Missing Angel - Capítulo 46

| | |

- Epílogo

"Quando tento te esquecer, continuo lembrando. O que tivemos foi tão verdadeiro, e de algum jeito, perdemos. Tantas perguntas mas eu não quero saber o porquê. Talvez algum dia, mas não essa noite"./ Hush Hush- Avril Lavigne

Se quiser, leia Ouvindo  

SeuNome P.O.V's

Eu não sabia se estava quente, ou fria. Eu não sabia se podia falar, ou se podia me mexer. E eu não sabia se estava viva, talvez eu mal soubesse a diferença entre isso e morte, pois as duas pareciam me cair bem do meu ponto de vista. Eu não sabia onde estava, mas tinha lembranças. Borradas. Estava tudo negro como se eu estivesse cega, eu me via como se estivesse dormindo. Mas em meio a escuridão, nenhum sonho e nem pesadelo haviam chegado a mim. Era apenas, o fundo negro. Senti algo quente tocar meu braço, e só senti isso de intenso, como se estivesse congelada por anos. Então em seguida uma voz fraca e bem ao fundo, como se estivesse borrada por outros sons. A voz me deu força para abrir os olhos, e quando fiz, a luz do ambiente quase me cegou. Era estranho ver uma luz tão brilhante, a frente dela eu vi um rosto. Um rosto conhecido, um rosto amado por mim e ao mesmo tempo que senti minha coluna e braços doerem, Harry segurou firme um deles, como se tentasse me manter acordada. "Vamos, eu sei que pode me ouvir. Volta..." parecia uma música, mas eu sentia que não era. Após forçar os olhos e depois abri-los de uma vez, a luz não parecia tão ruim, eu ainda estava viva. Mas se não estivesse, não teria problema, porque ele ainda estava me segurando. Meu corpo doía demais, como se eu tivesse sido espancada enquanto dormia, como se tivesse apanhado e sentia que ia chorar se tentasse falar alguma coisa. Mas eu estava viva, embora sentisse que faltasse algo. Harry me olhava preocupado, eu estava num quarto e era meu, eu estava na minha cama e tinha um cobertor pesado e macio sobre mim. Olhei a diante e na porta do meu quarto estava Austin, seu rosto estava inteiro vermelho e haviam barulhos fora do meu quarto. No pé da minha cama, estava meu pai chorando só que menos vermelho, eu não entendia porque todos estavam tristes.

Pai: Querida, você está bem, você está a salvo. -falou parecendo meio desesperado. Harry balançou a cabeça. Austin me olhou com lágrimas nos olhos da porta. Abriu a boca mais de duas vezes para falar mas eu via que não conseguia.
Austin: Ah...pai, vamos deixa-los sozinhos. -fungou e meu pai assentiu, se aproximou de mim me dando um beijo na testa e me olhando várias vezes antes de os dois, finalmente saírem. Eu fechei os olhos, deixando sem querer algumas lágrimas escaparem. Me envergonhei por isso.
Eu: Obrigada por não me soltar. -disse de olhos fechados, e quando os abri, encontrei Harry sorrindo. Isso me fez sentir melhor.
Harry: Eu, er...você se lembra do que aconteceu?-fiquei alguns segundos em silencio, tentando recordar a situação de que ele estava falando.
Eu: Mais ou menos.
Harry: Quer que eu te conte?-nos encaramos por um tempo enquanto eu buscava força para provavelmente ouvir algo terrível. Eu tinha borrões e vozes desesperadas na minha cabeça. Me lembrava de ter lutado, lutado muito e me sentir fraca. Me lembrava de uma rua alagada de sangue inocente, eu me lembrava de tentar gritar mais que meus pulmões aguentavam.
Eu: Quero.
Harry: Eu achei que tinha te perdido na noite passada. Eu na verdade ainda estou processando tudo isso porque...-ele olhava fixo para o cobertor, como se pensasse ou lembrasse de algo. -Ham...-mexeu a cabeça. -Haviam pessoas ruins que queriam lhe fazer mal, e eu achei que pela primeira vez não poderia ajudar, achei que iria ter que deixar eles fazerem coisas ruins com você. -nos encarávamos. -Você foi forte, quero que saiba disso, passou por muitas coisas e ainda está aqui.
Eu: Graças a você.
Harry: Não, você não precisa de mim. Não mais, agora tudo está bem.
Eu: Do que é que você está falando?-Harry levantou da beira da minha cama, soltou meu braço com cuidado. -Não vá embora!-diferente do que eu achei, Harry andou em círculos com a mão na cabeça me fazendo ficar confusa se ele tinha enlouquecido. Até que de longe ele me olhou, e então, tirou de seu bolso um papel branco e dobrado. Estendeu para mim e eu hesitei em pegar. Aí ele assentiu com a cabeça e eu peguei. Me sentei na cama encostando as costas na cabeceira e abri o papel percebendo que era uma carta. Li a primeira linha e olhei para Harry.
Eu: Ele m-morreu?-gaguejei.
Harry: Sim. -ele respondeu se sentando no sofá que colocaram ao lado da minha cama como se ali tivesse virado um quarto de hospital. Não conseguia mais chorar, como se Deus tivesse tirado esse escape de mim, como se eu tivesse usado mais do que todas as pessoas do mundo. Eu não conseguia chorar, nem gritar, nem berrar, eu só sentia um vazio impreenchível dentro de mim. Eu nunca amei Justin, só estava apaixonada por ele e aquele sentimento seria algo que eu jamais entenderia em toda minha vida, não era amor. Mas saber que ele não estava mais entre nós fazia meu coração se despedaçar. 
Harry: Tudo passou como tivesse sido um pesadelo. Aquele homem, Eric, ele tinha uma risada maldosa, ele cantava vitória a cada segundo, ele pegou uma arma e começou a zombar da minha cara dizendo que a vingança é doce como um prato cheio, mas eu não conseguia ao certo entender o que estava acontecendo.  Eu sabia que estava brincando com a morte, porque foi exatamente o que eu fiz. Os caras apareceram na sua casa, atrás de você. Eu dei graças a Deus por seu pai nem seu irmão estarem aqui. Com a mensagem de Justin, eu tive uma ideia, fingir que eu era o Austin. Então eu fiz isso, os caras me bateram mas eu continuei firme, não falei o que eles queriam saber. -as lágrimas agora caíam descontroladamente pela minha face. -Eu estava a um passo de deixar a vida, a arma já estava apontada pra mim e meus olhos estavam fechados. Foi quando eu ouvi o barulho, pensei que ele tivesse atirado em mim. Mas não. Era o Bieber, ele arrombou a porta e atirou em um deles. Eu lembro de estar com o coração acelerado e não saber o que fazer. Mas ele me salvou. E isso é uma coisa que nunca eu irei esquecer. Depois veio o pai dele, o homem me colocou medo mas nada era maior do que o ódio que eu senti quando ele tocou você e eu sabia que algo ruim estava prestes a acontecer. Nós brigamos, Justin matou os dois e eu estava sem forças. Mas aí veio a parte pior. Os caras te seguraram, te arrancaram de mim, eu me lembro de sentir que estava tudo bem com você nos meus braços, que ninguém mais ia nos machucar, até que eu tive aquele sentimento de que te tocaria pela ultima vez. Eles te levaram de mim, a pior sensação do mundo era te ouvir gritar alto e eu não poder te ajudar porque estavam me segurando e batendo em mim. Depois o Luke apareceu, ele já te salvou desmaiada e te levou para o carro dele. Eu o segui mas..mas aí o Bieber apareceu e ele me entregou isso, ele disse "Olha, isso aqui é para a SeuNome." ele disse, "Não minta pra ela. Não diga que eu fugi do país, ela tem que saber." e era exatamente isso que eu ia fazer. Eu ia mentir pra você para que não vivesse com isso. Mas depois que ele me deu as chaves do carro dele e saiu, e foi a última vez que eu o vi, eu corri e peguei o carro dele, fui atrás do Luke porque sabia que ele estava com você e aí te trouxe para casa. Foi outro escândalo. Houveram brigas, entre seu pai e eu, houveram discussões sobre isso, você demorou demais para acordar e ele prometeu que se você não acordasse, ele acabaria comigo. Eu jurei que ia mentir para você mas tive tempo para pensar. Eu pensei em queimar a carta, sumir com ela. Mas percebi que devia isso ao Justin, ele me salvou e você no final das contas era o que ele queria. Então, eu peço que você leia.

