♪ Crazier - Cap - 3 ♪

| | |


(Seu Nome) P.O.Vs

           Coloquei minha blusa branca, meu jeans branco e enfiei o jaleco por sinal branco também dentro da minha bolsa. Eram 17:30, ou seja, faltava meias hora pra eu ir trabalhar e minha mãe tinha simplesmente evaporado. Peguei o telefone e liguei pra minha melhor amiga Grace, ela atende e eu comecei o momento chantagem.

- Cadê a cabritinha mais linda do mundo inteiro? -fiz voz fofa-
- Deixa eu adivinhar, quer carona pro serviço de novo e precisa que eu cuide da Mellany até sua mãe fazer puf e aparecer?!
- Oh Meu Deus Grace! Eu só queria matar a saudade dua. -falei fingindo indignação-
- Sério? -perguntou desconfiada-
- É claro. -falei- Mas já que você mencionou a parte da carona e da Mellany, eu estava pensando "quem seria linda e boa o suficiente pra me fazer um favor desses?" E aí você tocou no assunto e eu pensei, "É de Deus!".
- Ta ta, já entendi. Me espera pronta.
- Te amo -sorri-
- Eu também. -falou mal humorada e eu poderia jurar que revirava os olhos do outro lado da linha-
- E não revira os olhos pra mim! -acrescentei-
- Hey sua adivinhona! -reclamou-
- Tchau Grace.
- Tchau (Seu Nome).

        Desliguei o telefone e Mellany me encarava.

- Que é? Perdeu alguma coisa na minha cara? -perguntei-
- Mãe, você é louca.
- Vou fingir que não ouvi isso.
- Mas você ouviu. -falou como se fosse o óbvio-
- Eu disse que vou fingir. Não é real deer. E você vai ficar com a Grace até sua avó chegar.
- Eba. Tomara que a vovó só volte amanhã.
- Hey! Como assim?
- Mãe você sabe, a vovó tem sérios problemas com os garotos.
- E você ta nova demais pra saber dessas coisas. Vamos vamos.

       Empurrei ela porta a fora e ficamos esperando por Grace que não demorou muito pra chegar. Entramos no carro e Grace deu partida.

- Você não sabe o quanto salvou a minha vida! -falei-
- Na verdade eu sei sim. Aliás, eu vivo fazendo isso.
- Também não precisa se gabar. Mas tudo bem eu admito, você vive me salvando.
- Que bom que você sabe. -falou- E minha princesa como está? -perguntou sorrindo-
- Eu estou bem, um pouco cansada de tentar colocar juízo na cabeça da minha mãe e da minha avó, mas uma hora elas aprendem.
- É assim que se fala Mellany. -Grace elogiou-
- Traidora. -falei revirando os olhos- Não vou mais pegar doce escondido do hotel pra levar pra você.
- Isso é chantagem (Seu Nome). -Grace falou-
- Não é não! -reclamei-
- É sim mãe!
- Se aliando ao inimigo, é? Pode dar adeus as suas queridas jujubas.


- Você não existe! -Grace riu-
- Ainda não encontrei a graça. -falei cruzando os braços-
- Porque você não tem senso de humor.
- Pra sua informação, eu tenho muito senso de humor. Só que ele está num nível muito acima do seu. Chupa essa.
- Ta você venceu, cai fora porque chegamos.
- Poço de ignorância! -reclamei- Cuida bem da minha filha.
- Alguma vez eu não cuidei?

         Ela praticamente me enxotou pra fora do carro, o que essa rapariga ta pensando? Mal agradecida. Ajeitei a bolsa no ombro e entrei. Bati o cartão e fui direto pra enfermaria, a enfermeira do outro horário já estava com aquela cara de mal comida, só porque me atrasei vinte minutinhos! Pirua. Não passou muito tempo e alguém bateu na porta, eu abri e um loirinho entrou com um baita corte no supercílio.

- Tem conserto? -perguntou entrando-
- O que tem conserto? -perguntei-
- O corte?! -apontou o corte-

        Fiquei confusa mas aí entendi.

- Ah ta. Claro que tem isso aí não é nada. Senta ali naquela cama. -falei-

       Ele sentou e eu fui pegar a caixa de primeiros socorros no armário. Fui para perto da cama e só então ele me olhou.

- Hey, você é aquela garota de mais cedo, não é? Que o Harry quase atropelou.
- Eu mesma.


