Criminal - Capítulo 35

| | |
"Quem você acha que colocou fogo na casa?"
Eu acho que, possivelmente, talvez eu esteja me apaixonando por você. Sim, há uma chance que eu esteja me apaixonando de verdade por você. - Falling in Love at a coffee shop.
 POV Niall.

                Já era de manhã e eu me via dirigindo ainda. Eu havia recebido várias ligações dos caras, mas não atendi nenhuma, apertava cada vez mais o volante quando recebia alguma. Eu não estava com nenhuma intenção de parar agora, não agora. Eu precisava ir para o norte da Flórida o mais rápido possível. Liam não me ligou o que eu achei estranho porque ele já deveria de ter encontrado alguma coisa.

                Escutei meu celular tocando e logo vi que era Louis, eu não vou atender. Apertei com força o volante e então acelerei mais, era de manhã e não havia tanto trânsito. Eu havia agradecido porque nós não havíamos parado isso me dava mais tempo para pensar onde Julie poderia estar. Com toda a certeza eles estava ligando para que a gente pudesse comer, dei de ombros e continuei dirigindo.

                Se Alfredo fugisse com Julie de Miami, para onde ele iria. Eu sabia de uma coisa, a ligação havia sido feita do norte. Que cidades havia no norte da Flórida? Vamos Niall, pense um pouco. Apertei mais o volante e logo escutei meu celular vibrando, bufei impaciente com isso e olhei quem era número desconhecido. Apertei logo no botão para ver a mensagem, os caras poderiam ligar e mandar mensagens quantas vezes queriam mais eu não ia se quer ligar.

                Olhei a mensagem e logo li o que estava escrito “Localize Julie logo por esse telefone. C.C.”. E logo abaixo havia um vídeo, cliquei no mesmo meio que colocando na minha frente no volante enquanto dirigia. No mesmo havia Julie sendo torturada, não isso já era demais. Continuei olhando o vídeo e a minha raiva só aumentava, quando acabou eu me via quase saindo fumaça de todos os lados.

- CARALHO – gritei batendo a mão no volante.

                Peguei o celular novamente e então disquei os números de Liam que logo falou:

- Alô? Pode falar Niall.
- Localiza essas últimas mensagens para mim, falaram para localizar a Julie logo pelo telefone. E estava assinado com C.C.
- Okay cara, eu te ligo quando encontrar e siga para o norte ok.
- Ta, de boa – disse e então desligou o celular.

                Mil formas de fazer Alfredo morrer, eu vou o encontrar. Ele vai se arrepender de tudo o que está fazendo com Julie, a se vai. Eu continuava apertando o volante com força e então resolvi ligar para Eleanor, falar um pouco com Nataly talvez me fizesse esquecer isso. Respirei fundo e passei um carro logo a frente, antes de ligar para Eleanor olhei no espelho retrovisor. A formação havia mudado, por incrível que pareça Louis conseguiu passar o Zayn, e ele estava cantando ou imitando gestos enquanto dirigia. Revirei os olhos e logo peguei o celular discando o número de Eleanor.

                Ela logo atendeu no terceiro toque. E logo falou:

- Alô? Niall?
- Oi Eleanor.
- Oi, então já conseguiu localizar Julie. Por favor, Niall.
- Acabei de receber uma mensagem e Liam esta se encarregando de localizar e...
- Você vai pegar ela não é Niall?
- Claro que sim, e depois Alfredo vai morrer.
- Esse velho é um idiota – falou com raiva.
- Você acha que eu não sei disso? – ri amargo – ele é um idiota que tem que atingir as coisas mais baixas, as coisas que eu amo...
- Espera Niall, você gosta da Julie? – pela sua voz, digamos que eu percebi que ela estava sorrindo.
- Não, eu não quis dizer isso.
- Niall conta outra, todo mundo sabe que você ama ela só não quer admitir isso e...
- Passa para a Nataly – falei.
- Niall...
- Agora Eleanor – ela bufou.
- Ta bom seu chato.

                Esperei alguns minutos e logo eu tive que contornar um trevo para seguir para o norte. Escutei a voz de Nataly no outro lado da linha e sorri automaticamente.

- Niall? – perguntou com voz fraca.
- Oi Nataly – sorri fraco.
- Você já pegou a Julie no trabalho? – perguntou.
- Ham... Vou pegar agora Nataly.
- Que bom.
- Você está bem? – perguntei.
- Estou sim Niall – falou bocejando – eu estava dormindo.
- Ah, me desculpa Nataly. Pode voltar a dormir ou ir brincar com a tia Eleanor de boneca.
- Quem sabe – falou.
- A tia Eleanor cuida bem de você?
- Uhum, ela é bem legal, mas eu quero você e a Julie – falou.
- Ta bom, eu vou pegar a Julie e ai a gente vai para um lugar bem legal antes de ir para a casa dos meus pais ta bom?
- Oba, para onde a gente vai? – perguntou rindo.
- É uma surpresa, me promete que vai ficar bem?
- Prometo – falou.
- Isso garota, assim sim – ri fraco – Passa para a Eleanor ta bom? Fica bem Nataly.
- Você também Niall.

                Esperei alguns segundos e logo escutei Eleanor no telefone novamente:

- Fala Niall.
- Cuida dela ok?
- Tudo bem, eu vou cuidar – falou – e você vai pegar mesmo Julie não é?
- V...

                Escutei meu celular tocando, era outra chamada, era de Liam.

- Eleanor um minuto – falei.
- Ok.

