Danger In Love - Capítulo 12 / 2ª Temporada

| | |
"Minha recém-falecida irmã"


Louis Tomlinson P.O.V's

Eu: Você não está brincando com a minha cara. está?
Médico: Eu queria estar brincando mas infelizmente eu não estou. Megan não terá mais um bebê. E sugiro que procurem a polícia imediatamente. Quantas pessoas esse JK já matou ou ainda vai matar? Pelo que eu fiquei sabendo, ele já tem uma lista inteira de quem quer matar. E, você está nela. - Me levantei da cadeira em que estava sentado e andei de um lado para o outro. Eu até que colocaria o caso com a polícia, mas na última vez que fizemos isso, Will pagou um preço muito caro.
Eu: Não poso levar o caso para a polícia!
Médico: Porque não? Eles terão mais chances de encontrar o sujeito. 
Eu: É, ter eles teriam. Mas o problema é que já mandamos isso para a polícia uma vez. E eu não quero que mais alguém morra nesta história. 

Saí da sala do médico e coloquei as mãos na cabeça. Eu estava desesperado e acabado. Eu mal havia descoberto que seria pai e agora eu perdi. Perdi meu filho e a confiança da minha namorada. Como eu gostaria de socar a cara de JK! Infelizmente a minha única solução era realmente chamar a polícia, mas não queria que outro policial fosse morto por JK. Era incrível como ele nos fazia ficar confusos e sem saber o que fazer. Eu apenas queria que isso acabasse, e que minha vida fosse perfeita de novo. Queria que o contrato com a Eleanor acabasse, queria que os tempos sem JK voltassem. Mas um dia, um dia eu vou conseguir. Nem que isso possa me ferir um dia. Voltei para o local em que eu estava com os outros, não vi as meninas mas sim os meninos. Eles vieram até mim me enchendo de perguntas.

Richard: E então, o que ele disse? - Foi a única das milhares perguntas que eu consegui entender. Dei um suspiro e demorei cerca de meio minuto para poder responder.
Eu: A Megan não terá mais um bebê. Acabou! Não terá mais um caçula para nós.
Liam: Como assim? Ele não havia se referido ao bebê. Ele falou alguma coisa relacionado a isso? - Liam colocou as mãos em meus ombros e olhou para baixo. - Eu sinto muito, cara!
Eu: Não precisa lamentar. - Dei um outro suspiro e percebi que não havia respondido as perguntas de Liam - Parece que JK é uma mulher. E, que foi ele quem bateu na barriga da Megan a fazendo perder o bebê. Infelizmente eu não sei dizer se ela já sabe dessa notícia.
Niall: Eu acho que ela não sabe. Pois se soubesse, já teria comentado conosco. - Ouvi a porta do quarto em que Megan estava se abrir e as meninas reclamarem com a enfermeira. Vi ela rir da confusão que estava acontecendo e, quando me viu, seu sorriso se desapareceu. -  Mas ela se referiu ao fato de ser difícil te perdoar.
Eu: É, eu já sabia que isso provavelmente iria acontecer. - Louis! Ouvi Eleanor gritar e vir até onde eu estava acompanhada de Morgan.
Eleanor: O que foi que ele disse? A enfermeira está com uma grande preocupação com Megan e a olha com pena. Como se.. Como se alguém tivesse morrido.
Eu: E morreu. O meu filho está morto!

Megan Parker P.O.V's

Olhar para ele me fez perceber que ele não pensou em quaisquer possibilidade de eu estar com problemas, e que se ele realmente me amasse, não pensaria dessa forma. Neste exato momento, a única coisa no qual eu queria agora era estar com as meninas e em minha casa. Mas como eu estou totalmente cortada e alguns estejam bastante fundos, dá para perceber que eu não sairei daqui tão cedo. Me encostei no travesseiro e esperei o médico vir falar comigo, como a enfermeira havia me prometido. Olhei para todo o quarto e vi que as paredes eram pintadas de amarelo. Para ser bastante sincera, eu não gosto de amarelo. Não tenho motivos, apenas acho amarelo uma cor muito forte, dá até dor na vista, assim como o branco que, diferente do amarelo, eu admiro muito. Olhei para o urso que estava numa escrivaninha ao meu lado. 