- Legal, o Harry disse que perderam a virgindade juntos.
- Ah ele disse é? -perguntei-
- Disse.
- Então deixa eu te contar um segredinho também... Qual o seu nome?
- Niall.
- Deixa eu te contar um segredinho também Niall.
- O que?
- Foi a pior transa da minha vida.
- Sério?
- Pura verdade. Mas enfim, como conseguiu cortar o supercílio?
- Adivinha? O próprio tacou-me um chocolate congelado na cara.
- Você se cortou com um chocolate? -ri desacreditada-
- Por mais estranho que pareça sim.
- Isso é... Demais! -falei- Uau, toda ação gera uma reação mesmo hein.
- Não é tão demais assim. -riu- 
- Ah é sim. -ri-
- Prontinho Niall. -falei terminando os pontos e o curativo-
- Sério? Mas eu nem senti dor.
- Isso porque tenho mãos de anjo.
- Ta. -debochou-
- Espera aí, que "ta" foi esse? -perguntei-
- Foi só um "ta" normal.
- Ah não foi não. -teimei- Foi um "ta" do tipo deboche.
- Não foi não. -se  defendeu-
- Foi sim! -falei- 

        A porta se abriu e Harry entrou, senti meu coração pular.

- Niall desculpa por aquilo... -começou, mas parou assim que me viu-
- Ah graças a Deus. -Niall falou se levantando- Sua primeira transa estava ficando paranoica aqui, eu estava até começando a ficar sem ar de medo dela. Aliás, ela disse que foi a pior transa da vida dela. Você ta mal hein.

        Niall saiu porta a fora e se virou falando pra mim:

- Valeu pelo curativo.
- Não há de que. -respondi-

         Harry me fitou boquiaberto mas não falou nada.

- Que é? -perguntei- Perdeu a voz?
- Foi sua pior transa mesmo? -perguntou atordoado-
- B-Bem, depois que experimentei outras... -dei de ombros-
- Eu acho que você está mentindo. -falou desconfiado e com um sorriso malicioso, eu estremeci-
- Ah você acha isso? -perguntei-
- Não sei. -deu de ombros-


- Porque você não me diz? -perguntou-
- Porque eu já disse. -falei hesitante-
- Então diz de novo. Como foi? -se aproximou-
- Péssima! -respondi-





- Pois eu duvido! -cruzou os braços-
- Então não deveria ser tão seguro assim da sua masculinidade. -falei-
- Uau! Agora você me feriu! -levou a mão ao peito como se doesse-
- A verdade dói mesmo meu bem.
- Tudo bem então, não vou discutir.
- Ótimo, agora se puder me dar licença, eu não posso ficar conversando em trabalho. -falei-
- Pelo que eu vejo não tem ninguém aqui.
- Mas isso não significa que eu não tenho trabalho. -sorri forçado-
- Então ta, eu te deixo se você aceitar dar um passeio pela praia comigo quando seu expediente acabar.
- Meu expediente acaba às 23:00. -falei com a intenção dele desistir-



         Ah ta que eu vou cair na cantada barata dele.

- É férias, só durmo depois das 02:00. -aff-
- Mas pra mim não é férias se você não percebeu. -falei mal humorada-
- Uau, você se tornou pior do que era!
- Como assim? -perguntei-
- Ficou mais chata do que era seis anos atrás.
- Não acredito que você falou isso! -reclamei boquiaberta-
- A verdade dói mesmo meu bem.
- Idiota! Nunca use minhas falas contra mim! Eu simplesmente odeio.
- Ah eu sei disso, por isso falei. -sorriu diabolicamente-

        Então você quer jogar não é Harry Styles? Então eu vou entrar no seu joguinho, mas sou eu quem vai ganhar!

- Então ta. -falei- Eu te encontro na praia às 23:10.
- Não não. -falou- Eu venho aqui te buscar 23:00, em ponto.
- Qual é? -falei- Não confia em mim?
- Sinceramente? Não.


- E você acha que eu vou fazer o que? Sair correndo e ir embora pra minha casa?
- Na verdade, é isso aí mesmo que eu penso.

          Tive que rir, como ele podia saber exatamente o que eu ia fazer? Soltei o ar pela boca e falei:

- Tá legal. -ergui os braços em rendimento- Mas saiba que é só uma caminhada pela praia e nada mais.
- O que mais eu iria querer? -perguntou- Nada. -falou respondendo a própria pergunta- A menos que você me peça algo.
- Se manca! -falei apontando a porta e ele saiu dando risada, otário!-

          Ele foi embora e eu guardei o kit de primeiros socorros de volta no armário. Apesar da raiva e tudo mais, eu era uma pessoa muito competitiva de forma que eu estava tipo super mega animada pra ganhar do Harry. Quer dizer, na batalha que está travada na minha mente já que ele ainda não declarou guerra, mas eu sei que vai, ele também é competitivo. Mas eu sou mais! Dou um sorriso malicioso já pensando em planos diabólicos e riu de mim mesma quando percebo as coisas absurdas que passam em minha cabeça. Eu sou outra otária com certeza.

23:00 hrs...

