Danger In Love - Capítulo 14 / 2ª Temporada

| | |
- A Obscuridade de Megan



 Richard Stewart P.O.V's

     Megan havia sumido, e as suas coisas não estavam mais no quarto em que ela estava hospedada. Louis e os garotos saíram, mas Harry estava aqui e não sabia o motivo de tanta pressa dos amigos. Eleanor estava estranha, assim como as outras meninas que nem olhavam para a cara dela. Alguma coisa estava acontecendo e Harry parecia saber disso. Fui até seu quarto, e o mesmo estava deitado na cama, pensando. Me aproximei e esperei que ele me notasse, quando fez isso, levantou-se e sentou me encarando logo em seguida.
     Não falei nada, e ele certamente estava ficando incomodado com o silêncio. Apontei para uma foto de Louis e Megan, o mostrando sobre o que eu queria falar. Harry se ajeitou na cama e me pediu para sentar. Fiz o que ele indicou, e ao sentar, ele lançou um olhar triste para a foto. Algo muito ruim estava acontecendo, e eu temia que JK tivesse feito alguma coisa para Megan.
Harry: Eles terminaram. - Foi a única coisa que eu disse. - Acabou o romance deles ontem a noite.
Eu: O que aconteceu? Qual foi o motivo? - Perguntei curioso.
Harry: Megan o viu na cama com a Eleanor. Bem, não foi a Megan, foram as meninas. Elas viram ele e a Eleanor deitados na cama completamente sem roupa e decidiram chamar a Megan. Acharam melhor mostrá-la do que contar, ela podia não acreditar.
Eu: Ele a traiu? - Estava um pouco irritado, não deixaria Megan sofrer por causa de Louis. Ela já estava sofrendo bastante, e com o termino do noivado ela certamente faria uma loucura. E uma dessas loucuras era fugir, o que era bem provável.
Harry: Não, ele não a traiu.
Eu: Desculpe, mas como eles estavam nus numa cama e não... é... você sabe.
Harry: Foi uma armação. Pelo o que Louis me contou, é claro. Ele disse que a última coisa que se lembra é de alguém atacá-lo com um pano, o mesmo disse Eleanor. Eles acham que Katherine e Hebe estão do lado de JK, e querem fazer a Megan sofrer antes de matá-la.
Eu: Não vou deixar isso acontecer. Primeiro a morte da irmã da Emma e agora armar para que Louis e Megan briguem e terminem? O que a Emma tem haver com isso?
Harry: O problema é esse. Não precisa alguém ter algo haver com o passado da Megan e desse JK, quem estiver com ela também sofrerá as consequências.
Eu: Não sei como ainda continuam falando com ela. - Sussurrei.
Harry: Se fosse outras pessoas certamente teriam a abandonado quando ela mais precisava, um exemplo quando o carro dos pais dela foi sabotado. Mas estamos nisso desde o início, há três anos atrás, e vamos ficar até o fim nem que tenhamos que morrer para termos paz.
Eu: Temos que encontrá-la, e dizer que tudo isso não passa de uma armação.
Harry: Queria que fosse fácil convencê-la.
Eu: Devemos falar com o Jack, ele deve saber onde ela está.
Harry: E você acha que eu não tentei? Ela planejava fugir antes de ver o Louis com a Eleanor, e quando viu, não disse para ninguém onde estava.
Eu: Louis sabe que ela foi embora?
Harry: Não, nem faz ideia. Ele estava muito ocupado arrumando as coisas para voltar à Londres e encontrar o histórico de Kennedy, ele acha que pode haver algo no qual possa nos dizer se ele tem algo haver com isso.
Eu: Eu não duvido muito. Nunca confiei nele, é muito estranho o modo como ele se envolveu nisso tudo e sabia o nome da Megan sem nunca tê-la visto.
Harry: É o mesmo que pensam sobre você.
Eu: Acho que tenho provas suficientes de que eu não sou o JK.
Harry: Mas nesse jogo temos que tomar cuidado, não podemos confiar em ninguém. E se eu fosse você, lhe aconselho a não confiar nem em Morgan. - O olhei confuso e ri um pouco.
Eu: Mas logo a Morgan? O que ela faria de ruim para a Megan se são melhores amigas?
Harry: Acho que você não entendeu a parte de não confiar em ninguém. Qualquer coisa que dissermos para alguém pode por todos nós em risco, nem deveria falar isso com você. - Voltei minha atenção para a fotografia e fiquei pensando em como o plano de Hebe e Katherine deu tão certo. - Acho que você deveria começar a abrir os olhos e ver a realidade. - Harry me cutucou e apontou para a porta da frente, no qual saía de lá a Morgan, com um capuz e olhando para todos os lados, como se estivesse com medo de algo.
Eu: Isso não prova nada.
Harry: Pode não provar, mas como você mesmo disse uma vez: Isso é um jogo no qual até o principal pode ser o vilão da história. - Ele se levantou e saiu do quarto, seguindo Morgan sem que ela percebesse, eu deveria fazer o mesmo apesar de tudo, ele estava certo.

