Moments - Capítulo 03

| | |

Apparently, I have a new boyfriend...

Dora Devine

A cada segundo que eu passava encarando aqueles olhos castanhos, meu coração palpitava mais, denunciando minha ansiedade. Ele me encarava carinhosamente e em seus lábios, eu podia ver um sorriso, um pequeno sorriso, mas o que importava neste momento era a causa desse sorriso: eu. 

— Eu nem acredito que finalmente estou aqui. Com você. - falei com um sorriso largo nos lábios, vendo-o vir em minha direção e segurar meu rosto entre suas mãos, enquanto sorria abertamente, com os olhos mais brilhantes que um diamante.
— Eu é que não acredito que finalmente tenho você. - e em seguida, nossos lábios foram colados, fazendo meu estômago revirar numa junção de vários sentimentos misturados. 


Sua pele em contato com a minha me trazia uma sensação de conforto, de proteção e se eu pudesse, viveria nesses braços quentes e aconchegantes. Eu não queria nunca mais sair daqui, eu queria parar o tempo agora e viver esse momento pra sempre. Um sorriso quebrou nosso beijo e olho no olho, ele me disse o que eu esperei ouvir a minha vida toda:

— Eu te amo tanto.

— E eu te amo muito mais. - falei, deixando que ele juntasse nossos lábios, apenas encostando-os, como um selinho. Ele novamente sorriu.
— Espero que esteja pronta pra se tornar a senhora...
— Eu nunca estive tão pronta.
Eu não podia acreditar que finalmente eu estava nos braços de Taylor Lautner.

— He-ey! Dora, levanta! Já amanheceu!
— Obrigada por me avisar, Giovanna, agora pode ir embora. - falei cobrindo minha cabeça com a coberta, enquanto ela abria as cortinas e a janela.
— Crendeuspai, quanto mal-humor. - abri um dos meus olhos e pude vê-la vir em direção a minha cama e se sentar. - Levanta criatura!
— Sabe com quem eu estava sonhando? - perguntei me sentando, vendo-a negar. - Eu estava sonhando com Taylor Lautner, mas o que aconteceu? Você vem aqui e estraga a única chance que e tive de me sentir como a Bella, por pelo menos alguns minutos. - ela começou a rir - Não tem graça, Giovanna! 
— Ai Dora, que frescura. Do que adianta estar com ele num sonho e voltar a dura realidade minutos depois? Bom seria se fosse de verdade! 
— Não era um simples sonho, Gio! Eu sou louca por esse homem desde o filme “The adventures of Sharkboy and Lavagirl.” - ela começou a gargalhar.
— Cala a boca e levanta logo dessa cama. Já passa do meio dia! - exclamou e eu revirei os olhos, me levantando e indo em direção ao banheiro. Ela se jogou na minha cama.

Depois de prender meu cabelo, lavei meu rosto e peguei a escova roxa em cima da pia, colocando creme dental em suas cerdas, pronta para colocá-la na boca e começar meu trabalho de limpeza, mas antes que eu o fizesse, ouvi a voz de Giovanna vinda do quarto. Uma pergunta costumeira e um tanto irritante.

— Falou com Josh ontem? - eu revirei os olhos e coloquei a escova na boca, para não ter que responder. Comecei escovar todos os dentes, enquanto ela permaneceu em silêncio, provavelmente esperando uma resposta. Não demorou para que ela viesse até o banheiro, repetindo a pergunta. - Falou com ele ontem?
— Shim... - respondi ainda esfregando a escova nos dentes. Ela assentiu, sorrindo um pouco. Ela me encarou rapidamente e abriu um sorriso que eu chamaria de... Malicioso.
— E o Malik? 
— Porque voshê inshishti em perguntar shobre eshe idiota? - perguntei e ela começou a rir. Cuspi na pia toda aquela espuma que havia em minha boca e abri a torneira, lavando minha boca e a escova. - Não entendo porque se importa tanto com ele!
— Ah, foi só uma pergunta. - disse me seguindo para fora do banheiro.


