The Traitors - Capítulo 15

| | |

Capítulo quinze - O toque mais profundo

SeuNome White P.O.V's
 Eu olhava fixamente pra Liam, os olhos dele estavam escuros e eu imaginava o que estava pensando.
Eu: A alguns minutos atrás eu estava me divertindo mas você me atrapalhou, posso ir agora?
Liam: É claro que não! Você está tentando me fazer ciúmes!
Eu: Eu só estou me divertindo e você deveria fazer o mesmo!- ele se aproximou de mim e mesmo estando bêbada eu tinha certeza do que queria-
Liam: Não, admite que você está tentando me irritar dançando com aqueles idiotas.
Eu: Não somos namorados.
Liam: Então porque ficou toda irritada quando a Mendy me beijou?
Eu: Porque eu gosto de você!- eu já estava irritada-
Liam: Então porque não me disse isso antes? Porque é tarde demais?- ele me encarava- Ou porque prefere se afundar nas bebidas pra tentar esconder isso?
Eu: Eu... eu estou tentando manter a calma, e me controlar mas meus gestos insistem a todo momento em me denunciar e olhando nos seus olhos...- me aproximei dele, eu já não respondia pelos meus atos nem pelas palavras que saiam de minha boca- Eu vejo que sente o mesmo, o meu corpo transpira o calor de sentir seu beijo.- ele sorriu ao ouvir minha palavras, colocou suas mãos em minha cintura e eu recuei- E me controlo e perco o medo e junto com a vontade vem um leve desespero, nada acontece como eu queria, mas já que está rolando eu vou deixar acontecer. - ele grudou nossos corpos e me olhava sorrindo, seu sorriso aumentava a cada palavra minha que nem eu mesma acreditava que estava dizendo- Pensei que fosse só um beijo, mas foi tudo tão perfeito da imaginação agora eu vejo que não tem mais jeito Liam, porque eu estou perdidamente apaixonada por você.

 Liam me encarava e seus olhos estavam da cor normal, mais claros. Ele sorriu e eu esperei  que ele fizesse alguma coisa mas ele apenas me encarava sem fazer nada e com um sorriso idiota nos lábios e então eu tive que tomar a iniciativa. Coloquei minhas mãos em sua nuca e o puxei para um beijo, este começou lento, e, quando nossas línguas se tocaram eu tive certeza que estava no paraíso. Ele me pegou no colo e me fez entrelaçar minhas pernas em volta de sua cintura e me carregou até uma parede, derrubamos alguns quadros com o impacto das minhas costas na parede cheia deles e ele sorriu tão pervertido durante o beijo e eu aproveitei para tomar fôlego.
Eu: Não quero perder a minha virgindade em um berço de bebê.- disse apontando pros dois berços que tinham ali, Liam riu da minha cara-
Liam: E quem disse que você vai perder sua virgindade? Você está tão bêbada.- ele riu como se estivesse são. O sujo falando do mal lavado-
Eu: Você também não está tão bem... mas amanhã não vamos lembrar disso e vamos continuar brigando de novo.- agora eu estava séria-
Liam: E é por isso que não vamos transar, quero que se lembre de cada detalhe, dizem que a virgindade é importante pra uma garota e que ela não pode perder com qualquer um.- ele apertou minha cintura, percebi que estava me provocando-
Eu: Você não é qualquer um, eu gosto de você e pra mim seria especial se você não fosse um frouxo.- ele fez uma careta e me selou rapidamente-
Liam: Mas tem um problema.
Eu: Qual é? Você tem pinto pequeno ou ainda é virgem?- ele gargalhou-
Liam: Nenhum dos dois, eu não posso transar com quem eu não tenho nenhum tipo de relacionamento.
Eu: É algum tipo de castidade?
Liam: Mas eu posso resolver isso.- ele me ignorou e suspirou me olhando e me segurando firme- Você quer namorar comigo? Eu por você, você por mim...- eu o encarava séria processando o que tinha acabado de ouvir, sabia que aquele pedido não era só pra ele transar comigo, vi um brilho no olhar de Liam e eu sorri-
Eu: É claro que sim... é tudo o que eu mais quero...