                E então eu apertei para atender e deixei Eleanor na espera. Eu espero que Liam tenha boas noticiais, a não me venha com uma de que não conseguiu encontrar nada.

- Alô? – falei para Liam.
- Niall rastreei o local – falou.
- Então me fala logo.
- Jacksonville, segue para Jacksonville. Eles estão lá – falou.

                Como eu não havia pensado nisso antes, com toda a certeza ele iria pra Jacksonville, lá ele tem uma casa e digamos que recebe a carga do trafico.

- Avisa pros caras Liam, eu vou terminar de falar com Eleanor e já vou sair daqui – falei.
- Falo então.

                Encerrei a ligação sorrindo, era agora que esse verme pagava por tudo o que fez. Logo apertei no botão para Eleanor e então falei:

- Eu vou pegar Julie nesse momento Eleanor – sorri.
- Encontraram?
- Sim, agora Alfredo que me aguarde – dei um sorriso e então desliguei a ligação.

                Joguei o celular no banco e então pisei no acelerador logo mudando de marcha. Era hoje que eu pegava Julie e matava Alfredo, mandando ele para o fundo do inferno. Logo vi Louis chegando mais perto e os outros caras também, acelerei mais e agora nós passávamos pelos poucos carros que tinham em alta velocidade.

                Peguei a arma que tinha no porta-luvas e então as balas, recarreguei a mesma enquanto dirigia e deixei no banco do lado. Alfredo que me aguardasse, eu ia meter bala na sua cara. Não havia outra coisa amais que eu queria, era pegar Julie e meter a bala logo na cara daquele verme nojento. Ele vai pagar caro por ter encostado em Julie, vai pagar muito caro.

POV Julie.

                Eu havia acordado, não sei quantas horas depois. Mas havia um copo de suco e um sanduíche, agradeci mentalmente e me estiquei para pegar os mesmos, meu corpo ainda doía. Ainda mais pelo fato de eu ter dormido em um jeito totalmente desconfortável. Assim que peguei o sanduíche em mãos eu dei uma mordida no mesmo e mastiguei, era boa a sensação de ter algo no meu estomago, tomava um pouco do suco junto e devagar. Logo que eu terminei deixei o copo de lado e fui tentar deitar, meu corpo doía a cada esforço que eu fazia para me mexer, eu odiava Alfredo com todas as forças.

                Assim que consegui deitar meu corpo ficou latejando por um tempo e eu me vi chorando de dor. Coloquei as mãos sobre meu estomago e fechei meus olhos, respirei fundo e logo eu bocejei. Depois de alguns minutos eu dormi.

[...]

                Acordei com o barulho de alguém gritando, estava claro, muito claro. Havia fogo por todos os lados. Me assustei me encolhendo um pouco no canto e logo olhei para frente onde me chamavam.

- JULIE – escutei novamente e me sentei sentindo um pouco de dor – JULIE – serrei meus olhos e vi Carolayne.
- O que foi? – me forcei a falar.
- VAMOS JULIE – falou entrando e me ajudando a levantar.
- O que? Onde? – perguntei sentindo mais um pouco de dor.
- Vamos Julie, Niall está perto. Mais perto que você possa imaginar, quem você acha que colocou fogo na casa? – perguntou.
- Você? – perguntei e a mesma assentiu.
- Ele está a metros daqui, vamos Julie – falou e eu assenti caminhando.

                Niall. Ele estava perto. Dei um sorriso e continuei a caminhar por poder saber que eu poderia ir embora desse local horrível de tortura.

CONTINUA...
Galera, eu não sabia como terminar esse capítulo sabe. Ai eu tava num blog sabe, e vi que tinha um playlist eu fui lá e criei. Ai tinha várias músicas legais, e a primeira ma inspirou para terminar esse capítulo. Eu espero que vocês gostem, eu estou amando essa fanfic. 1 Semana para acabar as férias e ai começa a correria, bom eu acho que posto aos finais de semana capítulos da fanfics. Criminal está acabando galera. Desculpem a demora ok. Harry tem 20 aninhos, eu vou chorar. A música que me inspirou o final está nas notas abaixo das fotos ok. Obrigada pelos comentários, são incríveis. É isso, beijo galera e até mais.

11 comentários:

  1. Uooouuuuu está Perfect, mais cara que demora pro Niall encontra ela. CONTINUA!!!!

    ResponderExcluir
  2. CONTINUA LOGOO
    POR FAVOOR
    Isaa xx

    ResponderExcluir
  3. C-O-N-T-I-N-U-A
    AGORAAAAAA
    POR FAVORR

    ResponderExcluir
  4. cooooooooontinua!!! 😊

    ResponderExcluir
  5. Aaah! N quero q acabe :( Eu tbm n vou ter muito tempo pra ler as fics :( mais fazer oq neh, continua pelas, n vejo a hora do Nini encontrar a Julie
    xoxoxo Duda

    ResponderExcluir
  6. CONTINUAA
    TA PFTO
    ♥♥

    ResponderExcluir
  7. CONTINUA LOGOO!!
    MDSS, MUITO DEMAIS!!!
    NUNCA LI UMA FIC TAO... TAO PERFEITA!!
    SERIO!
    CONTINUA LOGO!!!

    ResponderExcluir
  8. Plmdds Jenny, posta logo o 36 !!
    AAAh se não u
    eu morro
    Malikisses xox

    ResponderExcluir
  9. Continua Please!!!
    Necessito do capitulo 36

    Malikisses xoxoxo

    ResponderExcluir
  10. Continua Please!!!!
    Necessito do capitulo 36 *--*

    Malikisses xoxoxo

    ResponderExcluir