Eu fechei os olhos sentindo os piores sentimentos me invadirem. Era horrível demais o que eu sentia no meu peito, parecia que iria explodir. Eu só precisava ser acolhida por ele, por isso deixei a carta de lado e tentei me levantar, coloquei uma perna fora da cama e quando fiquei de pé estremeci, senti-me tão fraca e tão perdedora, quando tentei andar e vencer isso, acabei quase caindo, mas antes que atingisse o chão, Harry já estava na minha frente, ele segurou minhas mãos com firmeza me mantendo em pé. Parecia que eu tinha apanhado. Então seus braços me entrelaçaram, Harry me apertou forte contra seu corpo fazendo com que eu me sentisse protegida outra vez, como se ele tivesse asas enormes que estivessem sobre mim, me cobrindo de todo o mal.
Quando consegui ter forças para solta-lo, Harry olhou para baixo para o meu rosto, passou seus dedos por ele e levando algumas lágrimas adormecidas junto e sorriu, tentando me passar confiança. Olhou para minha cama e eu segui seu olhar até a carta, perdida em cima dos cobertores. Tentei dar um passo em direção a cama e Harry me ajudou, em seguida foi me soltando devagar até que eu fosse sozinha e sem medo de cair novamente. Peguei a carta e passei os dedos sobre ela, havia um cheiro de chuva misturado ao de Justin, sua letra estava bem garranchada mas eu ainda sim podia entendê-la. Então comecei a ler em voz alta. 

"SeuNome, aqui é o Justin. Com certeza você não sabe nada sobre o meu "eu" de verdade, digamos assim, eu nunca fui o cara que você pensou que eu era. Eu só queria deixar você apaixonada por mim e acho que consegui. Quer dizer, o coração das garotas é a coisa mais complicada do mundo, nós nunca sabemos o certo o que vocês estão sentindo, ou os seus segredos. Eu sei o que está pensando, como ele sabe, né? Ele é só um bandido. O Harry deve ter te contado já. Acontece que eu sou um criminoso e tenho uma mulher diferente em cada cidade, e não ligo para sentimentos. Mas infelizmente eu sei. Aqui estou, escrevendo essa carta que na verdade é um pedaço do meu cardápio do hotel, mas abafa essa. Eu não sei se vou passar dessa noite, ou se vou viver mais cinquenta anos, eu não sei. Estou escrevendo para me despedir, mesmo sem saber se vou mesmo morrer. Talvez eu não entregue essa carta, ou talvez sim. Mas vamos pensar no caso de você estar lendo-a agora. Ok. Eu quero que você saiba que eu nunca mais irei interferir entre você e o Harry. Hoje eu parei para pensar, que você foi a primeira garota que eu amei de verdade, você me mostrou que o amor é uma coisa sadia e doce, cheia de bons momentos. Então se você me ensinou isso eu devo ter que desejar a sua felicidade independente de quem você esteja, e fala ai pro Harry que eu odeio ele por que ele ser tão chato, e mesmo assim você preferir ele, eu sou todo badboy e gostoso, tenho estilo e você prefere esse sem graça ai. Qual é SeuNome, o cara se chama "Estilos" e não tem isso! Já parou para pensar que você provavelmente vai casar um dia com um cara que se chama "Estilos"? De homem isso não tem nada. Afinal, se eu nascer menina na próxima vida quero te conhecer e vou te fazer me contar o que ele tem de tão especial. Talvez só assim eu possa gostar dele, porque né. E você, SeuNomezinha, foi muito tolinha de pensar que poderia confiar em mim e viver sem ele, eu ria disso mas agora poderia chorar por isso. Será que dá me perdoar por todas aquelas coisas ruins que eu fiz pra você? Por ter te tratado tão mal, por ter quase te obrigado a transar e te puxar rispidamente, deve ter mais coisas mas eu não lembro agora. Sei que queria te torturar e te fazer sofrer no começo mas agora, agora SeuNome, eu me arrependo de tudo, eu faria diferente se eu pudesse. Realmente admito que você mexeu comigo, e eu te amo só por isso, eu esqueci que o amor era pra ser uma coisa boa, uma coisa linda e não cheia de sangue e perseguições. Hoje de manhã quando o Harry foi me buscar na cadeia (sim, eu estava preso e não em outro país como esse mentiroso aí falou), eu estava decidido que ia matar ele de uma vez assim que tivesse a chance, afinal ele fez com que eu fosse preso e aqueles dias, aquelas semanas na prisão foram horríveis, eu não suportava mais. Eu fui para Londres para conseguir o dinheiro do seu porão para não ser preso, e aí o Harry faz isso comigo? Cara, eu estava virado no demônio para matar ele. Você deve estar se perguntando que dinheiro é esse, né? Bom, eu estava me aproveitando de você o tempo todo, eu só queria o dinheiro que seu pai guarda escondido de você e do seu irmão no porão da sua casa, era o dinheiro que o meu pai queria a muito tempo. Mas enfim, agora você vai terminar a nossa história rica, com o Harry. Pois é. E eu, vou morrer pobre. Eu ri aqui, com certeza você deve ter rido também, mas a vida não é justa. Mas continuando, Harry me tirou da cadeia e me tratou tão bem que eu estava rindo por dentro, não acreditava em como ele podia trouxa, burro, imbecil...Qual é, eu roubei a namorada dele, zombei dele durante meses, beijei você, te seduzi, apontei uma arma quando ele invadiu a minha casa, falei um monte de verdades na cara dele, depois lhe dei uma surra com um taco de baseball, menti pra ele dizendo que você traiu ele, e ele ainda continua me tratando com aquela gentileza, aquele jeito todo gay de ser um príncipe, eu tinha nojo dele, queria vomitar só de ver sua cara . Mas aí eu estava tentando encontrar uma forma de mata-lo sem sentir remorso mas ele me levou para uma lanchonete e me pagou um sorvete de uva. Qual é gata, nem meu pai já fez isso pra mim, era meu sonho tomar um picolé de uva. Eu pedi desculpa por ter roubado você dele, mas eu não estava arrependido porque infelizmente nessa merda de vida, eu só tinha isso, só você. Ai ele me veio com um papo estranho de que não se importava e que eu poderia ficar com você mas eu sempre soube, desde o início eu sempre soube que você amava o Harry e vocês eram perfeitos juntos, você era tudo que ele tinha, e eu me senti bem no começo por separar vocês dois, isso fez com que eu não me sentisse tão sozinho porque eu nunca tive uma família. Eu saí de lá depois dele me falar que queria fazer um acordo, que eu nunca mais ia poder te ver em troca da minha liberdade e eu achei um absurdo, ai fui pro meu carro, descobri que tinham colocado um rastreador nele e estavam nos vigiando, você estava em perigo, eu também e a sua família. Eu entrei em desespero pois sabia que eles estavam vindo, aí o Luke me ligou, ele confirmou isso. Eu fui te buscar, briguei com o Harry porque ele não queria deixar eu te levar embora, mas eu voltei anoite, te levei pela janela. Estava tudo bem, a gente ia pra Brighton e tudo ia ficar bem, mas aí o Luke me ligou outra vez e ele me disse que tinham pegado o Harry isso me fez ficar muito mal com isso, e realmente foi completamente estranho. Aí você ouviu a ligação, você ficou me fazendo perguntas e isso me deixou ainda mais nervoso, eu não sabia o que tinha que fazer. Salvar você, ou salvar o Harry? Se eu salvasse você, como é que ia viver depois sem ele? E se eu tentasse salvar ele, poderia te matar. Eu estava entre a cruz e a espada, mas o que importava? Eu sempre fui o cara mau! Por que eu tinha que fazer isso? O jeito que você me olhou quando eu disse que o Harry tinha sido pego me quebrou completamente aí eu voltei com o carro, dirigi o mais rápido que pude até lá porque sabia onde os caras o tinham levado. Eu estava com medo que você o perdesse, eu não ia deixar. 