 Liam sorriu e voltou a me beijar, agora um beijo mais quente enquanto apalpava minhas coxas com suas mãos enormes. Minhas mãos estavam em sua nuca puxando seus cabelos de leve e ele sorria entre o beijo, me segurou com mais firmeza e então fomos até uma parte do quarto que tinha um tapete felpudo, ele me deitou ali e eu me arrepiei ao sentir que ele deitou em cima de mim mas não soltando todo o seu peso e aquilo era tão bom que eu poderia ficar naquela posição pra sempre. Eu tomei a iniciativa de tirar a camisa dele deixando seus músculos a mostra, ele sorriu parecendo envergonhado e tirou o meu sapato e em seguida meu top e eu sorri, eu não estava com vergonha e talvez o álcool que eu tinha ingerido tinha a ver com isso. Voltamos a nos beijar enquanto sentia Liam tirar seus sapatos de um jeito desconfortável e quando finalmente os tirou, ele apertou meus seios de um jeito bom e eu dei o primeiro gemido da noite o fazendo sorrir como se estivesse satisfeito. Ele tirou meu short e sorriu ao ver minha calcinha azul com renda preta, ri sapeca e nos virei, agora eu estava por cima e estava no comando. Eu não sou uma virgem experiente mas todos esses anos vendo filmes pra maiores talvez me deram alguma experiência. Desabotoei a calça dele e desci o zíper e se não fosse pela música alta que tocava no ambiente lá fora o barulho do zíper e das nossas respirações ofegantes seriam a única coisa audível ali. Abaixei a calça de Liam e ele deu uma leve levantada no quadril para que ela pudesse passar por ali. Arregalei os olhos ao ver seu volume e então ele soltou uma risada gostosa me colocando por baixo de novo e tirando meu sutiã como se já fosse um profissional no sexo. Ele soltou um sorriso pervertido ao ver meus seios descobertos e se inclinou dando um beijo em cada um deles fazendo todas as partes do meu corpo se arrepiarem, ele me olhou com uma cara inocente e me deu um selinho e pude sentir o carinho transmitido por ele.
Liam: Você está chapada.- eu ri- Eu não sei se devo... me parece tão errado.- agora ele estava com a cabeça em meu pescoço e sentia ele suspirar-
Eu: vai logo... eu estou chapada mas não deixei de ser eu mesma.- ele agora parou pra me olhar com um sorriso idiota-

 Então ele finalmente tirou minha calcinha e passou a mão por minha intimidade e por impulso fechei as pernas, afinal, ninguém nunca havia me tocado ali e era tudo muito novo pra mim. Ele sorriu e sussurrou um "fica tranquila" me fazendo relaxar. Dois dedos dele começaram a me masturbar e eu gemia baixo, aquilo era tão bom que eu poderia gozar sem antes mesmo ser penetrada. Liam parou de me masturbar e tirou sua cueca deixando seu pênis duro a mostra, eu sorri, era um tamanho ótimo e eu estava sentindo que ia ser rasgada ao meio. Ele abriu mais minhas pernas deixando minha intimidade encharcada mais exposta e se masturbou um pouco, colocou suas mãos em minha cintura e eu senti a cabeça de seu membro em minha entrada, logo forçando para dentro de mim. Gemi alto quando senti minha intimidade ser invadida pelo pênis de Liam, mas aquilo era tão bom. Em seu primeiro movimento eu comecei a sentir dor e coloquei minhas mãos em seus ombros e os apertando a medida que Liam se movimentava, a cada movimento eu sentia que era rasgada por dentro, mas aquela dor me dava prazer e eu gemia em agradecimento.