Ele era lindo, mas me lembrava o Lou. Ele sabia que seria muito difícil perdoá-lo, mesmo ainda o amando. Eu não saia o que poderia acontecer daqui pra frente, mas tenha a leve impressão de que a minha relação com o Louis só vai piorar cada vez mais. E, eu não quero acabar sofrendo. Olhei novamente para aquele ursinho e em minha mente veio Niall. Ele havia me dito que Louis o mandou comprar para mim, o que eu achei uma falta de respeito comigo. Se ele queria me dar alguma coisa, por que simplesmente não comprou e me deu pessoalmente? Tirei esses pensamentos de meu cérebro e tentei por alguma outra coisa que não fosse relacionado ao Louis.


Ouvi a porta se abrir r rapidamente me ajeitei  na maca. Era o médico, e sua expressão não estava nada boa. Ele parecia triste e preocupado. Então me lembrei de minutos antes, eu o contei o que estava acontecendo comigo e com os outros. Mesmo eu não o conhecendo, eu precisava de alguém no qual eu pudesse desabafar. E naquele momento, ele era a única pessoa que estava comigo. Ele puxou uma cadeira e colocou ao lado da maca, sentando-se como se fosse apenas um visitante. Ele pegou a minha mão e pareceu procurar as palavras certas para me dizer algo. E eu tinha a estranha sensação de que o que ele iria falar não iria me agradar, e ao invés de melhorar, eu irei ficar ainda pior. Meu coração estava acelerado e eu estava nervosa. Eu temia o que ele iria dizer e que isso só me deixasse mais abalada. O médico deu um suspiro e olhou para mim.

Médico: Infelizmente eu não vou lhe trazer notícias muito boas. - Finalmente el falou. Olhei para minha mão que estava em meu colo e logo depois para ele.

Eu: Tudo bem. Eu já estou acostumada a receber notícias e informações não muito animadoras. Mas creio que superarei o que irá dizer como superei todas as outras coisas que já me aconteceram.
Médico: Dessa vez é diferente, Megan. O que tenho para te dizer é realmente muito sério. - Engoli minha saliva e deixei que o medo me dominasse por inteira. Em meus quase vinte e dois anos, nunca nenhum médico falou assim comigo, a não ser quando soube do acidente dos meus pais e que meus sonhos com Louis poderiam ser o sinal de tempos de terror. Como esse que estou vivendo agora.
Eu: Tem algo de errado comigo? - Falei baixinho.
Médico: Tem, tem algo de errado com você. - Suspirei e o pedi para continuar. - Eu sei que é difícil. Mas.. Você perdeu o seu filho. O anônimo matou seu filho. - Senti as lágrimas caírem em meu rosto e fechei os olhos para tentar segurá-las, mas isso só fez com que elas caíssem mais rápido. - Eu sinto muito! Seus amigos me contaram que seu sonho era ter uma família.
Eu: Eu o perdi? Não! Isso não pode estar acontecendo! - Não me preocupei em segurar as lágrimas. As deixei cair com toda a rapidez que pudesse. Coloquei a mão no rosto e comecei a chorar cada vez mais. Por mim, eu choraria até inundar toda a Londres.
Médico: Senhorita Megan, não se desespere! 
Eu: Não estou desesperada. - Funguei. - É que essa notícia veio sem aviso. Eu nunca imaginei que o meu primeiro filho iria morrer dessa maneira. - O médico olhou para o chão e segurou a minha mão novamente.
Médico: Não se preocupe, senhorita Megan! Eu sei que um dia a senhora vai conseguir fazer um outro filho. E quando isso acontecer, tudo isso que a senhora está passando terá acabado.
Eu: Eu espero que seja realmente assim.

Ele deu um meio sorriso e saiu do quarto, me deixando sozinha novamente. Coloquei a mão no rosto outra vez e comecei a chorar. Provavelmente era sobre isso que ele queria falar com Louis, e talvez, assim como eu, Louis estivesse sofrendo. Eu desejava que tudo aquilo ali fosse um pesadelo, mas infelizmente não eram. Coloquei a mão na minha barriga e chorei ainda mais ao lembrar que eu não sentiria mais o meu filho se mexendo dentro de mim. Que eu não iria vê-lo dando seus primeiros sinais de que queria sair de dentro de mim para conhecer o mundo, que eu iria vê-lo dando seus primeiros passos ou suas primeiras palavras. Tudo aquilo era doloroso para mim, e eu não queria passar dias, talvez anos me lembrando disto. Olhei para o lado e vi o ursinho, me olhando, com aqueles olhos amarelados e arregalados. Senti uma raiva imensa de Louis e o culpei por eu estar assim. Ele iria me trair, e só não fez isso por eu estar grávida. Agora que eu perdi, certamente vai me trair. Me desencostei da maca e virei o ursinho para a parde.