Fechei os olhos um pouco já que eles doíam, eu olhei para Harry em seguida, ele estava ainda sentado no sofá me olhando e me ouvindo, mas agora pude ver que seus olhos estavam vermelhos assim como seu rosto e ele chorava, segurando a cruz pendurada em seu pescoço como se estivesse rezando por algo. Em seguida ele soltou, me olhou mas quando percebeu que eu o olhava, desviou para baixo para não fazer contato visual comigo. 


Eu só queria abraça-lo outra vez, ficar aconchegada em seu peito pra sempre. Harry era o meu herói, ele sempre foi. Esperei que ele dissesse que eu podia continuar, mesmo não sabendo se queria, mas então, Harry balançou a cabeça assentindo que eu podia continuar. Então assim, eu fiz.

"Então eu estou aqui imaginando como as coisas vão ficar, daqui a alguns anos você vai voltar a ser uma dançarina maravilhosa, você e o Harry vão ficar juntos por muito tempo eu tenho certeza disso,  seu pai vai lhe contar uma história linda, de como foi um herói ao salvar você e o seu irmão de um monstro chamado sr.Bieber. Eu diferente de Eric, vou estar no céu, porque depois de tudo não é justo que eu vá queimar no inferno com aquele filho de chocadeira. Eu vou sempre me lembrar da pessoa maravilhosa que você é. Assim como sempre vou lembrar da gente no carro e na estrada, de quando fomos juntos para Brighton, eu me lembro da música que estava tocando e de cantarmos junto, aquele foi um dos dias em que eu esqueci da solidão e da tristeza. Não leia alto a próxima frase: EU ACHO QUE fazer sexo com você deve ser a melhor coisa do mundo, queria que tivéssemos tido feito pelo menos uma vez mas eu entendo a sua escolha. Agora eu entendo. Muito obrigado por ter me dado os MELHORES ÚLTIMOS MESES da minha vida, nesses meses eu não me senti só. Eu nunca achei que seria amigo de uma garota sem transar com ela, mas olha, eu posso dizer que tive uma amiga de verdade, você SeuNome. Me desculpe por tudo, eu espero que Deus me perdoe pelas coisas ruins que fiz aqui na terra, pelas pessoas que machuquei. Mas caso ele não me perdoe, vou pedir que cuide de você, e que te dê juízo. Aproveite sua vida, esse é meu pedido. E pelo amor de Deus, pare de ficar entrando em confusão, o Harry coitado tem que ficar te salvando, que coisa mais chata, pelo amor de Deus. Tá, vou ter que ir agora. Agora que você está lendo eu não sei onde eu estou, mas onde eu estiver eu amo você, Harry ama você, a sua família também e nós vamos te amar para todo, todo sempre.
xxxxxx Justin Bieber"


Terminei de ler e fiquei encarando um ponto ao sentir minha cabeça doer, eram tantas coisas que eu não sabia, tantas coisas que foram escondidas de mim e tantas mentiras, simplesmente não entendia como tinha conseguido sobreviver tanto tempo. Talvez Harry estivesse mesmo certo, e eu era forte o bastante. Amassei o papel e fui até minha escrivaninha, abrindo uma gaveta e colocando ali. Harry estava apoiado nas pernas, sentado no sofá e me olhando, seus olhos ainda estavam bem vermelhos. Eu sorri para ele e suspirei sentindo ar puro entrar em mim. Respirar fundo sempre ajudou, agora não seria diferente. Eu estava quebrada, como se pudesse simplesmente ver meus pedaços caídos no chão. Fui até minha porta e a abri, desci as escadas vendo que a casa estava bem iluminada mas ainda sim tinha um ar depressivo em toda ela. Desci as escadas apressadamente sentindo-me inteiramente acabada. Quando cheguei na sala, ali estavam meu pai, Austin e a namorada dele, Evan, Liam, Louis, Zayn, Krista, Darcy e Cory. Todos conversavam baixo, e a conversa terminou assim que me perceberam ali. Todos me olharam meio surpresos e meu pai veio até mim, me olhou nos olhos e me abraçou. Eu retribui apertando-o forte, eu só queria acreditar que ele não tinha mentido todo esse tempo. De qualquer forma ele sempre seria o meu pai, o homem que me criou sem a ajuda de ninguém e sempre me ajudou quando eu precisei. Quando nos soltamos, ele olhou para baixo, como se estivesse com vergonha de si mesmo. 

