The Traitors - Capítulo 04

| | |

Capítulo Quatro - Sentem o peso em suas cabeças?

Mattew Rogers P.O.V's
Eu: Onde pensa que vai?- SeuNome se virou pra mim e quando viu que era eu colocou a mão em cima do peito como se tivesse assustada, ela veio até mim se fingindo de brava mas logo pulou em cima de mim e a girei em um abraço-
Você: Quase me matou de susto garoto.- disse quando saímos do abraço-
Eu: Essa era a intenção.- ri-
Você: Isso não foi nenhum pouco engraçado se quer saber.- começou a andar, a acompanhei-
Eu: Qual é a sua com o Liam?
Você: Conhece ele?- pareceu confusa-
Eu: Sim... estão ficando?- perguntei com medo da resposta-
Você: Vai acreditar se eu dizer que sou uma traficante de drogas e que ele só queria uma erva?
Eu: Com certeza não.- fiz uma careta a fazendo rir-
Você: Então não sei qual outra mentira posso inventar.- sorriu. Viramos o corredor-
Eu: Pensei que era mais difícil que isso.- ela socou meu braço, fingi que doeu- Ai!
Você: Bem feito.- se gabou da força que não tinha- Preciso ir pra aula.
Eu: Já está atrasada, não vão te deixar entrar, que tal ir pro campo comigo? Vou treinar agora.
Você: Posso?
Eu: Se não for pega.- sorri, ela fez sinal positivo com a cabeça e eu peguei em sua mão, saímos correndo pelos corredores da escola, ela ria alto o que me fazia rir também-

Nossa felicidade acabou quando encontramos a inspetora mais chata de toda a escola. Valerie Marks.
Sra. Marks: O que fazem perambulando pelos corredores da escola em horário de aula mocinhos?- cerrou o olhar com cara de desconfiada-
Eu: Estou indo treinar e ela está me acompanhando.
Sra. Marks: - suspirou- Não pode levar visitantes para o treino senhor Rogers e sabe muito bem disso.
Eu: Ela é da escola, não tem nada demais pra contar ou sei lá... você não vai contar nada, não é SeuNome.
Você: Nadinha, vou ficar de boca fechada.- fez um sinal em cima da boca como se não fosse abri-la pra nada-
Sra. Marks: Podem ir, mas estou de olho!- disse começando a andar com sua prancheta na mão-
Você: Ela é louca.- disse quando começamos a andar-
Eu: Sim, mas com jeitinho nos livramos da chatice dela.- sorri e entramos no campo da escola- Eu amo isso aqui!- eu disse senti a brisa leve em meu rosto-
Você: Realmente é encantador.- forçou um sorriso- Onde eu me sento?
Eu: Não está todo mundo aqui ainda, o que acha de jogar bola um pouco?
Você: Ah não Matt, eu estou cansada.
Eu: Cansada do que?
Você: Não preciso ter motivo, estou cansada e ponto.- jogou sua mochila do meio do campo e se sentou ali mesmo, me sentei ao seu lado- Esportes é um saco.- disse e me olhou-
Eu: Nem tanto, eu gosto de correr e acertar bolas nos adversários.- ela me olhou imediatamente com a cara mais maliciosa que eu já vi SeuNome fazer-
Você: Gay.
Eu: O que disse?
Você: Gay.- riu-
Eu: Eu não sou gay!
Você: Cala a boca.- me deu um leve empurrão e se levantou, parou em minha frente e fez um rabo de cavalo no cabelo- Vem, vamos praticar esportes.- sua voz soou irônica, ela começou a correr, me levantei e corri atrás dela.

 Ah SeuNome, se soubesse o quanto gosto de você.

Narrador P.O.V's
 SeuNome não sabia, mas Mendy já desconfiava e espionava os dois a um bom tempo. Eles não passavam de amigos mas ela via outra coisa. Você não vai ouvir falar muito em Mendy Jones. Ela é apenas uma garota que quer ser popular, trabalha no jornal da escola e é responsável pela maioria das fofocas que saem no mesmo. Ao fotografar a cena fofa do "casal", Mendy foi correndo até a sala onde o pessoal do jornal imprimia e faziam suas matérias, entrou animada com o típico olhar de quem conseguiu finalmente o que queria. Viu Judy conversando com um dos meninos que imprimia as coisas, a chamou.
Mendy: Hey Judy, está ocupada?- parou em frente a um dos computadores, Judy negou com a cabeça- Venha até aqui por favor.- Judy se aproximou-
Judy: O que foi?
Mendy: Pode digitar isso pra mim?- disse tirando de sua bolsa um bloco onde anotava as fofocas- Tem notícia quentinha da White.
Judy: O que ela aprontou?- Judy imediatamente se sentou e começou a ler a matéria que estava no bloco, franziu a testa- "SeuNome White, saindo com dois ao mesmo tempo, o que eles acham? Sentem o peso em suas cabeças?"- leu a manchete- Não seja ridícula Mendy, ela nunca faria isso.
Mendy: Eu tenho provas disso.- pegou sua câmera na bolsa e a ligou em seguida, mostrando fotos de SeuNome e Liam conversando e depois entrando na sala do zelador, logo depois, fotos de SeuNome e Matt se abraçando e de mãos dadas-
Judy: Ela... ela não está saindo com nenhum dos dois.
Mendy: Se não editar a matéria pode dar adeus ao jornal da escola, não é só porque ela é sua amiga que vai acoberta-la, não poupamos ninguém, Judy.- deu um sorriso, Judy bufou-
Judy: Quer saber de uma coisa?- falou séria, iria editar a notícia mas também iria alertar SeuNome. Judy amava mais que tudo participar do jornal da escola, não poderia sair de lá-
Mendy: O que?
Judy: Morra.