Harry Styles P.O.V's

Todos nós estávamos aguardando notícias, mas elas simplesmente não vinham. Já fazia horas que eles tinham ido para o hospital, e não ligaram para nenhum de nós para nos dizer como a Megan estava. Eu não era o melhor amigo dela, mas nesses últimos dias fiquei bastante próximo ao descobrir que ela estava grávida. Eu meio que prometi a mim mesmo que iria protegê-la e apoiá-la em qualquer ocasião. Eu não estava bem, eu sentia que algo iria acontecer, ou já estava acontecendo. Andava de um lado para o outro, nervoso. Minhas mãos tremiam e suavam, e minha mente não ficava quieta. Zayn estava com as duas mãos na cabeça e ele estava suando, e em meio ao suor, também haviam lágrimas.

Zayn: Será que eles não vão ligar nunca? - Gritou. Perrie se sentou ao lado dele e o abraçou. - Vocês todos viram como ela estava, e eu sei que ela não está nada bem. O desafio que o Liam fez não foi da forma que esperávamos.
Eu: Zayn, acalme-se! Eu tenho certeza de que ela ficará bem e que em breve toda essa agonia vai acabar. - O consolei. - Tenha fé!
Jay: Vim o mais rápido que eu pude! Receberam notícias dela? - Jay chegou arrombando a porta e afegante, deveria ter vindo a pé. - Por que estão com essas caras?
Kennedy: Não, nós não temos nenhuma notícias dela. - Ele disse impaciente. - Mas acontece que nós estamos com medo. Temos medo de algo acontecer com o bebê. - Jay sentou no chão e colocou a mão na cabeça.
Jay: Se eu contar um segredo, vocês prometem não contar a ela? - Assentimos. - Sabe, eu tenho medo de ela ficar com raiva de mim por uma coisa que eu não enho culpa. - Ele olhou para o chão. - Ok, eu vou parar de fazer hora! - Ele olhou para nós novamente. - O pai dela era um homem bom, mas se transformava em outro quando bebia. E esse foi um dos motivos de Susan e ele terem se divorciado uma vez. Mas não foi só esse o motivo. Susan uma vez descobriu que ele teve um caso com uma mulher, e que essa mulher teve um filho com ele. Mas tudo isso por causa de uma noite em que ele estava bêbado.
Zayn: E o que isso tem haver com o seu segredo? - Zayn falou. Revirando os olhos logo em seguida.
Jay: Essa mulher era a minha mãe. E eu sou o filho que eles tiveram juntos. Mas infelizmente minha mãe morreu em um acidente na época em que eu vim morar aqui, e eu fiquei com a minha avó. Descobri que Susan e Robert haviam se casado novamente, e resolvi fazer amizade com os meus dois meios irmãos. Embora na verdade apenas Megan ser minha irmã. Eu te considero um irmão, Jack. - A revelação de Jay nos fez arregalar os olhos. Todos olhamos para ele e a única coisa que ele fez foi rir.
Demi: Vocês são irmãos? Mas.. Porque não contou isso à muito tempo?
Jay: Não achei que era necessário. Até o dia em que JK me envolveu em seu plano de se vingar da Megan por causa de uma coisa que ela nem se lembra mais. 
Eu: Agora a única coisa que nos resta a fazer é esperar e aguardar as notícias. E, eu espero que um um dia você e a Megan possam resolver essa história de que são irmãos.
Jay: Mesmo que um dia ela fique sabendo, talvez eu não terei tanto tempo com ela sabendo que ela descobriu que eu sou seu irmão. - Jay sussurrou. Mas falou em um tom suficiente para todos nós ouvirmos.

Emma Roberts P.O.V's

Duas semanas depois...