Pai: Agora com certeza você já sabe. -eu assenti. -Nós iremos conversar mais tarde. Seus amigos vieram vê-la, todos nós estávamos muito preocupados com você. -eu os olhei e logo Darcy veio me abraçar, eu estava feliz de vê-la sem Derek. Ela também parecia mais feliz por isso. 
Eu: E Dere...
Darcy: Nós terminamos. -sorriu. -Nem sei como agradecer por abrir meus olhos. -eu sorri assentindo e logo todos falaram comigo, me desejaram melhoras e pareciam felizes em me ver. Era tão bom vê-los, até mesmo a Krista. De qualquer maneira eu aprendi a perdoar. O policial Baker, digo, Cory, me contou depois com calma que o corpo do Justin tinha sido achado num estacionamento, e depois dele ter falado com Harry o corpo dele seria entregue a sua mãe em Brighton. A dívida dela tinha sido paga pelo meu pai, conseguiu vender a mansão onde morava e agora estava em um bom apartamento onde conseguiria viver bem. Meu pai não chegou a conhece-la como disse, mas, sabia qual era a dor de perder um filho. Ela nos chamou para ir ao enterro dele, mas meu pai não queria. Depois que falei com todo mundo, meus amigos foram embora, me deixando sozinha com meu pai que conversamos na cozinha. 
Pai: Só posso pedir que me perdoe por ter escondido isso a tanto tempo de vocês. Deixei que virasse um caso de polícia, eu sabia que o Justin não prestava mas nunca soube que seu sobrenome era Bieber e ele tinha sido mandado para usar você e chegar no dinheiro. -eu assenti. 
Eu: Eu não te culpo, pai. 
Pai: Naquela noite em Paris, eu juro, iria pagar o Bieber mas ele não me deu a chance de fazer isso. Achou que eu estivesse fugindo. Mas eu só queria deixar você, sua mãe, Austin e Leila a salvo. Nunca quis que nada daquilo acontecesse. E depois de tudo, eu acabei ficando com esse dinheiro por todos esses anos, eu tinha remorso de gasta-lo. Era um dinheiro sujo, que custou a vida de duas pessoas que eu amo. -eu o fitava vendo que meu pai ia chorar a qualquer momento. -Desculpe mesmo nunca ter dito mas eu não queria que subisse a cabeça de vocês. -ele ficou me encarando por um tempo, até sua mão tocar a minha em cima da mesa. -Minha filha, graças a Deus eu não te perdi. Não ia suportar isso. -eu sorri e apertei sua mão. 
Eu: Estou aqui pai, não vou a lugar nenhum, prometo. -ele sorriu, parecendo um pouco tranquilo. Ouvi um barulho na porta da frente e era o Austin com a Jayme. Eu soltei a mão do meu pai e o vi sorrir para mim novamente, antes que eu fosse para a sala também. Cumprimentei a Jayme e ainda parecia estranho vê-la de mãos dadas com o Austin. Ouvi uma buzina e olhei pela janela da sala, era o Harry em seu carro. -PAI, EU JÁ VOLTO. -gritei. 
Pai: Mas você não está bem pra isso, a  poucas horas estava quase em coma. 
Eu: Eu consigo andar, é isso que importa. O resto a gente dá um jeito. -pisquei e ele sorriu, abri a porta e saí encostando-a. Desci os dois degraus e fui abraçar Harry que estava encostado em seu carro. Ficamos assim por um tempo, eu sentindo seu cheiro com a cabeça encaixada em seu pescoço e então, o soltei. 
Harry: Quer ir a um lugar legal?
Eu: Eu não estou muito bem...
Harry: Tudo bem, eu entendo, amor. -sorri e ele me deu um beijo na testa. 

[Dia seguinte...]

Eu estava me sentindo mal outra vez, embora um sentimento de paz invadisse meu corpo. Lá estávamos nós, em meio a um cemitério qualquer de Brighton. Embora um fato não lhe tornasse qualquer. Era minha segunda vez em um cemitério, e o sentimento era o mesmo. Era minha terceira perda, aquelas que realmente te deixam sem chão. Algumas pessoas passam pela nossa vida sem muita importância, outras lhe marcam e quando vão embora te fazem falta como ninguém. O cemitério estava quase vazio, na verdade só haviam os meus amigos que a Patricia me permitiu convidar, meu pai, Austin e Harry. Era dia e o céu estava bem iluminado, embora ali o clima fosse terrível, e o vento batia forte nos vestidos pretos das garotas a minha frente, a no da mãe de Justin. Ela olhou para o filho dentro do caixão e eu pude ver as lágrimas dela escorrerem além de seu véu negro. Eu queria olhar para dentro daquela coisa horrível na qual colocaram ele mas não tinha coragem, ainda bem que a mão de Harry estava firme no meu ombro, e ele em pé friamente quieto atrás de mim. 

Patricia: Tudo bem...-assentiu ao padre. -Podem cobri-lo. Meu menininho costumava ter medo de escuro, e agora, vão coloca-lo nesse buraco negro...-uma mulher ao lado dela a abraçou. Alguns conhecidos dela falaram algumas coisas e colocaram rosas no caixão, eu me aproximei e coloquei a carta dele amaçada, dentro dela havia um punhado da areia de Brighton. 
Mulher: Podem. -falou ao padre que fez um sinal de cruz em cima do caixão de Justin e ele foi tampado. Eu chorei silenciosamente e então começaram a desce-lo para sua cova. Eu me lembrava dessa cena horrível como se fosse ontem, os caixões da minha mãe e Leila, um do lado do outro. Meu pai estava calado, vestido com seu paletó negro, adiante. Depois de tudo, aquela música deprimente ainda estava na minha cabeça, eu só queria trocar de roupa e colocar algo alegre porque não aguentava mais aquela dor no meu peito, mas não que isso fosse mudar alguma coisa. Todos estavam indo embora, meu pai se virou enquanto Austin e o pessoal já estavam na frente em direção aos seus carros estacionados na rua da frente. 
Pai: Filha, você não vem?
Harry: Pode deixar que eu levo ela pra casa, senhor. -ele assentiu e continuou andando. 
Eu: Por favor me tira daqui. -disse ao Harry sussurrando e ele pegou minha mão. Nós andamos até seu carro do outro lado e entramos nele. 
Harry: Eu sinto muito por tudo...
Eu: Não se preocupe. 
Harry: Bom, se quiser, aquele convite de ontem ainda está de pé. -fiquei o olhando, a luz estava batendo direto em seus olhos. Assenti com a cabeça e ele ligou, em seguida dando partida no carro. 

