Criminal - Capítulo 36

| | |
"Uma tentativa de fuga não muito certa"
 Você não é derrotado quando perde... Você é derrotado quando desiste. - Bob Marley.
                Carolayne caminhava rapidamente e de vez em quando me ajudava para podermos ir mais rápido. Tudo estava pegando fogo rápido de mais e Carolayne gritava para eu andar mais depressa se não nós duas viraríamos churrasco e eu não teria como ver Niall e nem Nataly outra vez. Ele estava vindo, isso ele estava vindo. Eu não conseguia conter o meu sorriso no rosto mesmo com a casa pegando fogo. Assim que avistamos uma porta logo a frente,  Carolayne me puxou mais rápido e logo abrimos a porta rapidamente e tossimos diversas vezes. Nós estávamos em frente a casa e havia um carro em frente a mesma, logo Alfredo saiu do carro.

- Traga logo ela Carolayne – falou e ela assentiu – O culpado disso vai pagar muito caro.

                Carolayne começou a me empurrar para o carro e logo vi luzes de carros mais para trás, e comecei a escutar tiros para todos os lados. Logo vi alguém sair do carro, era Niall. Ele estava mais afastado e apontava uma arma.

- JULIE – Niall gritou.
- NIALL – gritei de volta para ele.

                Minha voz soou totalmente desesperada e vi-o trincar o maxilar.

- RÁPIDO CAROLAYNE! – Alfredo gritou e então ela me empurrou para dentro do carro.

                Cai sobre o banco e então logo a porta foi fechada e o carro se arrancou rapidamente, escutei tiros e mais tiros. Olhei para trás e então e haviam várias pessoas atirando. Logo os carros se movimentaram e estavam vindo na nossa direção.

- MAIS RÁPIDO CARALHO – Alfredo gritou.
- Quer dirigir é?! – o cara falou.
- OLHA SÓ COMO VOCÊ FALA COMIGO! Agora acelera essa porcaria logo! – Alfredo continuou gritando.
- Alfredo estão se aproximando – Carolayne falou.
- VAI MAIS RÁPIDO PORRA! – Alfredo falou.

                O homem ao lado bufou e acelerou mais. Alfredo estava querendo matar todos nós. Escutei mais tiros e logo vi um carro ao lado, era na cor preta. Eu fiquei pensando em Niall, espero que seja ele no carro que esta acompanhando. Logo vi o vidro abaixar do lado direito e então tiros foram estalados na lataria do carro. Eu gritava e o cara acelerava mais ainda. Alfredo ficou gritando um monte de merda na frente, dizendo que quem havia feito isso iria pagar caro, ele ia caçar até o fundo dos infernos em busca do traidor. Ficou brigando com o cara que dirigia que parecia que queria matar Alfredo.

- ALFREDO – Carolayne gritou.
- O QUE FOI? – perguntou gritando.

                Ela apontou para trás e vinham mais cinco carros, ele grunhiu algumas palavras e falou logo em seguida:

- Passa para frente Carolayne – falou e a mesma assentiu.

                Ela me deu uma olhada e então piscou para mim rapidamente antes de ir para o banco da frente e Alfredo para o banco de trás. Ainda havia tiros, mas o carro havia ficado um pouco para trás e nós passávamos rapidamente para todos os lados, ele fez um curva e logo Alfredo falou:

- Agora você vem aqui – me puxou e colocou uma arma na minha cabeça.
- NÃO! – gritei.
- Shiu, quietinha – falou passando a arma sobre minha bochecha e eu tentava me livrar de suas mãos.
- Me solta seu velho nojento! – gritei.
- Cala boca garota! – deu um tiro para o alto e eu fiquei quieta.

POV Niall.

                Julie estava totalmente desesperada, a ver sendo carregada me deu mais raiva ainda, travei o maxilar e apertei a arma com mais força. Eu pensei em atirar na garota, mas ela estava para trás de Julie e poderia a atingir. Assim que eles entraram eu atirei e todos os outros também, nós havíamos conseguido uns caras que logo nos alcançaram.

- Todos para dentro do carro! – gritei já entrando e acelerei o mais rápido possível.

                Minha raiva me consumia, Alfredo iria pagar muito caro por isso. Ele vai se arrepender de ter pegado a mulher dos outros. Ele é um somente um criminosinho de meia tigela, quem ele pensa que é. Entra nas minhas terras e começa a querer mandar em Londres toda, aqui não querido, quer dizer lá. Aquilo tem dono, e só tem espaço para um, e esse um sou eu e mais ninguém.

                Acelerei mais rápido e Alfredo estava ficando mais distanciado. Troquei de marcha e então continuei a acelerar, logo estava chegando cada vez mais perto. Julie estava no banco de trás e eu tinha que atirar no banco da frente, talvez acertasse Alfredo e quem mais estivesse lá dentro. Os outros também estavam logo atrás de mim acelerando cada vez mais.

                E mais uma vez eles aceleram, troquei novamente de marcha e então pisei fundo no acelerador. Passei para a outra pista e então eu estava chegando ao lado do carro, assim que cheguei abri a janela ao meu lado e comecei a atirar diversas vezes, logo eu tive que recarregar. Sorte a minha que as deixei sobre o banco para ser mais fácil. Eu continuei atirando e escutava gritos.

                Eles aceleram e logo vi uma curva, fiquei para trás e passei para a outra pista. Continuei atirando tentando pegar no pneu. Eles fizeram a curva rapidamente e logo ganharam um pouco de distância. Escutei meu celular tocando e então atendi.

- Fala.
- O que a gente faz? – escutei Harry perguntar.
- Continua seguindo eles, uma hora eles vão ter que parar – falei e então ele desligou.