          Às 23:00 horas em ponto eu abri a porta da enfermeira e dei de cara com Harry prestes a bater na porta. Ele sorriu e me ofereceu o braço:

- Podemos ir bela dama?

          Revirei os olhos e saí andando na sua frente ignorando o braço que ele ofereceu. Ele correu pra me alcançar e começou a caminhar do meu lado.

- Você ficou mais difícil também hein. -reclamou-
- Essa é a lei da vida. -falei- "Se a vida não ficar mais fácil, trate de ficar mais forte".
- É uma ótima frase. Mas eu diria que a sua vida não foi difícil.
- Porque você não sabe nada da minha vida. -falei-
- Calma aí. -ergueu os braços em rendimento- Eu não quis ser evasivo, só falei por falar.
- Ta tudo bem. -falei-

          Caminhamos em silêncio até chegar na praia e nos sentarmos na areia. A única que eu pensava era em como eu iria tirar aquela sujeira da minha roupa branca, mas tudo bem porque eu tenho coleção desses jeans brancos. Continuamos em silêncio por um momento olhando pro mar e Harry falou:

- Uau, nunca pensei que eu não teria o que falar.
- Pois é.

            Respondi suspirando e fazendo aquele meu típico gesto de tédio. Harry deu pulo do outro lado da areia e eu até me assustei, então ele começou a falar e sua voz saiu toda esganiçada.

- Que raios foi esse troço que você acabou de fazer? -perguntou com os olhos arregalados e eu ri-
- Qual? -ri- Esse aqui?


- Crê em Deus pai. -falou- Você não é normal não. Quase me matou de susto, parecia até o Einstein, ou a noiva cadáver sei lá, um negócio estranho.
- Nem vem. -reclamei- Eu sei que continuo linda assim. -falei- Sem contar que todo mundo faz algo anormal.
- Eu não faço não. -falou-
- Ah eu já esperava isso de você. -falei- É o perfeitinho filhinho de mamãe.
- Hey espera aí, também não precisa falar assim.
- Bebezinho da mamãe.


- Ta ta, eu faço! -falou irritado e eu gargalhei-
- Estou esperando. -falei-

          Ele abaixou a cabeça em silêncio e eu pensei que ele tinha pegado no sono. Seria estranho mas comigo só acontecem coisas estranhas então vai saber né. Mas aí ele ergueu a cabeça de repente:


         Me joguei pra trás fingindo susto mesmo não tendo me assustado muito. Na verdade eu só queria tirar uma onda com a cara dele.

- Ai misericórdia. -falei fazendo cara de medo- Sai de ré criatura de saturno. 
- Há há engraçadinha. -falou mal humorado- Eu não fico tão mal assim.
- Não fica? Você tem que se ver! -falei- Vai, faz de novo que eu vou tirar uma foto pra você.
- Ah vai sonhando. -revirou os olhos-

         Imitei um bebezinho chorando e ele me fitou com olhos mortais. Encolhi os ombros dando um sorrisinho meigo.

- Promete que vai apagar depois. -pediu-
- É claro que eu vou apagar depois, pra que eu vou querer esse vírus no meu celular?
- Ta. -suspirou-

          Ele fez de novo e eu bati a foto gargalhando. Mostrei pra ele e ele arregalou os olhos.

- É. -assenti- Eu disse que ficava um horror.
- Nunca mais vou fazer isso na minha vida. -falou assustado- Pode apagar a foto.
- Que foto? -perguntei inocente-
- Ah nem vem! -falou tentando pegar o celular de mim mas eu recuei- Me dá!
- Você é um mocinho muito mal criado. -falei fazendo voz de vó- Parece que está por baixo.
- E você uma mentirosa. -reclamou vindo pra cima de mim pra pegar o celular e eu me levantei correndo-
- Vai ter que me pegar pra poder apagar a foto. -gargalhei-
- Você vai comer poeira! -falou correndo atrás de mim pela praia- Ou melhor, areia!

        Estávamos correndo a mais ou menos uns quinze segundos e eu já estava exausta. Tanto que ele me alcançou rapidamente e pulou nas minhas costas me derrubando no chão. Doeu pra caramba!

- Sai de cima de mim seu abutre! -falei me debatendo com a cara na areia-
- Eu falei que você ia comer areia então agora você vai comer! -falou sentado em cima de mim e enchendo a mão de areia-
- Não Harry não. -implorei- Por favor não.
- Parece que é você quem está por baixo dessa vez, não é?
- Ta eu estou mas por favor não me faz comer areia. -fiz biquinho-
- Ta. -suspirou-

         É só fazer um biquinho fofo que eles cedem na hora, molengas.

- Mas isso não significa que você não terá que lavar o cabelo quando chegar em casa! 