Ficamos por pouco tempo no carro, até que Harry pegasse uma avenida que nos levasse para a parte menos povoada da cidade, haviam alguns campos verdes nas laterais da estradinha de terra que pegamos e eu coloquei minha mão para fora durante seu percurso, sentindo o vento na direção oposta, o sopro no meu rosto. Era como se aquilo tentasse me fortalecer, como uma música. Assim que chegamos, Harry cautelosamente estacionou o carro debaixo de uma árvore verde, e assim que fez, desligou o carro e olhou para mim. Eu suspirei e ele sorriu, em seguida descemos. Havia uma cerca de madeira, bem simples, colocada ali na frente da árvore. Harry se sentou em cima dela e fez um sinal para mim fazer o mesmo. Assim que fiz, segui seu olhar para uma vista maravilhosa do por do sol através das nuvens coloridas como uma bela obra de arte, havia um manto de cores entre amarelo e rosa, as luzes estava se enfraquecendo enquanto o sol entrava atrás da montanha. Eu tinha Harry ali. Ele segurou minha mão em cima da cerca e ficamos olhando aquilo por alguns minutos, até que ele resolveu falar. 

Harry: É lindo, né? 
Eu: É, obrigada por me trazer aqui. Eu simplesmente não consegui vir ontem. -Harry assentiu.
Harry: Eu tenho certeza que ele está lá em cima, agora. -eu olhei para cima. 
Eu: Obrigada por tudo Harry. 
Harry: Eu que te agradeço, por não desistir. É o mais importante, você sabe. -balancei a cabeça. Ele tirou algo do bolso e me deu, era um pequeno papel, um guardanapo, eu o olhei com interrogação. -Sabe, também queria lhe dar a minha carta já que a nossa história está começando agora. -Sorri levemente e abri o papel, comecei a ler após sorrir para ele. 

"Eu sei que se sente sozinha, garota. Eu a vejo sozinha em meio a tantos rostos, você não consegue ser como eles, eu sei. Sou eu quem seca suas lágrimas quando está triste pelas dores que a assombram, e sou eu quem te protege mesmo que não saiba disso.
    Quantas vezes te fiz sorrir quando não havia mais luz? E quantas vezes segurei sua mão, impedindo que agisse por impulso apenas para desafiar o mundo?  Eu te guiei por ruas escuras em segurança, fiquei a beira de sua cama olhando você dormir e rezando para que acordasse bem. Quantas vezes segurei seu mundo quando ele iria desmoronar? E sempre fui eu que a impedi de parar de lutar. Foram incontáveis. Agora, você está bem aqui na minha frente, eu vejo que faria tudo de novo. Seu sorriso me fascina, e a maneira como me provoca me faz pensar em você como minha gravidade. Eu aguento firme, está ficando mais difícil de respirar. De repente, as luzes em que guio seu coração estão me cegando. Eu nunca pensei em quão brilhantes elas poderiam ser, mas, agora vejo, que não existe escuridão maior do que a sua vontade de ser feliz outra vez.


Eu irei manter meus braços bem abertos para lhe segurar quando cair, enquanto agradeço a Deus por ter me feito seu protetor. Não é como um fim, mas como um começo do para sempre. Eu irei estar com você até o meu fim, quando você não precisar mais de mim. 
Seu anjo, Harry Styles"


Eu: Por que todo mundo quer me fazer chorar?-falei sorrindo para ele e com lágrimas nos olhos. 
Harry: Talvez seja porque você é mesmo meio chorona. -eu ri e ele me puxou de lado mais para perto de si. -Eu te amo, nunca vou te deixar sozinha. 
Eu: Eu te amo mais. -ele sorriu olhando para frente, eu fiquei com os pés apoiados no meio da cerca e em pé olhando para frente, abri os braços como se pudesse voar e ri de como eu era imbecil, Harry segurava uma das minhas mãos me mantendo de pé. Eu jurava que daquele dia em diante, aquele seria o começo do para sempre. A nossa história não havia começado.

 A primeira coisa que aprendemos em inglês é a dizer "eu te amo". Eu penso que seja porque esperam que falemos isso mais do que qualquer outra frase. Aprendemos a falar "eu te amo" na escola, ou por nossos pais quando bem pequenos. É por isso que algumas pessoas não sabem o real significado de tal frase e quando crescem, não entendem que devem apenas falar para a pessoa certa, quando for realmente verdade, para que não haja decepções. Porque sabe, dizer é muito fácil, a prova de que o amor é verdadeiro poucos conseguem. E é por isso que eu estou aqui, para provar que o meu amor por ele não mudou.
      Naquela hora, uma chuva fina e pesada, que caía na diagonal começou, e Harry e eu pulamos da cerca rindo rapidamente ao sentirmos ser atingidos. Ele pegou minha mão e corremos até seu carro, eu me lembro de naquela hora, voltar a lembrar o real significado da palavra felicidade.


FIM
Pessoaaaaaaaaaaal do meu coração! Eu não acredito que terminei Missing Angel, estou sentindo uma sensação de dever cumprido, embora também já esteja com saudades. Desculpem pela demora, pelos capítulos chatos, por ser chata, e muitas vezes ficar sem postar por dias. Eu peço que me perdoem, todo mundo comete erros e eu me arrependo de ter demorado a postar, eu realmente não consegui pegar esse computador, sentar e conseguir me concentrar. Pra mim é assim, só saí algo que preste quando eu SINTO o capítulo, quando conseguido realmente imaginar o que eu escrevo. Se não, não adianta, eu tenho que fazer tudo de novo. Agradeço as leitoras que continuam aqui firmes e fortes, que não me abandonaram. E MUITO OBRIGADA pelos 83 comentários no penúltimo capítulo, vocês me deixaram muito feliz, eu só tenho a agradecer! Minha irmã pediu para avisar que ela vai terminar FLP no final de semana, então ás leitoras dela, fiquem ligadas! É isso, aqui eu termino com muito orgulho mais uma fanfic, na qual eu passei noites e noites escrevendo, na qual eu acho que ficou com um ótimo resultado. Obrigada acima de tudo, as leitoras de MA. Um grande beijo, eu amo vocês!
LIZZY XX))

164 comentários:

