Music - Part Two

| | |
Midnight Memories

Niall P.O.V'S

Eu e Holly dirigimos durante uma boa parte da noite, estava dirigindo para uma antiga casa no interior, à poucos quilômetros de um grande lago. Costumava vir aqui com os meus pais, anos atrás. No caminhos, Holly pegou no sono. Ela sorria, o que me dava uma boa sensação. Poucas vezes ela derramava uma pequena lágrima, mas eu sabia que não devia me preocupar.
Estacionei o carro perto da casa, eram 2:15 da manhã. Abri o porta-malas do carro e tirei tudo que tinha, levando para a sala. Abri devagar a porta do passageiro para levar Holly para dentro, sem acorda-la, mas ela já estava com os olhos abertos.

- Por que não me chamou? -ela se virou para mim.
- Não queria te acordar -coloquei a mão em seu rosto.
Ela se levantou e colocou os braços ao redor da minha cintura: - Eu te amo... com todas as forças que ainda tenho.
- E que elas não sejam poucas! -exclamei.

Depois de selar Holly, fui até o porta-malas do carro pegar o kit de primeiros socorros para ela. Seu sorriso desapareceu ao ver tudo aquilo, mas era para o bem dela. Fechei o porta-malas e tranquei o carro, abracei Holly com o braço contrário ao que carregava o kit, juntos, começamos a caminhar em direção a entrada da casa.

- O que foi, Holly? -perguntei.
- Será que eu vou ter que usar tudo isso um dia?
- Se você continuar assim -fechei a porta de casa- Creio que não.
- E os meus cabelos? -ela perguntou- Vou perder eles?
- Por que está tentando prever o seu futuro? Apenas viva o presente!

Nós fomos para o quarto descansar. Ela se deitou e depois de apagar a luz, eu também.

- Niall? -ela chamou-me com uma voz suave.
- Sim?
- Se eu não acordar amanhã, quero que saiba que eu te amo, okay?
- Okay. -fiz uma pausa- Quero que me lembre disso amanhã, okay?
- Okay. -ela respondeu rindo.

Holly e eu nos dávamos muito bem, todos os dias quando eu via seu peito se mexer com a sua respiração ou quando seus olhos se abrem e brilham em minha direção, eu agradecia. Eu estava preocupado em quanto tempo eu teria ao lado dela, o que só fazia cada minuto ser mais precioso.

[...]

Dia Seguinte...

Acordei e imediatamente olhei para o lado. A cama estava vazia. Rapidamente levantei, coloquei uma bermuda jeans e uma regata. Passei pela cozinha, o banheiro, na sala. Nada dela. Corri para o jardim da frente, e depois para o dos fundos. Lá estava ela, na beira do lago, sentada. Seus cabelos curtos e leves voavam com a brisa, sua camisa branca e seus shorts estampado faziam bem a sua cara.
Ela não chorava, não sorria. Seu rosto estava inexpressível e seus olhos grudados nas movimentações das águas. Aproximei-me e sentei ao seu lado, fiquei em silêncio por alguns momentos.

- Eu falei que você iria acordar. -falei olhando para ela.
- Eu perdi mais cabelos nessa noite.. -ela sussurrou vagamente.
- Você sabe que isso é normal, Holly. Os medicamentos são muito fortes.
- Ah é?! E qual é o meu próximo passo? Ter que andar por ai com um tudo de oxigênio porque não consigo mais respirar sozinha?

Eu olhei para era com uma expressão triste, franzi o cenho e me levantei. Dei a volta e comecei a chorar, as lágrimas disparavam pelo meu rosto e iam parar no meu pescoço. Eu não queria que ela fosse assim, tão pessimista. Queria que ela ao menos tentasse aproveitar a sua vida em quanto ela pudesse. Eu não estava muito longe quando ela gritou:

- Espera!
Virei para trás depois de enxugar as lágrimas: - Vai continuar assim? Pessimista?
- Não, não! Desculpa. -ela se agarrou em minha camisa- Desculpa, você sabe como eu sou com o meu cabelo. É estranho ser uma mulher com esse corpo.
- Ter o que você tem e ser o que você é... não é nada estranho. É muito mais do que normal, Holly.
- Obrigada.
- Pelo que?
- Por ser uma das únicas pessoas que está do meu lado.
- Isso eu tenho que agradecer. Por ter você ao meu lado.

Leanann...
Olá outra vez amooooures! Como estão?
Gente eu estou em semana de provas, então está meio puxado achar tempo pra postar com as provas e os treinos para o meu campeonato, desculpa mesmo se eu estou demorando, mas estou fazendo o possível ao meu alcance para postar!
Espero que estejam gostando! A última parte eu posto assim que puder, o quarto capitulo ficou muito pequeno, então resolvi juntar os dois, só pra avisar.
Mil beijos :)


Um comentário:

  1. Achei algo incrivel, faltou pouco para eu chorar .. Muito bom, continue assim ..

    Ps: Anonimo porque não entrei no google ... Ass:Rafaela Cuconato .

    ResponderExcluir