Morgan Collins P.O.V's

     Não havia ninguém nos corredores. Graças a Deus! Eu precisava dar um fim nisso, fazer que isso parasse de uma vez por todas. Depois de muitas pesquisas e desconfianças, finalmente achei a pessoa que era JK. Como não pude perceber isso antes? Estava tão na cara e eu, ingênua não percebi. Peguei as chaves dum carro que aluguei e fui até o estacionamento. Louis tinha pegado o carro de Emma para poder voltar à Londres e fazer sei lá oque, ele não disse para ninguém o que iria fazer. Pelo menos eu acho que não disse para ninguém. Dei partida no carro e segui até um lugar no qual eu sabia que ele estaria. Era uma casa abandonada, e quando criança, ele gostava de ficar lá quando estava triste. Foi lá onde ele quase matou Richard, e por isso ambos nunca se deram bem, e eu temo que quando Richard descobrir quem ele é, faça alguma besteira.
     O sol estava forte, o que não era normal na Inglaterra. Estava com saudades de casa, mas especialmente dos velhos tempos. Os tempos em que tudo era paz, no tempo em que não tínhamos que nos preocupar com uma pessoa que quer nos ver sofrendo. Bati no volante ao lembrar que tudo isso aconteceu por minha culpa. Eu não sabia quem ele era e que ele levaria isso a sério. Era para ser apenas uma brincadeirinha de mal gosto, mas tudo isso mudou quando ele pintou as paredes do quarto de Megan com sangue.
     Estacionei o carro perto da entrada da casa. Aquele lugar me dava arrepios. Voltar à Londres apenas para vir nesse lugar não era uma boa ideia. Suspirei e entrei na casa, lá o vi, sentado no sofá sujo e rasgado bebendo uma cerveja no qual certamente deveria ter acabado de comprar. Eu não sabia o que iria acontecer dali em diante, mas boa coisa não era.
JK: Geralmente as pessoas batem na porta antes de entrar. - Ele disse, sem olhar para mim.
Eu: Achei que a casa estivesse abandonada, por isso nem dei o trabalho de bater na mesma. - Dei um meio sorriso. JK levantou-se do sofá e virou-se para mim, ele ainda estava com a cerveja na mão. - Não é mais anônimo agora. E eu acho que algumas pessoas desconfiam.
JK: Esse é o plano. Eu quero é mesmo que saibam! - JK levantou as mãos no ar e sorriu. - Eu já vi sofrimento demais sendo anônimo, e seria bem divertido ver mais sofrimento saindo do anônimo.
Eu: Não deveria ter confiado num homem mascarado e ter dado o número da Megan. Como soube onde ela morava e todas as outras coisas?
JK: Desde o dia em que ela quase me matou eu venho a perseguindo em segredo. Não sei se você sabe, mas ela não salvou Hebe por medo, medo de morrer em seu lugar.
Eu: Isso não é verdade, ela não viu o carro que vinha em direção da Hebe.
JK: É isso que ela quer que vocês pensem. Megan é a pior pessoa que eu já conheci em toda a minha vida.
Eu: Só porque ela quase matou você. Afinal, você merecia. Tirava fotos dela seminua e depois publicava na internet, eu entendo o motivo de ela ter colocado fogo na sua casa.
JK: Você só diz isso pois acha que a conhece bem, mas não sabe nem metade.
Eu: Do que você está falando, garoto?
JK: Ela não perdeu a memória. Se tivesse, não se lembraria de Richard. Esse foi o erro dela, ter envolvido Richard nisso e se esquecido que não se lembraria dele. - Pensei bem, e ele estava certo. Mas por qual motivo a Megan mentiria?
Eu: O que mais tem a dizer contra a Megan?
