Lullaby - Prólogo

| | |
Bem, eu conheço a sensação de se encontrar na beira do abismo, e não há cura de se cortar com uma navalha afiada. Eu estou lhe dizendo que nunca é assim tão ruim, aceite isso de alguém que já esteve onde você está, caído no chão. E você não tem certeza se pode aguentar mais. Então, só tente mais uma vez com uma canção de ninar e aumente o rádio. Se você pode me ouvir agora, eu estou chegando para que você saiba que não está sozinha. E se você não sabe disso, eu estou muito assustado porque eu não estou conseguindo falar com você pelo telefone. Então, basta fechar os olhos querida, aqui vai uma canção de ninar. Sua própria canção de ninar. - Lullaby 
     Ellen passava a mão delicadamente em sua barriga onde se encontrava uma linda e maravilhosa vida. Não se arrependeria de nada do que acontecesse, seu maior sonho estava se realizando e nada faria com que ela desistisse dele. Sentia pontadas na lateral da sua barriga, seu bebê dava sinais de vida. Isso a alegrava, saber que seu pequeno estava respirando a acalmava. Ela faria tudo por aquele pequeno, se sacrificaria para que Jamie pudesse ver a luz do dia. Estava bem perto dele poder abrir os seus olhinhos e ver como o mundo fora de sua mãe era lindo. Liam estava feliz com a chegada do seu primeiro filho, mas uma complicação o perturbava. Ellen não se importava com isso, sabia que tudo ficaria bem e que ela e seu pequeno estariam em casa para fazer daquela casa o lugar mais feliz do mundo.
     Estava sozinha em casa, preferiu deixar com que Liam fosse passar o final de semana na casa de Zayn sozinho e ficou em casa arrumando o quarto do seu bebê. Não teria problema, ela ficaria bem e nada lhe aconteceria.
     Era o que Ellen achava. Depois de terminar de arrumar o armário de Jamie, as pontadas em sua barriga ficaram cada vez mais fortes. Estava chegando a hora e ela estava sozinha. As pontadas ficavam cada vez mais fortes, e durante um certo tempo, ela conseguiu ficar em pé, logo seus pés vacilaram e Ellen se encontrava no chão gritando de dor. Esperava que alguém a ouvisse e, por um milagre, alguém a ouviu.

XxX: Ellen? - Era uma voz masculina, não conseguia saber a quem pertencia.
Ellen: Aqui! - Ela gritou.
Harry: Ellen, onde está o Liam? - Era Harry, e ele estava sozinho. Ajudou Ellen a levantar-se e olhou fundo nos seus olhos ao perguntar onde estava o marido da mulher. Ellen se apoiou em Harry e o encarou.
Ellen: Ele está com o Zayn - Respondeu.
Harry: E te deixou sozinha? Ellen, você caiu?
Ellen: Harry, meu filho está nascendo, eu não sei se você percebeu!

     Harry Styles não era um dos caras mais inteligentes do planeta, mas ele sabia que algo estava errado, mas por falta de atenção não percebeu que a bolsa de uma de suas melhores amigas estava vazando. Pegou Ellen no colo e de uma maneira cuidadosa e rápida colocou-a no banco de trás do seu carro. Imediatamente entrou no carro e deu partida, Ellen estava bem atrás dele, gritando de dor. Era num momento como esses que Harry agradecia por não ter nascido mulher.

Harry: Quer ligar para o Liam? - Perguntou.
Ellen: Sim. - Ellen o respondeu com um pouco de esforço.

     Harry dirigia nervosamente, e temia que causasse algum acidente e isso prejudicasse tanto Ellen quanto o bebê. Para a sua sorte, as ruas de Londres estavam calmas naquele dia, e ele pôde chegar no hospital rápido enquanto tentava desesperadamente ligar para Liam. Novamente, pegou Ellen no colo que adentrou no hospital gritando e pedindo por ajuda. Os gritos de Ellen pareciam ficar cada vez mais altos, e ele estava certo.
     Uma equipe de enfermeiras e alguns médicos chegaram e levaram Ellen para a sala de parto imediatamente, Harry sentia seu coração quebrar ao ouvir os gritos de sua melhor amiga. Sabia dos riscos, ele estava lá quando ela descobriu que tinha grandes chances de não sobreviver. Sua gestação era complicada, Ellen tinha sérios problemas com pressão alta, e isso a prejudicava, tanto ela quanto o bebê.

     Tão adorável e com um belíssimo sorriso no rosto ela apertava carinhosamente sua mão. Ela iria ver pela primeira vez seu pequeno bebê, e isso a animava mais do que qualquer coisa que ela poderia imaginar. Seu marido infelizmente não pôde estar presente, mas isso não a afetava, seu melhor amigo estava ali com ela, ele sempre esteve e sempre estará.

Ellen: Por favor, se eu começar a chorar diga que são hormônios! - Pediu.
Harry: Você terá vergonha de chorar por estar vendo seu filho pela primeira vez? O que é isso, Ellen? Você é tão sensível, não precisa se envergonhar!
- É normal ... - Eles disseram em uníssono, fazendo-a rir.
Ellen: Eu fiz alguns exames, eu estava meio mal ultimamente e Liam me obrigou a vir. - Comentou. - Sei que está tudo bem, passar mal é coisas que grávidas sempre sente, não é?
Harry: Você está perguntando para a ‘mulher’ errada, baby!