  1. N sei se choro ou se dou risada! Ficou muito melhor q minhas expectativas, n vejo a hora de começar a proxima!

    ResponderExcluir
  2. Eu estou completamente sem palavras! Você me surpreende a cada capitulo, cada frase, cada palavra. Essa concerteza foi a melhor fanfic que eu e muitas pessoas por ai já leu. Eu aprendi várias coisas com ela, cresi com a SeuNome, ri do Austin e chorei com o Justin e o Harry. Não precisa se descupar, você é a melhor escritora do blogger! Essa é uma daquelas fanfics em que você gostaria de ler em um livro, que seria vendido com água. Eu chorei, sorri, fiquei com medo, gargalhei e por cima de tudo, me orgulhei de você! E mesmo não sendo aquela que sempre estava presente, eu tentei fazer o possível para ser presente e te dar aquela força para continuar. E eu continuo dando. Você é uma escritora incrível, e eu não vou me admirar se daqui há alguns anos ouvir o seu nome nos jornais ou filmes, por que você é especial. E essa fanfic é a prova de que todos devemos ser fortes e continuar, mesmo sem forças, Deus nos levanta e nos ajuda a continuar. Milhões de beijos e abraços da sua leitora (bastante) ausente que é sua maior fã.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Vocee fez chorar,rir,ficar com as emoçoes a flor da pele,cara,eu simplesmente amei esse capitulo,como amei essa fanfic,e pretendo le-la novamente pode ter certeza. Eu adoro,quado vc escreve,nunca li uma fic como essa e Frozen. Frozen faz vc odiar e amar o personagem principal (no caso o Niall. E AM,faz vc odiar todos e ama-los do msm jeito,o Harry por causa da Sarah,a Darcy por causa do Derek,o meu "Eu" por ser burra e nao perceber quem estava ao seu redor e quem estava perdendo,o Justin por ser tao vadio e amavel de um jeito,e muitos outros. O final foi com emoçao,a mesma emoçao de todo o decorrer da fic. Parabens! Tipo muitos Parabens MESMO! Mal posso esperar pela a proxima,so nao demora ta!? :3. Ps. ESCREVE UM LIVRO. POR FAVOR!

    ResponderExcluir
  5. Lizzy vc quebrou meu coracao com esse capitulo. Esee foi o MELHOR da historia, te acompanho desde 2012 e seu blog e o melhor, N EXISTE MELHOR ESCRITORA MELHOR QUE VOCÊ

    ResponderExcluir
  6. Lizzy, meu deus! Esse foi o melhor capítulo EVER, essa sem dúvida é uma das melhores fanfics na história das fanfictions e você é a melhor escritora do mundo! Não vejo erro nenhum e eu consigo ver o modo que você sente a história e os personagens como, vc consegue mexer cada um de jeitos e personalidades diferentes que combinam exatamente com eles. Você é tão original, tão única. Tudo o que você escreve é perfeito. A SeuNome foi tão forte que me deixou até uma warrior. E o Justin, no final das contas ele tinha um bom coração. Um coração de ouro, eu li a carta dele duas vezes e chorei nas duas inclusive no velório dele que eu quase gritei de tanto chorar. Você faz o leitor acabar até sonhando com a sua história! Você é perfeita, nasceu para ser uma escritora, tem tanto talento que me deixa até perplexa. Você é perfeita, se você escrever um livro e eu te peço muito isso, vai vender muito! Você vai ter mais fãs do que a JK Rowling e você escreve tão perfeitamente! Conhece tantas coisas e tantas palavras! Eu acompanho o seu blog desde a época que a primeira fic se chamava "Who Ows My Heart" e li cada palavras de todas com toda a vontade do mundo. Você merece todo o sucesso e carinho de suas fãs. Muito sucesso, você venderia muito e eu tenho certeza que seu futuro está garantido e será brilhante. Parabéns.
    P.S: Ainda morrendo que acabou o fic :(
    Te amo, beijos e comece outra quando possível, estarei com você até o seu último parágrafo.

    ResponderExcluir
  7. PERFEITAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA LINDA AMEI ESSA FIC MY GOOD MTO AII PERFECT!!!!11!!!!11!!!!1

    ResponderExcluir
  8. Uau T-T
    Como consegue ser tão perfeita,mano isso foi de mas.
    Cara e não fique surpresa pelos 83 comentários,você mereceu.
    É velho foi muito perfeito o final.
    Cara ficaria feliz com a 2º temporada de missing angel mas ai ficaria sem graça né.
    Cara de boa,eu amei.
    Vou começar a ler a fic de novo e de novo.
    Parabéns você é talentosíssima.
    Faça outra do Harry Plis.

    ResponderExcluir
  9. Perfeito mais que perfeito.
    Mereceu os 83 comentarios

    ResponderExcluir
  10. Lindo mereceu os 83 comentarios

    ResponderExcluir
  11. Mereceu os 84 comentarios foi perfeito.
    Você é brilhante

    ResponderExcluir
  12. Lindo que perfeitoooooo....
    Acabou T-T

    ResponderExcluir
  13. Lindooooooo parabenssss

    ResponderExcluir
  14. 84 comentarios mais que merecido...

    ResponderExcluir
  15. Faças mais Fics com o Harry.
    Parabens lindooooooo

    ResponderExcluir
  16. Que lindooo
    Obrigafa por nos proporcionar isso.

    ResponderExcluir
  17. Lindooooooooo
    T-T ACABOU T-T

    ResponderExcluir
  18. Meu Deus que divo já acabou que coisa chateada que acabou...

    ResponderExcluir
  19. Mereceu os 84 comentarios LINDAAA

    ResponderExcluir
  20. Ai garota que matar a gente de tanto chorar????

    Lindo perfeitoooo

    ResponderExcluir
  21. Eu amei serio muito divooo.
    Parabens pelo talento...

    ResponderExcluir
  22. 84 comentarios mais que merecidos.

    ResponderExcluir
  23. Cara T-T
    QUE PERFEITOOO

    ResponderExcluir
  24. 84 comentarios mais que merecidos você não acha?
    Pois eu não acho,tenho certeza!!!!!!

    ResponderExcluir
  25. Faça mais do Harry perfeitoo.
    Você é perfeitaa

    ResponderExcluir
  26. E a primeira fic que eu leio.
    Eu amei você merece muito mais que 84 comentarios.
    Parabens....

    ResponderExcluir
  27. Cara já acabou?
    Nossa cara o final foi perfeito.
    Tipo meio que a gente sentiu essa emoção que você queria passar sabe???
    Diva de mas você...
    Parabenss

    ResponderExcluir
  28. Guria tu que me matar??
    Bá que perfeito tu es perfeita mano.
    Cara de masss

    ResponderExcluir
  29. Esses comentarios foram mais que merecidos.
    Que venham os proximos,nos supreenda.....

    ResponderExcluir
  30. Parabens parabens parabens

    ResponderExcluir
  31. Perfeitoo,o final meio que me fez chorar.
    A carta do Justin,foi perfeitooo

    ResponderExcluir
  32. Eu amei foi perfeitoooo

    ResponderExcluir
  33. Perfeito mais que perfeitoo

    ResponderExcluir
  34. Mais que perfeitooooo

    ResponderExcluir
  35. Lindo perfeitooooooooo

    ResponderExcluir
  36. Lindoooooooooo
    Final perfeitooo

    ResponderExcluir
  37. Mais que merecido esses 84 comentarios.
    Eu amei!!!!!!!