        Falou rindo e despejando toda a areia da mão na minha cabeça. Argh que deselegante!

- Você vai me pagar. -falei assim que ele saiu de cima de mim-
- Bom, eu te peguei então acho que mereço a minha recompensa.

        Revirei os olhos e entreguei o celular pra ele. Ele olhou pra foto e me devolveu o celular.

- Porque não apagou? -perguntei-
- Eu entendo que você queria dormir olhando a minha foto, pode ficar com ela.
- Idiota. -revirei os olhos colocando o celular no bolso-
- Foi divertido ver você implorar.
- Eu não implorei nada. -retruquei-
- Ah não? E o que foi aquilo "Ah Harry por favor não me faça comer areia, eu lhe imploro deus grego".
- Você é um otário, e eu não falo desse jeito. E nem usei essas palavras.
- Se você quer conviver com essa mentira fica à vontade. -deu de ombros-

        Mostrei língua pra ele e dei as costas. Ta eu admito, até que foi que legal passar esse tempo com ele. Cheguei em casa e já era 1:00 da manhã. Minha mãe já havia chegado também e Mellany dormia no quarto dela. Tomei um banho quente e lavei meus cabelos três vezes pra conseguir tirar toda aquela areia. 
        
Continuaaa, comentem o que estão achando gatas. Um feliz ano novo um pouco adiantado e que 2015 seja melhor do que 2014. Desculpem a demora mas final de ano é uma correria vocês sabem. Amo vocês -Deh♥

12 comentários:

  1. Bem, acho que serei a primeira a comentar (Cara De Psicopata, Muahahahaha!) Tô doida e bem se for mais de 2 comentários, Sorry? A internet não está favorável. Enfim, o único Imagine/Fic que eu acompanho aqui no Blog é agora o seu e de verdade estou super amando, seu humor é incrível e isso me prendeu, parabéns! Até me identifiquei com essa personagem esquizofrênica, kkkkk, perai ela se chama (Seu Nome) literalmente sou eu, kkkkkk. Bom, Feliz Ano Novo Pra Você, Paz, Amor E Inspiração! Bjo: Dani, Ex Leitora Fantasma. <3

    ResponderExcluir
  2. Perai, Acho Que Não Serei A Primeira A Comentar :'(. Tô Doida De Novo!

    ResponderExcluir
  3. FELIZ ANO NOOOOVO!!
    Eu realmente estou amando. Minha curiosidade está em um nível extremo com esta fic, você não faz idéia Deh. Sem mencionar as minhas risadas enquanto leio... Bjos.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom , mas eu achei que quando ele fosse apagar a foto ele iria ver a foto da Mellany . Mas mesmo assim foi muito legal kkk !!! Quando que vc vai postar outro ? Pf seja logo !!!
    Bj . Laura ❤

    ResponderExcluir
  5. Deh ficou perfeito Ameiii.. Feliz Ano Novo tbm Deh..Quando vai posta o outro?

    ResponderExcluir
  6. Mds, vc me descreve perfeitamente quando eu for mãe, nada certinha da cabeça kkkkkk rio (lago oceano) a cada capitulo postado, continue assim amour e por favor, post logo e faça uma leitora ficar viva :D
    -ci

    ResponderExcluir
  7. OIe deh então né esta super perfeito cara vc mefaz rir butiãs (slá como escrevi) vc é muito bem humorada escrevi muito bem oq é esse harry meu good kkkkkk eu estou louka para ver o 4 cap e também loka para que o harry saiba que ela tem uma filha só quero ver a cara dele só uma perguntinha deh QUANDO VC VAI POSTAR O PROX CAP? posta rapido PFR UM BJÃO E CONTINUE COM SEU HUMOR ISANO
    FELIZ ANO NOVO ATRASSADO muita paz amor felicidade e muito ONE DIRECTION NESSE 2015 BJJS
    *FRAN

    ResponderExcluir
  8. Ta perfeito kkkk a cara do Harry kkkkkkkkk continua... eu sou uma Gardene e estou amando a sua fic

    psiu:continua marida te amo !!! bjs

    ResponderExcluir
  9. Ahh ficou tão perfeito, amei, ficou sensacional, e acho que o meu Harry ficou gamadinho em mim! Quando nós caímos na areia da praia pensei que iria rolar nosso beijo apaixonante de tirar o fôlego, mas não rolou! Poxa :"(
    Você precisa continuar rápido!!!! E como a Laura disse: eu pensei que ele iria ver a foto da Mel! Enfim ameiii! E ninguém, NINGUÉM, N.I.N.G.U.É.M PODE TE CHAMAR DE MARIDA, NINGUÉM!!!
    Xx Jull, amo você!!! Aloha wau ia oi!!!
    P.s.: você é SÓ MINHA MARIDA!

    ResponderExcluir