Há exatamente duas semanas eu havia recebido uma ligação de minha irmã mais nova. No momento eu só tinha de amigos a Mega, Louis e o restante do pessoal, e eu não estava com a mínima vontade de ir para York sozinha. E então eu os chamei para ir comigo. Eles aceitaram, mas percebi que todos estavam abatidos e tristes. Não perguntei, mas Megan me contou que ela havia perdido o bebê que ela estava esperando e me mostrou cortes em seus pulsos, braços e pernas. E então, então eu percebi que podia confiar nela e mostrei meus cortes que fazia na vida de drogada que eu tinha. Eu a mostrei os cortes que eu tinha, ela apenas me abraçou e chorou em meu ombro. A viagem não era longa, e cabia todo mundo em minha van. Eles estavam quietos, mas com o tempo voltaram a ser quem eles realmente eram. Já começavam a fazer piadinhas e cantar no meio da viagem.

Claire: Emma, quanto tempo vamos ficar na casa da sua irmão? - Claire que estava num banco atrás do motorista perguntou.
Eu: Acho que pelo menos três dias. Não pretendo passar mais que isso. E a propósito, acho que foi uma boa ideia ter trago vocês. Estavam tão murchinhos. Precisavam de alguma distração, toda essa pressão que vocês estão vivendo um dia vai passar. - Dei um meio sorriso e Claire retribuiu.
Megan: Realmente preciso esquecer o que aconteceu. Mas.. Não sei se vou esquecer disso tão cedo.
Jack: Vai esquecer, sei disso! E um dia você vai ter outro pirralho pra cuidar, e quando tiver, JK vai estar na cadeia! - Ela abraçou a irmã e deu um beijo no topo de sua testa. Alguns olharam para Jay e sorriram para ele. O que estava acontecendo com aquele pessoal?
Eu: E então, como está indo o coração de vocês?
Niall: O meu está batendo. E o seu? Como ele anda? - Niall disse e eu revirei os olhos.
Eu: Niall, se você ainda não percebeu eu vou tentar te explicar melhor. Corações não andam. Eles ficam pregados dentro do nosso corpo. Repetindo: Eles não andam. - Todos estavam rindo. E eu sorri ao ver que estava chegando na casa de minha irmã. A casa parecia uma fazenda, mas ao mesmo tempo era grande e luxuosa. Estacionei a van e todos desceram do carro. Eu tirava minhas malas quando Jack chamou minha atenção.
Jack: Emma, aquela é a sua irmã?


Eu: Lucy? Ai meu deus! O que foi que você fez?
Dessa vez eu não demorei, hehe!
Se as coisas não estavam boas pra ninguém, agora é que vai piorar. Eu nunca imaginei o Jay sendo irmão da Megan, imagine quando ele descobrir. Será que era por isso que ele era amigo da Claire? Ele sabia que elas eram primas? Tadinha da Megan, deve ser horrível perder uma pessoa que ama. Agora, Emma está sentindo isso também.
Mas por qual motivo a Lucy fez isso com ela mesma? Infelizmente só no próximo capítulo. Mas o que vocês acharam? E antes que eu me esqueça, obrigado pelos comentários fofos de vocês. E a pedidos.. Esse blog está abrindo vagas para ADM, para quem quiser se inscrever.

15 comentários:

  1. Megan e louis estavam noivos ? Não deu pra comentar no cap anterior .. Essa fic estar perfeita , continua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meio que estavam, pois já que ela estava grávida teriam que se casar de qualquer forma.
      Tudo bem, não se sinta obrigada a comentar.
      Você é que é perfeita, amanhã eu posto o próximo capítulo.
      Beijos!

      Excluir
  2. Megan e louis estavam noivos ? Não deu pra comentar no cap anterior , mas ta perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meio que estava, pois já que ela estava grávida teriam que se casar de qualquer forma.
      Tudo bme, não se sinta obrigada a comentar. - Mas sempre é bom. -

      Excluir
  3. Omj
    Ta per-fect
    Continua logo pfffff
    XxDebby

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pretendo ainda postar essa semana, meu bloqueio criativo voltou :(

      Excluir
  4. Cara tadinha da Megan perdendo tantas pessoas que ama, imagina
    perder um filho? Mds. Cara continua to curiosa pra saber porque a tal da Lucy fez isso malikisses
    by: Duda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente ela está passando por momentos difíceis na vida dela. Mas vamos rezar para que tudo isso acabe logo e ela poderá ter mais um filho com o Louis.
      Continuarei em breve.

      Excluir
  5. Continuaaaa lol nova leitora e-e c: to amando .. Posta logo ta otimo sério msm *-* ~Emmy

    ResponderExcluir
  6. Coontinua ! Sou leitora nova !!

    ResponderExcluir
  7. continua pff da lindo
    by:ines

    ResponderExcluir