    ResponderExcluir
  38. Eu amei,de verdade foi divo.
    De mas eu amei fique ciente disso viu!!!!!!'

    ResponderExcluir
  39. Eu amei,lindo perfeitooooo

    ResponderExcluir
  40. Esta de mas eu amei!!!!!!

    ResponderExcluir
  41. Eu amei eu gostei de mas cara.
    Cê é louco que divo...

    ResponderExcluir
  42. Cara 84 comentarios foi pouco.
    Mas que merecido.
    Que venha as proximas Fics

    ResponderExcluir
  43. Perfeitoooo eu amei...

    ResponderExcluir
  44. Amei de coração!!!!
    Parabens!!!!

    ResponderExcluir
  45. Pai da bunda pelada que divo,meu Deus eu ameiiiii!!!!!!$

    ResponderExcluir
  46. Meu DEUS QUE DIVO!!!!!

    ResponderExcluir
  47. Eu amei!!!
    O final foi muito profundo!!!!!

    ResponderExcluir
  48. 84 foi sò o começo de um futuro brilhante ô.

    ResponderExcluir
  49. Você é muito fodastica.
    Não tem adjetivos para resumir toda essa fic.

    Sò ficaria feliz se tivesse 2º temporada sò que aí não teria graça né!!!!!
    PARABENNSSS

    ResponderExcluir
  50. Eu amei Meu Deus que divooooo

    ResponderExcluir
  51. Tipo eu amei sò acho.
    Cara divo pqp.

    ResponderExcluir
  52. Divoooo.
    Eu amei,eu amei

    ResponderExcluir
  53. Que divooo.
    Que divooo

    ResponderExcluir
  54. Eu amei serio de coração

    ResponderExcluir
  55. Melhoe fic do mundo.
    Perfeitoooo

    ResponderExcluir
  56. Mais que divooooooooo...
    Eu ameiiiiiii

    ResponderExcluir
  57. Lindo perfeitooooooo

    ResponderExcluir
  58. Que perfeitoo cara cê é doidooo

    ResponderExcluir
  59. 84 comentarios foi pouco.
    Se acostume viu...

    ResponderExcluir
  60. Lindo perfeito eu amei,mesmo não sendo fã da banda

    ResponderExcluir
  61. Que divo.
    Não há palavras para me expressar,eu amei somente isso tenho a dizer.

    ResponderExcluir
  62. Cara meu divo de masss

    ResponderExcluir
  63. Cara tá muito bom..

    ResponderExcluir
  64. Meu pai :O perfeitoooooooo

    ResponderExcluir
  65. Acabou T-T.
    Ai meu Deusss

    ResponderExcluir
  66. Como vou viver sem essa fic.
    Pqp,meu pai essa fic foi a melhor que li.
    Pelo fato do seu comprometimento da tua escrita coerente,por cada capitulo ser cheio de emoção e grandão.
    Cara você tem que investir nisso.
    Pois tenha certeza que talento carisma e competencia você tem de sobra...

    ResponderExcluir
  67. Cara que lindo divo.
    Chorei ri amei fique brava nessa fic.
    E esse final foi mais que perfeitoo.
    Então....

    ResponderExcluir
  68. Fic mais qur perfeitaa

    ResponderExcluir
  69. Eu amei serio eu amei...

    ResponderExcluir
  70. Meu pai que perfeito se acostume com esse comentarios.

    ResponderExcluir
  71. Cara ta louco divo de mass

    ResponderExcluir
  72. Cara tá louco.
    É muito divinamente perfeitoo

    ResponderExcluir
  73. Comentarios mais que merecidos

    ResponderExcluir
  74. Guria você arrasou.
    Final foi perfeitoooo

    ResponderExcluir
  75. Olha cara suas fics são perfeitas.
    Mais as fics que você faz com o Harry são as melhores

    ResponderExcluir
  76. Eu ameiii cara esta muito divoooo

    ResponderExcluir
  77. o que dizer? meu Deus. Essa fanfic foi a sua melhor, lizzy eu to apaixonada. A cada fanfic você se supera mais e mais. Eu não sei o que dizer, mas.. ta completamente perfeito, tudo!

    ResponderExcluir
  78. Obrigado diz eu Lizzy, por postar e criar essa fic maravilhosa a qual eu fiquei noites e noites lendo e parabéns pela fic, pela criatividade, pela historia perfeita e por td, tds os risos, tristezas já que eu quase chorei nesse capitulo, alegrias... Nunca esquente com esses comentários que falam mal da Fic por que nós temos certeza de que eles também não seriam capaz de fazer algo melhor e que tem mais um monte de leitoras fieis que realmente gostam e leem a Fic amr <3

    ResponderExcluir
  79. Lizzy, você tem tanto talento! Você é perfeita, a cada capítulo você se supera cada vez mais. A carta do Justin ficou uma figura, o melhor Justin que eu já li. A carta ficou engraçada, emocionante, original e muitoo Jus. O Harry é um fofo, um herói e principalmente um anjo. A SeuNome é forte, uma guerreira que aguentou tudo de cabeça erguida. O Justin também é um herói, que tomou decisões erradas mas depois percebeu o que realmente é importante pra ele. O pai da SeuNome é um homem muito realista, talentoso e que soube criar muito bem seus filhos maravilhosos. O Austin é fofo, lindo, brilhante, engraçado e divertido. A Jayme é misteriosa, diva e pancadinha. A Krista é uma vagabunda mal agradecida que merecia uma surra, mas eu sei que ela no fundo é uma boa pessoa. A Darcy é fofa, mas era tolinha, muito tolinha. Mas depois ela percebeu a verdade e viu como o Derek é sujo. O Derek é um idiota, um assassino (cães) e fábrica de fazer filhos kkk. Ele mereceu a Darcy deixar ele. A Sarah é uma aproveitadora, bonita e cara de pau, que bom que saiu do mapa tb. O Cory é fofo, justiceiro, honesto e eu o admiro muito, ele merece uma promoção! O Zayn é um ótimo amigo, realista e fodão. A Joyce é uma vadia filha da puta, se me permite dizer, que mereceu a surra que foi dada no passado pela SeuNome. Ela merce mais. Jonnhy é um safado que merecia quebrar a cara. A Leila e a mãe da SeuNome também foram anjos pra ela na minha opinião. E o Missing Angel, teve os melhores personagens, as melhores piadas, melhores ideias e o final perfeito. Você é uma escritora perfeita, merece todo o sucesso e um prêmio. Muito obrigada por me fazer rir, chorar e cair da cadeira.
    Te amo!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  80. Lizzy, eu só queria dizer que esaa foi a melhor fic de todos os tempos, vejo ela como um livro que poderia virar um filme! Você é muuuito talentosa esta de parabéns por isso. Vou sentir muita saudade dessa historia, poderia por favor fazer uma segunda temporada, ia ser demais, essa é a melhor historia, aproveite isso! E não poderia me despedir sem antes deixar meu muitissimo obrigado por escrever esta historia, me mostrar como realmente é uma boa fanfic! Você é otima, obrigado.
    Bjs Bia xoxo

    ResponderExcluir
  81. Lizzy, eu nunca chorei tanti quanto agr. Vc me faz ficar facinada a cada episodio que meio. E vc nao imagina como eu amo suas fics. Estou realmentw sem palavras, vc é mais do que talentosa.... AMO MUITO O HARRY, e tmb amo vc por ser uma irma directioner. Bjoos continue escrevendo por que isso concerteza é um dom seu !!!

