Say Goodbye Chapter six Part 2

| | |
Joguinho Sanguinário



Eu sempre te amei, e eu sinto sua falta [...] eu continuo sonhando com você...-Far Away Nickelback


Samantha Walker On

Acordei de manhã de um outro dia em um lugar todo branco e claro. Zayn me olhava com um enorme sorriso em seu lábios.

- Oi.
- Oi.- Olhei para o outro lado entrou Bonnie acompanhada de minha mãe, que estava com os olhos inchados.- Mamãe.
- Querida - Beijou o topo de minha cabeça.- Eu tenho que falar com vocês duas a sós.- Zayn e SeuNome saíram do quarto.- O que aconteceu entre Hank e aquela mulher que você viu, não irá mais se repetir.
- Por que?
- Porque a mamãe terminou com o Hank.- Completou Bonnie.- E papai virá em breve pegar a nossa guarda.
- Nossa guarda? Mãe!
- Isso é outro assunto para outro lugar e outro momento.- Disse sorrindo ainda com os olhos inchados .- Mas eu ainda não entendo porque você veio parar no Hospital.- Antes de eu responder, o médico entrou na sala.
- Srtas. Walker...- Zayn e SeuNome novamente entraram e Zayn ficou ao lado de minha mão com os braços cruzados, coisa SEXY.- Bem, vamos ao que interessa.- Sorriu e logo fechou a cara.- Analisamos o sêmen encontrado na sua vagina, e como a própria Samantha sabe o sêmen  pertence ao senhor Hank Alexander Kurt.- Mamãe deu um grito de susto.- Acreditamos que não haja fecundação, e logo a senhorita estará de volta a sua rotina normal.
- Sam.- Queixou-se Zayn e minha mãe ao mesmo tempo.
- Zayn, você pode se retirar novamente?- Zayn chamou SeuNome e os dois saíram novamente.
- Bonnie você sabia disso?- Bonnie concordou com a cabeça baixa.- Contar bom nada, né? Samantha Alana Walker e Bonnie Lindsy Walker, conversaremos assim que seu pai vier. Bem, é bom você deixar sua irmã dormir um pouco.
- Claro.- E saíram, Zayn entrou no quarto, quando percebi sua entrada estava  tudo borrado e depois adormeci por um longo tempo. 


Narrador On

Quando fazemos escolhas erradas isso afetará todo o nosso caminho. A jornada é longa e por um erro estupido isso poderá afetará o caminho que trilhou até aqui. E foi isso que SeuNome Wesley e Bonnie Walker fizeram.Na naquela noite, no escuro do quarto ela chorou silenciosamente até que caiu em um sono profundo.

Bonnie Walker On

- Preciso ver Steven.- Falou olhando para mim - Do tipo agora.
- Espere até de manhã, uma hora dessas ele ta dormindo.- Falou SeuNome voltando para a cama e logo dormiu novamente.
- Preciso falar com você, mas em particular.- Sussurrou Carollynne.- Sairam do quarto e sentaram no chão com o corredor, a única fonte de luz era o poste que piscava lá fora.- Eu sonhei com Josh.
- Meu Deus, outra apaixonada?
- E eu descobri o caso de Pagford.-Disse a ignorando 
- O que é então?
- Não é o que e sim Quem. Um vampiro, recém-criado, manipulado por alguma coisa ou sei lá o que.
- Vai falar com o Steven. Agora.- Disse séria.- Carollynne concordou e saiu andando pelo corredor escuro. Eu estava sentada no corredor olhando para o teto com esperança e que alguma ajuda fosse cair de lá, mas tudo o aconteceu foi simplesmente NADA. Fiquei alguns minutos desligada do mundo real. Logo Niall apareceu, invadindo a escuridão, ele parecia ter chorado ou ter acabo de espirrar, sua voz estava falhada e estava muito quieto.

- O que você faz acordada uma hora dessa?
- Nada.
- Você ta bem?- Disse se sentando ao meu lado.
- Ás vezes eu gostaria de poder voltar atrás, mas meu orgulho não deixa.
-Sei como é isso. Hoje ele quebrou uma vidraça da janela.
- Por que ele fez isso?- Tentei parecer despreocupada o menos possível. Missão fracassada.
- Ele estava com raiva por ser tão idiota, e disse que tentaria concertar as coisas o mais rápido possível. B, ajuda vai. Sério ela já ta chato.
- Não tenho culpa se ele resolveu meter... o que não devia onde não devia.
- Mas você também não ajuda. Ele rejeitou ajuda da Kristina e disse que nunca amou ela, e assim que começou a discussão. 
- Sério?- Disse em um tom de felicidade.- Ele fez isso?
-Tudo por você, mas agora engole um pouco do seu orgulho Bonnie volta a ser que você era.- Quando ele terminou a frase, apenas sorriu. Ficamos ali quietos apenas ouvindo o grito do silêncio Eu havia encostado minha cabeça no ombro de Niall e cochilei, até que a voz de Steven soou em meus ouvido. Antes de ir para o quarto lembro-me de terem falado em ir para Pagford e fazer algo mais, minha cabeça pesava muito, meus olhos imploravam por escuro.

Na manhã seguinte, o café foi silencioso. Os olhos de Kristina estavam inchados e um deles estava com um hematoma na palpebral, acho que nunca me senti tão bem. SeuNome não deveria estar acordada ainda nem Carollynne, a mesa era composta por Zayn e Niall, apenas eles, cochichavam algo sobre um vampiro ou algo que era um monstro sanguinário.