 Depois de alguns minutos Liam já havia aumentado o ritmo e agora nós dois gemíamos como loucos preenchendo aquele quarto de bebê com nosso ato tão impuro mas ao mesmo tempo tão bom. Liam apertava minha cintura cada vez mais forte e eu tinha a plena certeza que a marca de seus dedos ficariam ali por alguns dias. Senti um calor e arrepio descer pela minha espinha e senti quando Liam gozar na minha barriga, fiz uma careta quando ele saiu de mim e cair ao meu lado, procurei alguma coisa imediatamente pra limpar minha barriga e Liam me jogou um macacão de bebê eu limpei aquela porra na minha barriga, ele suspirou e me puxou pra deitar no peito dele. Eu poderia dizer que agora sim eu estava satisfeita comigo mesma, por ter tomado coragem de dizer aquelas coisas a Liam e deixar o orgulho e a vadia da Mendy de lado. Não sei quanto tempo exatamente eu passei pensando no que havia acabado de acontecer mas senti Liam se sentar e procurar por sua cueca e quando achou suas roupas ele me jogou sua camisa e minha calcinha e eu tratei de colocar rápido pois já estava me sentindo constrangida por tudo aquilo, assim que ele colocou sua cueca pegou dois travesseiros em um dos berços e jogou um pra mim, se deitando ao meu lado com a cabeça no outro.
Liam: Você gostou?- percebi que ele estava meio apreensivo com minha resposta, mas eu sabia que ele tinha feito de tudo pra ser especial-
Eu: Ah...- eu estava confusa- Foi...
Liam: Legal, você não gostou.- ele bufou-
Eu: Eu gostei... mas é a primeira vez né... não é muito legal.- sorri e ele me olhou sorrindo também-
Liam: Outra melhores virão.- ele me puxou pra mais perto e eu o abracei pela cintura- Espero que você lembre disso amanhã, porque se não lembrar eu vou te dar uns tapas!
Eu: Eu vou lembrar.- bocejei-
Liam: Duvido muito, além de bêbada você está chapada.
Eu: Que eu me lembre foi só um trago e nem é tão bom assim quanto dizem.- resmunguei e ele acariciava meu braço-
Liam: Me promete que vai lembrar?
Eu: Foi especial pra mim e eu prometo.- sorri e fechei meus olhos sentindo as carícias dele e logo cai em um sono gostoso e profundo.
[...]
 Acordei com um feixe de luz em meu rosto, quando me sentei no chão minha cabeça doeu e eu tentava buscar lembranças do que houve noite passada. Suspirei quando notei Liam ao meu lado apenas de cueca, sorri ao lembrar da única coisa que vinha a minha mente do que aconteceu noite passada. Me levantei e cambaleei até a porta e me encostei nela, minha cabeça doía tanto que parecia que ia explodir. Coloquei a mão na maçaneta e quando fui girar uma mão tocou a minha.
Liam: Não vai sair assim, tá cheio de pervertidos lá fora.- o olhei e sua carinha de sono estava mordível-
Eu: Eles não ligam, Liam.- ele me puxou pela cintura e me deu um selinho demorado, logo depois saiu a procura de algo no chão-
Liam: Coloca um short.- jogou meu short que acabara de achar perto de uma cômoda rosa-
Eu: Não acredito que perdi minha virgindade em um quarto de bebê.- disse pegando o short e colocando, Liam riu-
Liam: Sinto muito por ter esquecido as pétalas de rosa.- revirei os olhos-
Eu: Eu gostei tá bom? Foi maravilhoso.- fui até ele que estava emburrado-
Liam: Não foi isso que me disse ontem.
Eu: Hãm...- tentei lembrar- O que foi que eu disse?
Liam: Você não gostou tanto quanto eu gostei.- entrelacei meus braços no pescoço dele e ele pegou em minha cintura-
Eu: Por acaso você gostou da sua primeira vez?- ele fez um bico-
Liam: Não muito, foi estranho.
Eu: Comigo não é diferente...- ele me beijou, sorri entre o beijo, era tão bom estar bem com Liam, tão perto dele e melhor ainda, namorando ele- Se veste, vou descer e ver como estão as coisas lá embaixo.- disse quando partimos o beijo, me afastei dele e fui até a porta a destrancando e sai do quarto em seguida.