    ResponderExcluir
  82. Eu me emocionei mt com essa fic!!meu deus eu chorei!!!me lembrei de pessoas q foram pro céu e chorei!!me coloquei no lugar da personagem e achei q se fosse era eu poderia ate morrer!!realmente foi a fic mais linda q eu ja li!!!eu nao gosto justin bieber mas depois de ler essa fic acho ate q nao vou mais ter implicância com ele kkk amei essa fic mas da próxima vez nao me faça chorar!!!!kkk e eu vou te pedir um favor!!!eu quero q vc faça uma fic como eu sempre quis ler e como vc é ótima com isso vou pedir p voce!!eu queria uma fic q ela é irma do liam e q todos da banda se apaixonam por ela e dão em cima dela e ela se apaixona por todos mas no meio da fic ela percebe q ela ama de verdade só um...Harry Edward Styles!!q tal?!o nome dela pode ser Renata Da Rocha Lima (kk meu nome,claro!) e ela tem cabelos pretos e cacheados e olhos castanhos e ela pode ser tipo "meia irmã" do liam!!!que tal?!por favor!!eu vou recomendar teu site pras minhas amigas pq vc é uma escritora perfeita
    Xx Renata

    ResponderExcluir
  83. Chorando,chorando muito define Lizzy sua fic é a mais perfeita que eu já li eu to triste e feliz ao mesmo tempo triste por ter acabado feliz por superar minhas espectativas vc tem muitoo talento!!!!!!!
    Bjooos
    XxxEmilly

    ResponderExcluir
  84. Caramba, essa foi a melhor fanfic q eu já li.. Chorei com a morte do Justin, e por muitas vezes sorrir com Harry e Austin. Nossa garota vc me surpreendeu nesse final. Vc tá de Parabéns...

    ResponderExcluir
  85. Ana lizzy , derramei uma balde cheinho de lágrimas agr , essa fic me marcou muito , agradeço a Deus por vc existir..♡♡ não tenho palavras para descrever o que eu estou sentindo.....muito obrigada mesmo de coração, por tudo oq vc faz por nós eu sei q vc tem uma vida fora daqui e é incrível como vc consegue acertar em tudo superar nossas expectativas e ainda por cima dar o melhor de si para nós, que você tenha uma vida longa e próspera de muita saúde e felicidade q vc realize tudo e todos os teus sonhos e um dia irei contar para mrus filhos q era fã de casa cinco garotos e que era loucamente apaixonada por eles e que vc fazia esse amor crescer ainda mais a cada dia a cada capítulo que eu lia e eles iriam sorrir doque eu falava e eu os diria q vc Aba lizzy era a autora das fanfic's mais perfeitas q eu ja tinha lido com muito orgulho!♡♥♡♥♡♥♡♥♡♥ muito obrigado por invadir meu coração e fazer isso comigo, já q minha situação com minha família não é uma da boas eu sou muito fria com eles e vc consegue de uma maneira inexplicável tocar meu coração me fazendo me sentir a pessoa mais amada e maravilhosa do mundo..... sinceramente só tenho que agradecer a Deus por ter te colocado em nossas vidas...Te amo incondicionalmente ♡ ♥ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ espero q tenha lido até o fim e desculpa o erro de português ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡
    Xx Larissa

    ResponderExcluir
  86. Olá minhas leitoras!
    Vocês fazem ideia do tanto que eu chorei, ri e sorri até minha boca doer ao ler os comentários de vocês?
    Eu quero me desculpar por não poder responder um por um como vocês merecem, mas eu garanto que li todos e vocês fizeram mais que o meu dia, fizeram a minha vida! O meu coração está sorrindo agora!
    Pra mim é uma enorme honra quando eu consigo sentir uma história e então escrevê-la dando o meu melhor pra vocês. Eu sei que as vezes erro, fico ausente, mas quem nunca erra? Fico incondicionalmente grata e feliz por vocês acompanharem essa louca aqui e as coisas que eu penso (mesmo que as vezes sejam meio estranhas, não é? kk).
    Muitíssimo obrigada a cada uma de vocês por existirem, não me cabem palavras o suficiente para explicar o que eu sinto por cada uma de vocês, são as minhas estrelas, deixam minha vida melhor e eu sou orgulhosa por ter conseguido fazer o que eu faço. Quando eu estou a beira de uma depressão, quando acho que os problemas na minha vida vão me derrubar, eu aprendi a respirar, ligar o computador e criar histórias. Para quê? Eu poderia dizer que é um espace, todos precisam de um, certo? Mas é muito mais do que isso pra mim, eu faço para ter contato com garotas como eu, apaixonadas por cinco rapazes e que de certa forma não conseguem explicar. Eu posso dizer que eu tento. E agradeço quem se identifica.
    Novamente obrigada, amo vocês!
    Até o próximo fic!

    Com amor,
    Ana Lizzy

    ResponderExcluir
  87. Cara sabe oq vc fez cmg? ME FEZ CHORAR NA PARTE DO JUSTIN MORRENDO DA PARTE DA CARTA DA PARTE DO ENTERRO POHA.. MEU VC EH A MELHOR "MELHOR" VC CONSEGUIU ME FAZER CHORAR E EU DIGO QUE VOCE EH OTIMA NISSO ESPERO QUE FACA MAIS FIC CM O HARRY E QUE ENVOLVA O JUSTIN SÓ QUE AGR MAIS SANTINHO HAHAHA

    ResponderExcluir
  88. Nossa, essa foi a melhor fic que eu já li na vida, nunca me prendi tanto a uma história. Me emocionei, chorei, ri, me apaixonei mil vezes pelo harry. Vc é uma escritora maravilhosa, muito talentosa. Parabéns!!!! E obrigada por tudo que me fez sentir lendo essa fic maravilhosa!!!!!

    ResponderExcluir