- Bom dia luz do dia.-Disse Zayn animado.
- Oi.- Disse me sentando na cadeira.- Então o que vamos fazer?
- Steven vai dar as coordenadas, to louco pra enfiar uma estaca naquele peito.- Disse Niall com o olhar maligno. Olhei novamente para Kristina, ela continuava com a cabeça baixa, e estava chorando.- Você conseguiu o que queria.- Niall falou em meu ouvido.- Ela brigou com Liam a noite passada e por isso ele quebrou aquele vidro. O negócio aqui ta tenso. 
- O que ele disse para ela?
- Ele não falou, e eu não perguntei.
- O mais importante você não pergunta? - Logo Liam chegou, evitando os olhares e se sentou ao lado de Zayn com o olhar cansado. Fiquei quieta e fui pegar meu café da manhã. Quando voltei Carollynne estava sentada junto com o resto do pessoal contando sobre o que Steven tinha acabado de falar. O resto da manha foi silenciosa até que finamente fomos liberados para ir para Pagford fazer a "limpeza".

Carollynne estava sentada na cama analisando o e chicote em forma de pulseira em seu braço, ela estava quieta e não estava muito bem, sempre suspirava em um tom de lamentação.

- E se não conseguirmos? E se um de nós falhar? Nós nem temos capacidade de deixar SeuNome longe de Josh.
- Carol, se você ficar pensando negativo nada da certo.
- E você já pensou positivo sobre o Liam? Quando foi que disse que vocês voltariam? 
- Eu não tenho coragem de dizer que...
- Que não consegue engolir o seu orgulho e desculpa-lo?
- Eu adorava quando ela mexia em meu cabelo e me fazia dormir, mas muitas vezes durmo com vontade de me afastar dele, mas sempre acordo doida pra abraça-lo de volta. Eu não consigo encontrar algum jeito de eu e ele viver em paz, só que eu amo ele demais.- Carollynne sorriu para mim e disse que tudo ficaria bem. Mas não era ela que tava pensando negativo?

Naquela madruga, todos estavam na entrada de Pagford, o vilarejo não tinha mudado absolutamente nada.
Niall ia na frente procurando com cuidado, até que parou e se agachou perto de um matagal, Niall torceu o nariz ao sentir o cheiro de podre.

- Sabem o que isso?
- Sangue?- Respondeu Harry irônico.
- Isso é sangue fresco, morto entre duas a três horas.
- Então nós estamos no "ninho" dele?
- Separar.- Ordenou Niall. Subi com rapidez até o galho mais alto de um pinheiro junto com Molly que ficou alguns metros acima. Liam ficou atrás de uma velha casa e não parava de olhar para cima, certificando-se que eu estava segura entre os galhos. Logo Carollynne avistou o bicho sanguinário e lançou um olhar para todos. Havia sangue em seus lábios e na extensão dos braços. Sorrindo sarcasticamente ele olhou em volta. 

- Anjos e Nephilins!-Bradou.
- Feiticeiros também, babaca!- Berrou Zayn, Niall fez sinal pra ele calar a boca.
- Se vocês são como dizem, façam as honras e apareçam.- Niall se levantou e andou até ele segurando com força a Lâmina Serafim. Preparei minha flecha no arco e apontei para o centro onde os dois estavam, esperei o sinal de Niall para disparar.- Olha um de vocês!- Disse animado.-Conheço você, é um Horan, não? Matei um Horan hoje, ou era Horn?, não sei dizer são todos iguais.-Logo todos começaram a sair de seus postos, apenas Molly ficou parada.- O que vieram fazer?
- Viemos acabar com o joguinho sujo que você começou.- Disse Molly saindo entre as árvores. Niall deu o sinal e a primeira flecha foi disparada por Carollynne. Destraido  com o forte cheiro de Carollynne, Niall atingiu ele nas costas, Niall se desequilibrou com o forte impacto de sua mão nas costela do vampiro. Harry com as Lâminas Serafim nas mãos começou a luta com ele. Atirei um flecha no meio de sua cabeça, fazendo se virar pra mim, correu em minha direção. Já tinha tudo na cabeça, levantaria voo, mas Liam interveio me segurou e me jogou para o lado. Vi Molly pegando impulso e pulando nos ombros do bicho sanguinário arrancando sua cabeça. Foi em questão de minutos a paz voltou a reinar naquele local.


Voltamos quando o sol começou a raiar, o quente do verão estava dando espaço para o vento fresco de outono. Durante algumas horas ficaram conversando e esperando Samantha que já estava voltando do hospital.

- Desculpem-me pelo atraso.-Justificou-se.
- O que houve?
- É que eu não queria vir mesmo.- A rotina voltou normalmente e não tínhamos nada com nos preocupar até que Molly sonhasse com outra Profecia. 




Desculpaa pela demora. Bem, talvez não se sabe ao certo eu não esteja mais participando do blog, caso isso aconteça vou tentar fazer ao maximo. Bem espero que gostem.
Bjus




4 comentários:

  1. Continua!! Tá perfeito!
    xx Luh

    ResponderExcluir
  2. Isso é uma merda ñ sabe nem quem está falando quem criou isso e uma pessoa sem criatividade

    ResponderExcluir
  3. Deuses ta perfeito guria !!! Continua please!!!!

    XOXO Vitória

    ResponderExcluir
  4. tá perfeito,não demora pra postar,por favor,haha <3 xxAlly

    ResponderExcluir