JK: Ela se faz de coitadinha com essa situação. Se realmente quisesse descobrir quem eu era, já teria feito isso há muito tempo. Afinal, Megan Parker nunca falha. Você sabe que quando ela quer algo, ela consegue. Acha que você é a única enganada nessa história? Não. Todos são enganados, até mesmo Richard, o melhor amigo dela. E sem falar que Jack e Megan já tiveram casos incestos.
Eu: O quê? Não pode estar falando sério. - Ele sorriu malicioso e pegou um envelope que estava no sofá, me entregando logo em seguida. - O que é isso?
JK: Abra e verá! - Suspirei antes de abrir, e assim fiz o que JK mandou. Eram fotos. Comecei a vê-las e a passá-las imediatamente. Não acreditava no que estava vendo. As fotos mostravam Megan e Jack se beijando. Senti lágrimas caírem de meu rosto, Megan sabia que eu era apaixonada por Jack e mesmo assim fez isso, mesmo ele sendo o seu próprio irmão. - Isso foi antes dela conhecer o Louis, tenho cópias por todas as casas em que já vivi.
Eu: Isso não pode estar acontecendo. Era pra ser apenas uma brincadeira, apenas para assustá-la até o dia do aniversário dela. Não era para levar a sério!
JK: Se eu não tivesse levado a sério você nunca teria descoberto os segredos obscuros da sua amiga. Nunca saberia dessa traição que ela fazia com você e com todos. Acha que é a única surpresa com isso? Só porque você acredita em algo, não faz disso verdade.
Eu: Quem é você? Qual é o seu verdadeiro nome?
JK: Joshua Kennedy Campbell.
Continua...
Ai meu deus!
JK revelou quem ele é!!!! Agora faz sentido o JK, era a sigla do nome dele.
Alguém imaginaria que era o Kennedy? Ele era todo fofo, de bem com a vida, todo na dele, quase não se metia nessa coisa de JK.
Gente, tô passada! Nem eu imaginava isso, foi uma surpresa para mim. Agora que ele revelou quem é certamente vai fazer mais coisas ruins saindo no anonimato. E a Morgan meu deus, ela participava disso, mas era pra ser uma brincadeira. Tudo isso aconteceu por causa de Morgan, meu Deus as coisas estão começando a se encaixar. Foi assim que ele conseguiu o número da Megan, tadinha.
Mas e então, o que acharam? Eu estou simplesmente passada com isso tudo e eu espero postar rápido pois até eu quero saber o que vai acontecer, se alguém vai fazer cagada ou algo do gênero.
Desculpem pelo tamanho do capítulo, mas eu tive que manter u suspense. Jesus!!!

5 comentários:

  1. OMG!Eu já desconfiava q o Kennedy era JK!!Continuaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas nós desconfiávamos. Até eu, pois não fui eu quem teve a ideia de colocar o Kennedy pra ser um vilão. Foi a minha amiga, aí quando ela me disse eu tive que fazer de tudo pra deixar ele estranho. Vou postar o próximo hoje ou amanhã

      Excluir
  2. Aah , eu já sabia que era ele , soube desde o cap q richard fala q ele sempre arrumava briga com ele , mds oq vai acontecer ? Por favor , nao demore pra postar o proximo cap , vc demorou demais pra esse :( sempre diz q vai postar rapido mas nunca posta . Por favor , posta logo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kennedy não engana sendo todo na paz. E me desculpe por isso, tem uma menina na minha sala que tava fazendo trabalho comigo e só vivi puxando no meu pé, me pedindo pra fazer isso e aquilo. Aí nem deu pra mim escrever e eu tinha que escrever rápido pois as ideias estão borbulhando em minha mente. Como entrei em férias, vou postar mais rápido.

      Excluir
  3. Eu já desconfiava por causa do nome dele. Ele entrou na história sendo muito fofinho e o nome dele era o único que batia com as siglas skjd

    ResponderExcluir