 Do outro lado da escola, Liam procurava loucamente por SeuNome, havia tido uma ótima ideia que poderia dar certo. Parou de andar por alguns segundos pensando em qual lugar ela poderia ter se metido, já havia procurado pela escola toda, suspirou e resolveu ir procurá-la no campo de futebol. Andou rápido, ele estava ofegante, estava correndo feito louco desde vinte minutos atrás a procura dela e nada. Assim que chegou ao campo e sentiu a brisa em seu rosto ofegou e colocou as mãos no joelho tentando se recompôr.
Xxx; Hey Payne! Bela bunda!- uma das garotas da arquibancada gritou e Liam fingiu que não era com ele, saiu daquela posição e passou seus olhos por todas as arquibancadas e não encontrou SeuNome, mas finalmente olhou no campo e a viu sendo girada no ar por Matt, a garota gritava e Liam imediatamente sentiu uma pontada de arrependimento de ter ido ali, mas não podia desistir era o casamento dos pais deles que estava em jogo.
Liam: HEY, HEY SEUNOME!- gritou, ela não pareceu ouvir- SEUNOME!- ela o olhou, o sorriso de seu rosto sumiu, Liam sorriu de lado meio decepcionado, SeuNome se despediu de Matt em um abraço e ele sentiu uma enorme inveja do jogador, revirou os olhos. Acompanhou SeuNome com o olhar. Ela pegou sua mochila no chão perto da arquibancada e foi até Liam, estava um pouco suada, ele sorriu.- Oi.
Você: Oi Liam, o que houve?- ela estava cansada-
Liam: Eu... eu estava pensando, podíamos clonar ou hackear os chips dos nossos pais e receber as mensagens que eles recebem, assim não vamos ser pegos bisbilhotando o celular deles toda hora.- ela fez uma expressão estranha mas pareceu gostar-
Você: Legal, mas como vamos fazer isso?- suspirou cansada-
Liam: Vem comigo.

 Liam começou a andar na frente, andava em uma velocidade rápida e atrás dele SeuNome reclamava o mandando ir devagar, ele tentava mas não conseguia. Chegaram até um corredor de salas o qual SeuNome nunca havia pensado em ir, acima de cada porta havia uma placa. Tecnologia, jornal, grêmio estudantil, reforço, detenção entre várias outras. Liam olhou para os lados e abriu a porta deixando que SeuNome entrasse na sala primeiro, antes de entrar pode ver que entraram na sala onde estava escrito tecnologia. Ela ficou fascinada, nunca viu tantos computadores e nerds juntos. Liam apareceu ao lado dela e sorriu começando a andar na direção a um garoto de óculos com as lentes quadradas, era bonito. SeuNome nunca tinha visto nenhuma das pessoas que estavam ali perambulando pela escola. Liam abraçou o garoto de óculos e ele deu a mão a SeuNome que apertou sorrindo.
Xxx: Oi SeuNome, já ouvi muito falar de você, sou Cameron, amigo de Liam.- sorriu e se virou para Liam- No que posso ajudar?
Você: Oi Cameron.- disse tímida-
Liam: Queremos hackear dois chips telefônicos, pode fazer isso?
Cameron: Cara, não é só porque eu uso óculos e fico estudando o tempo inteiro que eu manjo dos hackers, tá?
Liam: Você pode fazer isso, você sabe tudo sobre esses trecos aqui.- disse apontando pra alguns computadores- Você pode nos ajudar?
Cameron: Não.
Liam: Qual é cara? Não vamos falar pra ninguém que foi você.
Cameron: - riu e SeuNome o olhou estranho- É claro que posso.- se sentou em uma cadeira, pegou um papel e uma caneta e entregou a Liam- Anotem os números dos telefones nesse papel, amanhã mesmo já podem vim buscar os chips.- sorriu, Liam anotou o número de sua mãe e entregou o papel para que SeuNome anotasse o de seu pai e assim ela fez-
Liam: Muito obrigado cara, vou ficar te devendo essa!- fizeram um toque, SeuNome sorriu se sentindo excluída, Cameron depositou um beijo na bochecha dela e Liam a puxou enciumado para saírem dali, assim que saíram ela sorriu pra ele-
Você: Bom... acho que é isso.
Liam: Sim, pode deixar que eu venho pegar os chips amanhã, fica tranquila.
Você: Okay, me manda uma mensagem depois pra eu salvar seu número, caso ver que sua mãe vai sair me liga ou manda mensagem ou vice e versa.- suspirou- Eu vou nes...
Xxx: SeuNome sua idiota, o que pensa que está fazendo?!

A voz estava alterada, SeuNome não reconheceu. Ela e Liam se viraram imediatamente tomando um susto.

Continua...

Relous. Tudo bem com vocês? Comigo sim. O que acham do Liam gênio, hum? E quem acham que está com raiva da SeuNome? Huahau. Bom, sei que o capítulo está pequeno, mas os próximo s vão ser mais grandinhos. Espero que tenham gostado. Até breve <3

4 comentários: