♪Crazier - Cap - 6♪

| | |


Anteriormente


              Fecho a porta com um largo sorriso no rosto. O que está acontecendo comigo? Eu não sou assim, estou parecendo uma adolescente de 16 anos e eu não tenho mais essa idade, eu já sou mãe! Droga! Eu não posso cair na lábia do Styles outra vez, não posso!



Agora


(Seu Nome) P.O.Vs

         Antes de dar onze horas, Harry já me esperava do lado de fora da porta. Tirei meu jaleco e guardei na bolsa pra não sujar e entreguei as chaves da sala para a enfermeira do turno da madrugada. Harry parecia super entusiasmado com as férias, ele me descrevia como estava sendo divertido enquanto nós caminhávamos pelo corredor em direção à praia.

- Eu havia me esquecido do quanto o Havaí é incrível!
- Legal que está gostando. -falo.
- Olha, se você não estiver feliz de sair comigo, não precisa fazer isso.
- Fazer o quê? -pergunto distraída com meus pensamentos.
- Caminhar comigo pela praia e relembrar os velhos tempos. Não tem que fazer isso.
- Não, está tudo bem. -sorrio.
- Estou falando sério, você não queria vir e eu fui um idiota de ter insistido tanto.
- Mas eu queria vim! -falo sem pensar e percebo que não deveria ter sido tão sincera.
- Então você só estava querendo que eu implorasse? -ele sorri.
- Não! -protesto, mas percebo que se eu disser não ele vai querer a explicação verdadeira então conserto meu erro- Bem, talvez. -encolho os ombros.
- Sabe essa é nova, acho que nunca vou entender as mulheres. -o sorriso dele se alarga e acho que vou chorar.

        Porque ele precisa ser tão lindo? E porque estou com essa vontade louca de dormir com ele? Será curiosidade pra saber se ele melhorou na cama? Porque quando fizemos Mellany devo dizer que ele não era lá aquelas coisas não.

- No que está pensando? -ele pergunta vendo meu devaneio.
- Ah não era nada não. -sorrio.


- Ta bom. -ele sorri- E então, como você anda?
- Eu? Bem, tecnicamente falando eu ando com as minhas pernas, mas também ando com o carro e...
- Engraçadinha. -ele me corta- Você entendeu o que eu quis dizer, quero saber como anda a sua vida.
- Minha vida tá ótima e a sua?
- Está ótima também. E a sua mãe? Continua linda?
- Linda e saudável, e a sua ta bem?
- Sim, ela está. Gostei do seu cabelo novo, loiro combina com você.
- Obrigada, o seu também está ótimo, mas acho que prefiro curto.
- Sério? Bom saber.

           Eu sorrio e começo a prestar atenção na areia morna entre meus pés. Harry fica em silêncio por um momento, na verdade por um grande momento, tão grande que eu ergo meu olhar pra ele e percebo que o mesmo está me fitando com aqueles vibrantes olhos verdes. Qual o problema?

- Que foi? -pergunto.
- Porque fica desviando o assunto da conversa de você?
- O quê? Eu não fico fazendo isso!
- Fica sim! -ele teima.
- Ta, talvez um pouquinho.


- Porquê? -ele insiste.
- Não é por nada, -eu respondo- Eu nunca gostei muito de falar da minha vida.

             Harry me olhou com uma careta engraçada, daqueles que dizem "Conta outra" e eu olhei de cara feia repreendendo-o. Ele tentou ficou sério mas acabou falhando e sorriu, e que sorriso!


- Olha eu mudei tá legal! -falo.
- Percebe-se. -ele fala fitando descaradamente meus seios- Harry! -ralho com ele.
- Que que é? -ele pergunta todo indefeso.
- Você aí olhando pros meus peitos descaradamente.
- Ué você quer que eu faço o quê? Um negócio desse tamanho chama atenção minha filha. Eu sou homem.