— Uma pergunta que estragou meu dia! - exclamei arrancando a camisa do pijama.
— Sou mesmo obrigada a ver esses melões? 
— Você fala isso porque está acostumada a carregar laranjas dentro do sutiã. - falei do closet, soltando uma gargalhada depois.
— Laranjas que já podem ser chamadas de mangas! - disse vindo para o closet, apontando para os seios cobertos por uma camiseta dos Rolling Stones.
— Nossa, até que você está peitudinha! - exclamei começando a rir. 
— Cala a boca! - exclamou rindo junto - Nossa conversa evolui tão rápido...
— Malik, peitos... Faz sentido! - exclamei vendo-a rir um pouco mais. - Apesar de não conviver com ele, eu sei que ele é um tarado. Segundo Louis Tomlinson, ele gosta de autografar seios tanto quanto Harry. Isso já diz alguma coisa...
Oh my... Eu não sabia que você tinha uma camiseta do Capitão América! - disse tirando a camiseta azul da prateleira e desdobrando-a. 
— Acredite, essa camiseta não é minha, é da minha mãe! - falei vendo-a arregalar os olhos castanhos. Normal, qualquer um ficaria chocado com essa afirmação.
— Dona Helena gosta do Capitão América? - perguntou e eu assenti - Sinceramente, tenho que conversar mais com a sua mãe. - disse me fazendo rir. - Veste ela!
— Não, obrigada. Não quero nem um pouco parecer uma nerd.
— Vai ficar perfeito com uma calça jeans escura e aquele seu all star vermelho de cano médio. Se você colocar seus óculos de grau e me deixar fazer cachos nas pontas do seu cabelo, você vai ficar parecendo àquelas meninas de Tumblr... - Giovanna tinha ataques de moda algumas vezes ao dia, até me acostumei.
— Não inventa Giovanna, não temos tempo pra isso. - exclamei ainda procurando o que vestir. Ela me encarou seriamente.
— Acontece que hoje é o nosso último dia juntas, custa vestir a porcaria da camiseta? Não vai arrancar pedaço Dorinha, não seja rabugenta!
— Chantagem emocional não vale...
— Please? - pediu juntando as mãos e fazendo carinha de cachorro que caiu da mudança. Aquela cara que eu odeio tanto, mas não resisto.
— Tá bom, mas não me peça mais nada, pelo amor! - e dito isso, ela começou sua busca por uma calça escura e meu all star vermelho, que na verdade, estava perdido em algum canto do quarto.

Depois de me vestir, colocar meu óculos de grau (só uso para ler, mas Giovanna insistiu) e calçar meu tênis vermelho, saímos de casa prontas para estourar os limites do cartão de crédito. Bom, pelo menos eu estava disposta a fazer isso, afinal, vou me mudar para um lugar que é frio em boa parte do ano e eu não tinha um agasalho descente, fora os moletons enormes que roubei do meu pai, antes que ele fosse morar em Belo Horizonte com sua nova esposa e a renca de filhos. 

Primeiro, fomos á um restaurante simples aqui perto de casa e Gio pediu algo com camarão. Eu não me lembrava o nome, mas era muito, muito gostoso. Depois disso, fomos para o shopping e durante nossa caminhada pelas vitrines de várias lojas, conversamos sobre vários assuntos que interessavam as duas. Nem preciso dizer que ela falava do Josh a cada cinco minutos, né? Tive que aturar, fazer o que?

Depois nós fomos ao cinema do shopping mesmo, assistir Em Chamas, da trilogia de Jogos Vorazes que Giovanna é fã. Eu nem gosto muito dessa saga, mas valeu muito a pena assistir. Já viram o Peeta ou o Gale? Sinceramente, esses dois despertaram em mim algo que eu não sinto desde os meus quinze anos de idade, quando meus hormônios viviam descontrolados. Quanta saúde!

Por fim, Giovanna me convenceu a ir ao parque Ibirapuera para andar de skate, mas não se engane. Mal sei andar a pé, imagina andar em cima dessa coisa? Ela fazia algumas manobras (que fazia eu me perguntar “como?”), enquanto eu caminhava lentamente, saboreando meu sorvete de mousse de maracujá. 

Até que, com apenas um estalo, tudo mudou. Aqueles olhos verdes na minha frente fizeram com que tudo o que eu senti algumas noites atrás viesse à tona dez vezes mais forte. Meu sorvete até caiu no chão. Ao meu lado, ouvi Giovanna falar todos os palavrões possíveis.

— Oi, Dora!
— Pedro. 
— Vai te embora garoto, tem o que fazer, não?
— Relaxa Giovanna, não vou machucar sua amiga, tá legal? - pena que já machucou.
— O que você quer comigo, Pedro? - perguntei um tanto irritada. 
— Bom, eu não tinha intenção alguma de encontrar você, mas... 
— Ela está bem, muito bem sem você! - Giovanna disse antes que eu lhe desse uma cotovelada. Ela pareceu não sentir. - Ela esqueceu você, não se importa mais com você, não sente mais nada por você, nada mesmo. Até já arrumou um namorado! - exclamou e eu arregalei os olhos, assim como Pedro. O que diabos essa garota está fazendo?
— Espera... Uol! Nossa...
— A fila anda, darling. - Giovanna exclamou. 
— O que pensa que está fazendo? - perguntei baixo para ela, enquanto Pedro ainda estava muito concentrado no choque para ouvir.
— Quero tirar ele da barra da sua calça, Dora! 
— Belo jeito de me ajudar! Mentindo!
— Ele nem vai saber! - disse gesticulando e juntando as sobrancelhas - Você vai pra Inglaterra amanhã e ele nem vai se lembrar de você!
— Hmm... Eu o conheço? - Pedro perguntou nos chamando a atenção.