 Passei pelo corredor que até então estava impecavelmente limpo, mas quando desci as escadas e cheguei ao pé dela eu queria apenas sair correndo dali. Comida e copos coloridos estavam espalhados por toda a sala, os móveis estavam todos sujos e eu jurava que podia sentir cheiro de vômito o que fez ter ânsia. Andei até a cozinha e encontrei todos ali, exceto Judy, tinha que ser.
Eu: Bom dia flores do dia.- sorri e todos me olharam e voltaram aos seus afazeres-
Louis: A única florzinha aqui é o Harry, o resto somos machos alfa.- rimos-
Beck: Hey!- reclamou, ela estava sentada no colo de Niall, não tive reação mas sabia que tinha acontecido algo entre os dois. Todos estavam com uma cara de ressaca- Eu sou menina.- disse como se ninguém soubesse-
Louis: Eu sei querida, agora dá pra levantar essa bunda do colo do Niall e vir me ajudar com essa louça?- ele estava irritado-
Beck: Ajudo só porque sou legal.- se levantou e deu uma bundada nele que, saiu da cozinha indo até onde eu lembrava a área de lazer, Liam entrou na cozinha e me deu um beijo na bochecha, mesmo sem querer atraímos os olhares de todos ali mas preferiram não comentar nada- Minha cabeça dói, eu não lembro de quase nada que aconteceu ontem.- resmungou e todos concordamos-
Harry: Onde está Judy?- Louis entrou na cozinha com um saco de lixo preto cheio-
Louis: Só espero que ninguém tenha dormido ou transado no quarto dos gêmeos, minha mãe vai me matar se descobrir que entraram lá e fizeram coisas que não deve.- eu e Liam nos olhamos disfarçadamente- Vão procurar a porra da Judy pra ajudar a limpar os quartos e o resto da bagunça. E ME LEMBREM DE NUNCA MAIS FAZER UMA FESTA DESSAS!- ele gritou irritado indo em direção a sala, segundos depois escutamos uma porta bater-
Eu: Vou procurar Judy, ela não vai se safar dessa.- sai da cozinha-
Beck: Hey, me espera!- disse me seguindo.- saímos abrindo todas as portas que encontramos e chegamos a última ao lado de um banheiro, ela só podia estar ali. Beck parou logo atrás de mim e então eu abri a porta, rapidamente uma garota que eu não conhecia se descobriu-
Eu: Oi... será que você viu a...- e então eu paralisei quando vi Judy se descobrir ao lado dela.
Continua...
Oioi. Como vão? Espero que bem. Enfim um hot né hsuahusa. Mas não é daqueles bem quentes, afinal, é a "sua" primeira vez. Espero que vocês tenham gostado e até breve amorzões. Lembrando que sugestões são sempre bem vindas <3.

11 comentários:

  1. estou gostando muuuito, continua 💘

    ResponderExcluir
  2. Adoro! Amém meu shipper deu certo! Vamos aplaudir ~clap clap~ Judy se descobrindo e.e Continua logo ta perfeita

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. que bom que esta gostando amor, vou continuar

      Excluir
  4. Eu estava lendo Moments ,mas essa fic esta tão boa que que comecei a ler também !! agora estou lendo as duas porque ambas estão boas <3

    ResponderExcluir
  5. Eu estava lendo Moments ,mas essa fic esta tão boa que que comecei a ler também !! agora estou lendo as duas porque ambas estão boas <3

    ResponderExcluir