     Iria responder algo, mas fora interrompida quando a assistente do médico chamou o seu nome. Seu coração começou a bater mais aceleradamente, da mesma maneira como quando começara a bater quando teve seu primeiro encontro com Liam, no qual fora bastante constrangedor e silencioso. Lentamente, entrou naquela sala e deitou-se na maca, o médico logo passou um gel em sua barriga que já começava a crescer. A sensação era gelada, especialmente quando ele colocou um aparelho em sua barriga. Logo ela o viu ali, a coisa mais linda que já vira em toda a vida, bem mais lindo que Liam, devia admitir.

Ellen: É ele? -Perguntou, não podendo esconder o sorriso.
Harry: Sim, é ele!
Ellen: Ele é lindo, Harry! Você ...
Harry: Sim, eu concordo! -Harry a respondeu, já sabendo o que Ellen iria lhe perguntar.
Médico: Srta. Payne ... - O médico, um pouco desconfortável a olhou com uma expressão triste, o que causou um certo espanto na mulher. Teria algo errado com seu filho? Algo errado com ela? - Creio que precisamos conversar ...
Ellen: Aconteceu algo?
Médico: Sim ... - Respondeu. - Andei vendo seus exames que fez nesses últimos dias, e eles me preocuparam bastante. Sabia que tem pressão alta?
Ellen: Sim, sabia, é de família!
Médico: Isso pode ser um problema, tanto para você quando para o bebê.
Ellen: O que quer dizer?
Médico: Quero dizer que a sua gestação será bem complicada, e creio que algo muito ruim possa acontecer a vocês ... vocês dois. - Apontou para a tela em sua frente, no qual mostrava claramente seu filho. - Olha, eu irei permiti-la a fazer um aborto e ...
Ellen: Um aborto? Não!
Médico: Mas será perigoso!
Ellen: Eu não ligo! - Gritou. - Meu bebê irá viver!
Harry: Mas e quanto a você? - Harry perguntou. - Não quero te perder!
Ellen: Uma criança é mais importante do que eu agora.

     Fazia horas que estava ali, esperando, rezando e imaginando o pior. Liam deveria ter estado em casa, mas ele não tinha culpa em não saber que seu filho planejara nascer justamente hoje. Imaginava como ele nasceria, os olhos azuis igual os da mãe, o nariz idêntico ao dele e o cabelo bem castanho, assim como os dele. Jamie! Esse nome vinha em sua mente, e ele imaginava seu filho com esse nome. Sua vida não podia estar mais do que completa.
     Com um terço na mão, Liam novamente fez uma pequena oração pedindo a Deus que tudo ficasse bem. Algumas lágrimas caiam pelo seu rosto, mas ele não podia evitar e nem mesmo queria fazê-lo. A porta da sala de parto abriu, fazendo-o levantar-se e olhar para o médico.
     Não conseguia ver a sua expressão, o que o preocupava. Estava feliz por todos os seus amigos estarem ali com ele, o apoiando no momento mais importante de sua vida. O médico parou bem em frente a Liam e o olhou com uma expressão bastante estranha para o garoto. O homem colocou as mãos em seus ombros e Liam o ouviu soluçar. Retirando a máscara, ele disse:

Médico: Me desculpe ...
Liam: O quê? - Liam perguntou um tanto confuso.
Médico: Fizemos o possível para vê-la continuar respirando, mas nossos esforços não foram o suficiente. Sentimos muito mesmo! -O coração de Liam doeu, doeu como se alguém tivesse o roubado e o esmagado bem em sua frente. - Ellen infelizmente não resistiu... 

Lullaby - Continua...
Esse prólogo iria sair amanhã, mas eu não vou estar em casa amanhã durante o dia inteiro, então decidi postar hoje mesmo. Aqui vocês já devem ter visto mais ou menos como será a história a partir de agora. Já os personagens, vocês vão conhecê-los no decorrer da história.
Quanto a personagem Elle, não se esqueçam dela, ela é uma personagem bem importante para a história e para mim também. Eu simplesmente amei a amizade do Harry com ela, mas infelizmente eu tive que por um fim nisso :(
Espero que tenham gostado, até mais!

8 comentários:

  1. Gostei! Posta logo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heey, fico agradecida pelo seu comentário!
      Próximo cap saí ainda hoje :)

      Excluir
  2. Meu Deus! espero que não que não pare de novo, ou vai se ver comigo! u.u
    Esse é a terceira versão que eu leio e você consegue se superar mais em cada uma delas...
    Continua! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dessa vez eu não vou parar, hehe, não mesmo.
      Agora eu já tenho TUDO pronto para a fanfic finalmente ser completa, e eu não abandonarei ela novamente u.u
      Essa será, com toda a certeza, a terceira e última versão, e pretendo impressionar vocês ainda mais, hehe.
      Bjokas!

      Excluir