                Eu queria saber quem foi que havia enviado a mensagem com o vídeo dizendo para rastrear por aquele número, quem era C.C? Talvez essa pessoa tivesse colocado fogo na casa. Continuei acelerando e logo a estrada estava totalmente escura, estava de noite e eu não havia visto as horas passarem tão rápido. Quando Liam conseguiu rastrear eu só queria chegar aqui rapidamente.

POV Julie.

- Me solta! – eu gritava enquanto todos estavam nervosos lá dentro.
- JÁ MANDEI FICAR QUIETA GAROTA! – Alfredo gritou.
- EU ODEIO VOCÊ SEU VELHO NOJENTO! – gritei.
- ACELERA MAIS ESSA PORCARIA, DESPISTA ESSES IDIOTAS! – Alfredo falou.
- QUER DIRIGIR É?! – o cara gritou e a minha vontade foi de rir, mas ao invés disso eu falei outra coisa.
- TOMA ESSA SEU VELHO!
- JÁ NÃO DISSE PARA VOCÊ FICAR QUIETA, VOCÊ QUER MORRER NÃO É GAROTA! – falou colocando a arma na minha bochecha e apertando.

                Niall, por favor, Niall. Seja mais rápido com isso, ou o Zayn... Mas ele não deveria de estar atrás, depois de o que eu fiz. Eu só quero sair daqui, é pedir de mais?! Alfredo foi me empurrando mais para o lado do motorista e puxou o pino que travava a porta. Carolayne viu o que ele ia fazer, ela puxou uma arma para perto dela e então ela destravou sua porta também. Eu estava desesperada olhando para todos os lados.

- CAROLAYNE DIRIGE VOCÊ! ESSE CARA É UM MOLE! – Alfredo gritou.
- Eu não vou dirigir agora! Você quer que a gente morra é?! – Ela gritou.
- ENTÃO VAI MAIS RÁPIDO PORRA! – Alfredo gritou.

                O cara acelerou mais ainda e logo Alfredo deu um tiro no mesmo, o que fez o carro começar a sacolejar.

- ALFREDO FICOU LOUCO?! – Carolayne gritou.

Comecei a gritar e logo vi o carro virando para o lado e tombando diversas vezes, eu só conseguia gritar. Alfredo mantinha firme a arma em suas mãos e Carolayne continuava no banco da frente. Talvez o carro explodisse com o impacto, o que me fez pensar todos os momentos bons da minha vida. Dês da primeira palavra de Nataly até o dia em que eu senti o prazer, sim era idiotice pensar nisso agora, mas eu iria morrer então. Quando eu gritei com Niall, quando eu disse um eu te amo para ele, mas esse não foi um momento bom, porque ele havia saído. O dia em que Niall havia me sequestrado, e a minha vida toda mudou por causa daquilo, eu não tinha mais vontade nenhuma de ir para casa. O dia em que eu ataquei um prato de comida na cara dele, quando eu havia bebido um monte e tinha ficado bêbada.

                Senti o carro bater com tudo no chão, ele rolou várias vezes e logo ele ficou tombado. Eu bati a minha cabeça com tudo na janela, e senti apagar.

CONTINUA...
Oláaaaaa, capítulo de volta as aulas. Amanhã galera, eu não estou pronta para isso.Fim de semana eu posto outro capítulo, vai ser assim de agora em diante. O que acharam do capítulo? Obrigada pelos comentários de vocês, obrigada mesmo. Eu estou nervosa, muito nervosa para amanhã, vocês não sabem como. The Best Winter vai ter segunda temporada, mas só que mais para o final do ano ok. Até o próximo capítulo hahaha.

10 comentários:

  1. Continuaa
    Não consigo esperar ate o final de semana !!
    Perfeitoo

    ResponderExcluir
  2. Divulga meu blog por favor amore ? http://sonhodetodaloucadirectioner.blogspot.com.br/2014/02/enrolados-no-amor.html

    ResponderExcluir
  3. Continuaa, perfeitoo de mais!!
    E nada de esperar o fim de semana, não aguento, posta logo! :(

    ResponderExcluir
  4. Entendo, aulas tomam muito tempo nosso, q pena q já voltpu né, mais é o importante é tu continuar postando ;) Continua
    xoxo Duda

    ResponderExcluir
  5. Perfeito pelo amor de Jesus faz isso comigo nao e posta pelomenos duas vezes na semana obrigado e a fic ta a cada dia MA-RA-VI-LHO-SA

    ResponderExcluir
  6. Oia quem tá aqui? Eu estava morrendo de preguiça, mas tô aqui. TBW, você sabe que eu devo ser a pessoa que mais amo essa fic no MUNDO. Jennifer, pelo amor, me abraça, me beija, me ame! Eu tô amando Criminal, mas quero a porra do Niall consiga pegar essa menina! Além do mais, voltando a te TBW, eu tô confusa! Olha, eu amo as suas fics, são MARAVILHOSAS. Pelo amor de deus, TBW, eu PRECISO! Eu amo muito essa fic, eu amo, amo, amo, é a minha preferida com o Nini!- obviamente sem desvalorizar Criminal, que também é ótima.- mas eu não sei o que TBW tem que me faz ama-la d+. Final do ano? Tudo bem, se eu tiver vida até lá, eu prometo comentar TBW, todos os caps \0 pq fics divas merecem comentários divos como os meus u.u-n. Bom, é isso, tchau, e continua.

    ResponderExcluir
  7. RAPIDOOOOOOOOOOOOOOOOOOO POSTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA TO AMANDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO PFVR PFVR PFVR

    ResponderExcluir
  8. Eu so vou parar de chorar quando você postar.

    ResponderExcluir
  9. cOOONTIINUUUUUAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir