Revenge - Capitulo 14

| | |
O Inocente

Zayn Malik P.O.V'S
-Dia seguinte, delegacia de Londres 8:42 a.m.-

Eu estava falando com o delegado quando SeuNome chegou, pouco depois de Liam mas eles nem se olharam direito. Consegui convencer o delegado de que Harry era inocente de todas as acusações que colocaram contra ele, ele seria libertado após a finalização do inquérit policial. Logan ainda ficaria detido por mais alguns minutos e seria solto mediante pagamento de uma fiança de dois mil dólares (cerca de quatro mil reais), de onde SeuNome havia tirado tudo esse dinheiro eu não sei mas tenho certeza de que há dedo de Payne nessa história. Acompanhei um policial muito mal encarado até a saída das celas, onde poderia ver Harry chegar. As portas se abriram duas vezes antes de ele sair de lá olhando para os lados já com suas roupas e óculos escuros para esconder as olheiras, provocadas por noites em claro. Eu o abracei e enterrei a cabeça em seu ombro, SeuNome e Liam estavam atrás de nós, olhando com um mero sorriso no rosto em quanto eu estava a ponto de explidor o meu coração de alegria, sentia o peito de Harry tremer pela sua leve risada da minha reação e com isso eu ria e chorava ao mesmo tempo. Isso é muito gay.
Ao sairmos, comprimentomos o delegado na recepção e SeuNome e Liam forma embora em carros diferentes, para direções diferentes.

- Impressionante. -Harry começou- eu deixo vocês por alguns meses e tudo desaba?
- Harry foi uma semana. -corrigi.
- Não contaria assim se ficasse preso lá dentro. Os minutos paresem horas e assim vai.
- Vamos logo... muita coisa pra fazer em pouco tempo senhor Harry.

Não era hora de eu me preocupar em ser o cupido de Liam e SeuNome. Harry e eu pegamos o carro e fomos passear no Largo Grimmauld, depois fomos ao cinema da Avenina Shekings Bore. Tomamos um sorvete e só depois fomos para casa.
Abri a porta e me joguei no sofá, Harry entrou e a fechou em seguida, trancando-a.

- Que cara é essa, Zayn?
- Cara de quem ta ferrado legal na vida. -coloquei a cabeça entre as mãos.
- Vai me contar o que aconteceu?
- Vai me zuar se eu contar.
- Vou tentar não fazer isso. Mas se a coisa for muito retardada sabe que eu não tenho como controlar.
Respirei fundo e deixei meus lábio semi cerrados - To apaixonado pela SeuNome.
- Pera ai -ele se sentou ao meu lado-. Pela SeuNome? Ela namora o Liam! Seu melhor amigo!
- Eu beijei ela ontem. Chegamos perto de... -parei a frase.
- Oh não! Você não... cara! -a voz dele era alterada de surpresa- Como deixo ela fazer isso com você?
- A culpa não foi minha ta legal?! -eu gritei com ele- Eu parei. Ela queria eu não.
- Então... porque me disse que está apaixonado por ela?
- Por que hoje eu me dei conta disso na delegacia.
- Ótimo delegacia, isso é um péssimo sinal. O amor de vocês não vai pra frente, Zayn!
- Ta mais eles terminaram por minha causa.
- Então já sabe o que fazer. -ele se levantou e deu um tapinha no meu ombro.
- Vou simplismente chegar e falar pro Liam que quase transei com a namorada dele? É esse o seu plano? -eu me virei para encara-lo.
- Sim. -ele disse saindo da frente da geladeira com uma barra de chocolate.
- Não! -eu me levantei- Não posso fazer isso, Harry.
- Então...-ele engoliu um pedaço- Viva com o peso na conciência de que estragou o namoro de duas pessoas que se amavam.

Dei as costas à Harry e fui para o meu quarto. Como toda a história de brigas, eu bati a porta e depois a tranquei. Fechei as janelas, a cortina e desliguei tudo que oferecesse luz. O que eu mais quero agora, é ficar no escuro. Como a minha vida.

Logan Kinner P.O.V'S

Havia vidro para todos os lados da sala. Fotos rasgadas e parcialmente queimadas. O sofá estava virado, quadros que antes estavam pengurados nas paredes, agora estavam no chão sem a moldura.