              Não consegui me conter e acabei rindo da forma como ele disse essas palavras. Mas, resolvi que essa brincadeira pode ficar muito divertida! Fiz uma cara triste e apoiei a mão no meu joelho e no queixo, soltei um suspiro pesado e falei:

- Pena que eu não posso dizer o mesmo sobre você. -falei desanimada.
- Como assim? -ele pergunta ficando alerta.
- Bem, uma mulher pode sonhar, não é?
- E você está sonhando com o meu Styles? Porque se estiver não precisa ficar triste assim que nós damos um jeito. -ele falou percebendo a minha brincadeira e entrando nela.
- Ah sabe, a curiosidade é tamanha... Que não sei se posso mais suportar. -eu estava à ponto de sorrir.
- E está curiosa pelo poder do Styles! Gata, precisamos resolver o seu problema.
- Na verdade, a minha curiosidade era pra saber se você tinha ficado pelo menos um pouquinho bom de cama. -eu realmente ia rir agora!
- Ei calma aí! -Harry se levantou da areia e pareceu levar a sério o que eu falei.
- Que foi? -perguntei inocente.


- O que você quis dizer com ficar pelo menos um pouquinho bom de cama?
- Bem, quando fizemos... -quase que eu menciono Mellany, mas graças a Deus tampei minha boca- Quando fizemos da primeira vez, você não era muito bom.
- Todo mundo sabe que a primeira vez nunca é boa! -ele reclama indignado.
- Bem se você diz. -encolho os ombros e ele parece inconformado.
- Eu posso provar pra você que sou ótimo de cama!
- Não Harry muito obrigada, mas prefiro continuar com a versão ruim.
- Ah não! Você não vai sair falando isso de mim por aí!
- Relaxa, eu não vou contar pra ninguém. -sorrio.

          Ele suspira e coça a cabeça.

- Mas então, -falo sorrindo- quer dizer que você achou mesmo que eu queria reencontrar o pequeno Styles?
- Um homem pode sonhar. -ele sorri lindamente e acrescenta- Mas não chama ele de pequeno, vai ficar ofendido.
- Oh mil perdões. -sorrio.

            O que eu penso que estou fazendo? Não posso me envolver com o Styles de novo. Todos os meus sentidos apontam pra que eu fique longe dele mas por incrível eu não estou conseguindo fazer isso! Mas que droga (Seu Nome)!

Mais tarde...

            Apesar de todas as brincadeiras, todos os sorrisos trocados, a noite tinha que acabar, não é? Voltei pra casa me sentindo muito feliz e mesmo sem querer admitir eu sabia porque. Tomei um banho e deitei na minha cama, fiquei olhando para o teto até que a porta do meu quarto se abriu e Mellany entrou sonolenta.

- Mamãe eu to com medo. -ela falou e se deitou ao meu lado na cama.
- Está tudo bem meu amor, a mamãe te protege. 

             Eu a abraço fortemente e ela se aconchega pegando no sono rapidamente. Percebo que essas pequenas coisas são que tornam a vida tão impressionante e maravilhosa, Harry me deu o maior presente que alguém seria capaz de dar, ele deu a razão do meu viver, minha querida Mellany, minha filhinha. E mais que isso, Harry me deu a oportunidade de poder ir dormir sorrindo, ele me fez a pessoa mais feliz desse mundo e isso não têm preço! Não posso ignorar a existência de uma pessoa que me deu o mundo, Harry precisa saber de Mellany!

E aí o que vocês acham? Acham que a (Seu Nome) vai contar pro Harry da Mellany? Espero que estejam gostando, ficou pequeno mas prometo que vou recompensá-las, amo vocês -Deh♥

7 comentários:

  1. AI ÇOCORRO ELA VAI CONTAR *O* AIN GENTI, QUE FOFO <3 SKJFSKDJFESDFJ

    Que comece a treta

    ResponderExcluir
  2. OH MEU DEUS,ELA VAI CONTAR? ~leitora fantasma que surgiu agora~ TRETA. CONTINUE LOGO PELO AMOR.

    ResponderExcluir
  3. Que perfeito <33 Por favor, poste logo. Estou amando!

    ResponderExcluir
  4. Necessitando do próximo capitulo 😍😍

    ResponderExcluir
  5. Que perfeito! Continue, estou amando.

    ResponderExcluir
  6. Ooh céus, trate de postar o cap 7 logo, está pft <3

    ResponderExcluir
  7. Posta logo o proximo capitulo to morrendo aqq OMGOMG

    ResponderExcluir