cintura e começamos um beijo lento, deixando transparecer todo nosso amor, eu podia sentir as pessoas que passavam perto de nós nos olhando mas eu realmente não me importava-
Liam: Eu te amo tanto.- ele disse quando paramos o beijo-
Eu: Eu também te amo.- eu sorri e dei vários selinhos nele-
Liam: Quer ir em qual brinquedo agora?
Eu: Montanha russa?- eu disse e ele arregalou os olhos me fazendo rir- É mentira, não quero ir em outro brinquedo que vai me fazer quase morrer de infarto.- eu disse e olhei em volta- Que tal roda gigante? É calminha e bem romântica.- eu disse subindo e descendo as sobrancelhas e Liam me deu um selinho-
Liam: Tá bom, vamos.- ele disse pegando em minha mão e andamos até lá- Dois bilhetes por favor.- ouvi ele dizer, e logo apareceu ao meu lado com os bilhetes na mão, fomos pra fila e logo conseguimos uma cabine, as últimas livres antes da roda começar a girar. Ficamos um tempo lá dentro esperando que todas as cabines fossem ocupadas e então começou a se mover- Está com medo?- ele pegou em minha mão, eu estava suando frio-
Eu: Mais ou menos.- deitei minha cabeça no ombro dele-
Liam: Já viemos em uma antes, não lembra?
Eu: Lembro mas estávamos com tanta adrenalina no sangue... eu tenho medo de altura e não é pouco.
Liam: Esquece esse medo, eu estou aqui com você.
Eu: Mas se der algum problema aqui nós dois morremos.- eu disse levantando a cabeça e olhando a paisagem e quando estávamos no topo a roda parou-
Liam: Não vai acontecer nada de ruim.- sorri de lado e então o celular dele apitou, ele pegou imediatamente, era uma mensagem, fiquei olhando pro celular dele e vi que era no chip clonado, meu pai havia mandado pra mãe dele-
Eu: Eles vão se encontrar?- disse e desviei o olhar pra paisagem-
Liam: Não importa agora...
Eu: Como não? Podemos coletar provas e até mesmo um beijo Liam, a festa de casamento já está chegando e ainda não temos essa maldita foto do beijo.- eu disse ríspida-
Liam: Mas já temos provas o suficiente...- ele disse parecendo chateado-
Eu: O que foi?
Liam: Só queria que essa noite fosse especial pra você, sem essas mensagens, sem você pensando nos nossos pais... mas você não esquece e ainda desconta as coisas em mim, você é sempre assim.- ele disse olhando pra mim e sorrindo fraco em sinal de chateação-
Eu: Não quis ser ríspida, só que esse lance dos nossos pais mexe comigo e é importante pra mim, não quero ver minha mãe sofrendo, Liam.
Liam: Nem eu SeuNome mas as vezes precisamos viver como adolescentes normais... precisamos ter um namoro normal, um encontro normal, porque que eu me lembre todo encontro que tivemos foi pra espionar nossos pais.
Eu: Você está certo.- eu disse acariciando o rosto dele com o polegar e então ele fechou os olhos apreciando- Me desculpa por ser essa péssima namorada pra você.- ele abriu os olhos-
Liam: Você não é uma péssima namorada, pelo contrário, só que fico chateado com essas coisas e você sabe.
Eu: Eu nunca vou merecer você.- eu sussurrei e ele sorriu-
Liam: Esse mundo que não nos merece.- eu sorri e ele se aproximou colando seus lábios nos meus, nos beijamos com calma, com desejo; a roda gigante então começou a rodar de novo me fazendo levar um susto, Liam riu e pegou seu celular e me fez me aproximar dele, sorri e ele fez uma careta batendo uma foto nossa naquela paisagem linda- Eu te amo.- ele disse sorrindo e eu o encarei-
Eu: Eu também te amo... muito.- ele me deu um selinho demorado-

 Logo já estávamos no chão novamente e passamos mais de meia hora andando pelo parque e comendo algumas coisas. Liam me parou em uma barraca de maçãs do amor e vi ele comprando uma e perguntando algo ao vendedor que eu não entendi muito bem. Logo ele voltou com uma mão atrás das costas e em outra uma maçã do amor.
Liam: Pra você.
Eu: Nossa que amor.- eu disse sorrindo e peguei a maçã, ele se ajoelhou no chão me fazendo arregalar os olhos e abrir a boca- O que é isso?
Liam: E isso também.- ele disse mostrando sua mão que estava escondida e revelando dois anéis de plástico e em cima um cristal de caramelo, daqueles que você tinha quando era criança. Eu ri daquele gesto fofo, ele pegou minha mão esquerda e colocou o anel com cuidado em meu dedo e se levantou beijando minha mão, eu sorri pegando o outro anel e coloquei em seu dedo com cuidado- Espero que daqui a alguns anos você ainda tenha ele.- disse me abraçando pela cintura e eu sorri-
Eu: Só se for o anel porque o caramelo eu já vou ter comido.- ele riu-
Liam: É claro.- sorriu- Vamos embora agora?
Eu: Vamos... o que está planejando.- perguntei curiosa
Liam: A primeira vez especial que você não teve, perder a virgindade em um quarto de bebê não é muito legal.- ele disse e eu ri-
Eu: Foi especial porque foi com você.
Liam: Nossa você vai discutir comigo mesmo SeuNome?- ele disse se fingindo de bravo e mordeu minha bochecha-
Eu: Tá bom, vamos... não vou reclamar e nem discutir com você.- sorri-
Liam: Então vamos.


Continua...
Hey! Tudo bem darlings? Espero que sim... depois de quase uma semana sem postar aqui estou eu, só estava terminando de ajeitar tudo e esperar os coments hsuahusa. Como passaram o dia dos pais? Espero que bem. Bom é isso por hoje, creio que o próximo capítulo sai na sexta feira se tudo der certo. Até breve pessoal, opiniões e sugestões são sempre bem vindas <3.

4 comentários:

  1. continua ♥.♥ amando demais. meu dia dos pais ñ foi bom </3 meu relacionamento com meu pai, ñ é nada bom. Mas enfim, continua logo! ♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vou continuar amor. Que pena... vou continuar

      Excluir
  2. Continuaaaaaaaaa taaaaa perfeitoooooooooooooo

    ResponderExcluir