- SeuNome... o que aconteceu aqui? Parece que passou um tornado!
- Ta mais pra furação anti compaixão. -ela disse arrumando o sofá e se deitando nele.
- Ta ok.. vai deixar a casa assim?
- Por mim pode ficar -ela virou para o lado- Se você quizer arruma do seu jeito.
- Qual é o seu problema? -gritei com ela.
- Uma pessoa não pode mais entrar em depressão em paz, Logan?
- Agora vai jogar a culpa na tpm?
- Não é tpm ta legal...-ela fez uma pausa- Tem nome.
- E qual é, posso saber, SeuNome?
- Liam. -ela alterou a voz- Essa é a porra do nome. Liam! Feliz?
Eu demorei um pouco pra responder, mas depois fui calmo com ela. Como nossa mãe seria também. - Desculpa... eu... nao sabia.
- Tem muitas coisas que você não sabe, Logan.
- Eu vou matar o Liam.
- Vá em frente.

Fui para o meu quarto, que graças a Deus, estava entocado. Sentei-me na cama, com ódio, tristeza e compaixão no coração. Minha raiva de Liam só aumentou a cada desde o começo desse namoro. De hoje, esse homem não passaria.
Abri a gaveta de meias, de lá tirei um punhal. Da gaveta de camisas tirei um revolver e da gavega de calças as balas. Coloquei tudo dentro de uma mochila preta, chequei na janela e já havia escurecido, puxei de uma caixa na sapateira, minhas roupas pretas, coloquei os sapatos e sai pelo telhado. Abaixei-me e ouvi SeuNome abrir a porta.

- Logan eu preciso... Logan? -ela notara a minha falta, ou seja, danou-se.- Logan?! Filho na mãe, Liam!

Desci rapidamente, cortei os fios da bateria do carro dela, peguei a minha moto e segui para casa do Liam. Ela demoraria muito mais que uma hora para chegar lá e a operadora do celular dela estava em manutenção e temporariamente fora e serviço. Tudo ao meu favor.
Abri a porta dos fundos com a chave reserva de SeuNome, entrei e encontrei a luz da sala ligada, porém nenhuma movimentação. Fui me esgueirando pelos cantos e encontrei Liam dormindo na cadeira. Era a chance perfeita. Mas como eu sou sempre muito azarado, a empregada chegou e eu tive que entrar na dispença para me esconder, ela ficou uma meia hora limpando tudo devagar e sem fazer barulho para não acordar o patrão. Consultei o relógio e já havia perdido 52 minutos do meu tempo, em menos de 1 hora SeuNome estaria aqui e acabaria com tudo. Turei o punhal de minha mochila e sai da dispença, cheguei perto de Liam e procurei me posicionar bem para acorda-lo e depois mata-lo. Calculei cada lugar onde o sangue se acumularia para não me sujar com lixo, isso demorou um pouco mais do que eu esperava já que o tapete era irregular. Ouvi a porta estralar e passos em direção da sala. Coloquei o punhal estratégicamente no pescoço dele e o acordei.

- Logan? -ele olhou ao redor- O que está fazendo?
- As últimas palavras?
- Odeio você. -ele as falou com rispidez.
- Liam! -SeuNome chegara mais rápido do que eu calculara.- Solte ele, Logan! Agora!
- Por que eu faria isso? Ele só acabou ainda mais com a nossa vida. A familia dele matou nossos pais.
- Meus pais. E a culpa foi toda sua deles terem morrido.
- Como assim, "seus pais", SeuNome?
- Isso mesmo Logan... -ela fez uma pausa- Você não é meu irmão.
- Eu fui criado como seu irmão, SeuNome!
- Mas não é meu irmão! -ela começara a gritar- Você é a causa dos meus pais terem morrido. Você é irmão dele, Logan.

Continua...
-----------------------------------------------------------------
ooi lindas maravilhosas, tudo bem?
Bom, espero que esse capitulo tenha dado uma apimentadinha na curiosidade de vocês... eu ia escrever mais só que essa me pareceu a melhor parte para parar.
Espero que estejam gostando :3
Beijos 

3 comentários:

  1. Oh my Josh! O Logan irmão do liam, por essa eu n esperava mesmo, e q bela hora pra parar em haha me matou de curiosidade! Continua to curiosa pra saber a reação deles malikisses
    by: Duda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está curiosa, amor! Assim que eu gosto hahaha -eu malvada-.
      Malikisses liamda xx

      Excluir