— Não sei, provavelmente não... - falei tentando fazer com que ele esquecesse esse assunto e fosse embora logo. 
— Qual o nome dele? - ele estava interessado demais para o meu gosto. Seus braços estavam cruzados e a expressão fechada. Ele parecia sentir... Ciúmes? 
— É... O nome dele é... Zayn, Zayn Malik! - Jesus Cristo! 

Ao ouvir a última frase de Giovanna, meu coração parou por pelo menos cinco segundos. O que diabos está acontecendo aqui? O que ela pensa que está dizendo? Zayn Malik? Ela está, definitiva e completamente louca! Sinceramente, a única coisa que eu queria fazer agora é jogar Giovanna no lago e deixar que esses gansos assassinos devorem seu corpo.

— Como? - Pedro perguntou confuso.
— Ah, não te interessa sobre os relacionamentos da minha amiga. - disse enquanto eu continuava estática - Vamos embora daqui, Dora. - disse me puxando pelo braço - Passar bem, Pedro Albuquerque!
— Obrigado?

Giovanna pegou seu skate do chão e começou a caminhar, segurando meu braço, como se nada tivesse acontecido. Eu a encarava, esperando que ela dissesse algo, mas nada aconteceu. Será mesmo que ela está pensando que fez bem ao dizer a Pedro que eu estava namorando, quando na verdade eu ainda estou chateada? Dear God...

— Gio?
— Pois não?
— Cara, o que foi aquilo?


— Ué, eu simplesmente acabei com todas as chances que ele tinha de, por algum acaso, voltar a falar contigo. - disse calmamente.
— Mentindo pra ele?
— Dora, já disse que ele não vai descobrir nada! - exclamou - Você está indo para praticamente o outro lado do mundo, acha mesmo que ele vai se lembrar de você?
— Ele irá se lembrar se esses dois anos significaram alguma coisa pra ele! - falei, vendo-a revirar os olhos - É sério, tô querendo te matar!
— Você deveria me agradecer, isso sim! 
— Você tem noção do que fez? Meteu Malik nessa palhaçada toda! 
— Dora, relaxa tá? Ele também não vai saber de nada!
— Imagina se Pedro o conhece? 
— De onde diabos Pedro iria conhecê-lo?
— Sei lá, quem não sabe quem é One Direction?
— Qualquer um, menos Pedro. - disse - Acha mesmo que Pedro irá saber da existência de alguma boyband? Nope. - exclamou e eu suspirei.
— É bom que esse lance dê certo, caso contrário, você irá encontrar seus parentes mortos no céu. Isso se Deus quiser você lá, né? - falei e comecei a rir.
— Ai, quanta maldade nesse coração, crendeuspai. - disse me fazendo rir mais ainda. - Teria mesmo coragem de me matar, Dora?
— Eu não teria coragem, mas eu poderia pagar alguém pra fazer isso...
— Gente, minha amiga tem alma de assassina! - exclamou fazendo o sinal da cruz, me vendo rir ainda mais.
— Cala a boca e vamos logo pra casa, está começando a esfriar.
— Graças ao Pai, eu já não aguentava mais esse calor infernal.

Pois é, eu disse que Giovanna não hesita em falar e pela primeira vez na vida, eu desejei que ela fosse tímida e me deixasse resolver o problema com Pedro. Sozinha. Essa noite me lembre de perguntar pra Deus porque ele me deu uma amiga tão louquinha. Preciso muito saber!



Vish, sinto que isso ainda vai dar muita confusão, hein?! 
Eu queria ver a cara do Malik ao descobrir uma coisa dessas hahahaha Mas vamos continuar acompanhando para ver o que acontece, depois que Giovanna decidiu meter o coitado em toda essa história. Espero que tenham gostado desse capítulo e se sim, comentem, tá?! Fiquem com Deus xoxo

6 comentários:

  1. Vc tem q continua ta mto pfto te adoro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aw, obrigada pelo carinho meu amor, e pode deixar, vou continuar sim! (:

      Excluir
  2. Maria Eduarda Zancanelo14 de junho de 2015 16:21

    Que é isso Giovanna estragando o sonho da amiga. Kkkk eu já tive um sonho com o Harry, o celular despertou na melhor hora. Kkkk. Tipo esse capítulo foi babado, confusão, enchente e pancadaria. Kkkk. Tô amando. Tem como continuar hj. Porque não? ???? Posta logo. Pfvr. Sua fã que está pedindo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse tipo de coisa sempre acontece com a gente, parece até uma conspiração do universo hahahahaha Vou postar agora meu anjo, logo vais ler ♥ (:

      Excluir
  3. Respostas
    1. Que bom anjo e eu já postei, viu?! Vai lá ler! (:

      Excluir